Publicidade

Novela “Cordel Encantado”: Na reta final da novela, a história de Nidinho (João Fernandes) toma um rumo feliz para o garoto. Ele cresceu sabendo que sua mãe morreu quando ainda era bebê, mas desconhece a identidade de seu pai. Para proteger o menino, Padre Joaquim (Genézio de Barros) manteve em segredo a verdade sobre a paternidade dele: o menino é filho do prefeito Patácio Peixoto (Marcos Caruso)!

Publicidade

Patácio teve um caso com a mãe de Nidinho, uma mulher da cidade de Formosura. Antes de morrer, ela pediu que o padre deixasse a criança com Patácio, mas o prefeito rejeitou o filho. O menino cisma que Batoré (Osmar Prado) é seu pai e o padre pressiona Patácio a contar tudo ao menino. Ele se recusa: “Ternurinha não ia me perdoar! E meus filhos? Como eu ia poder olhar na cara de Doralice e de Faustinho? Não! Não posso, padre!”. Mas o padre dá um ultimato: “Vou lhe dar um prazo. Se até o final do mês o senhor não contar tudo para sua família, e também para Nidinho, quem vai contar sou eu!”.

Padre Joaquim vai conversar com Batoré sobre o suposto parentesco dele com Nidinho. O pároco vai direto ao ponto: “Delegado, Nidinho é filho de Patácio Peixoto (Marcos Caruso)!” Ele conta que o prefeito sempre soube, mas por questões políticas e por causa de Ternurinha (Zezé Polessa) nunca quis assumir a paternidade.

Batoré lamenta muito e afirma que irá conversar com Patácio. Ainda faz questão de dar a notícia ao menino. Arrasado, vai procurar Nidinho. “Nidinho, eu preciso ter uma prosa muito séria com você… Tu é valente que só, vai ter força para enfrentar a verdade”, diz o delegado que, sem jeito, revela não ser seu pai verdadeiro.

O menino não consegue acreditar: “Não é possível! Nós somos igual… Também gosto de comer, de ser delegado… E meus cabelos vão cair, o senhor vai ver só”. As palavras do garoto comovem Batoré, que, mesmo não sendo pai de Nidinho, lhe quer como filho.

Pressionado por Padre Joaquim e Batoré, Patácio encontra Nidinho e vai direto ao ponto: “(…) Nidinho, eu sou seu pai!”. Patácio ouve o berro de Ternurinha. Pendurada do lado de fora da janela, a primeira dama se desequilibra e cai. Patácio fica desesperado: “Ternurinha!! Meu deus, ela ouviu tudo! Tô lascado!”.

Publicidade

Ternurinha é socorrida pelo padre e por Batoré. Patácio também tenta ajudá-la, mas ela diz para seu marido que não quer vê-lo nunca mais. Padre Joaquim acha melhor retirar as crianças do local, e Batoré leva Nidinho e Juca (Max Lima) dali. Ternurinha solta o verbo: “Vinte e três anos de casamento, padre! Pra descobrir que eu, a primeira-dama da cidade, carrego um par de chifres no cocuruto! Indecente! Imoral! Cafajeste!”.

Ela atira objetos em Patácio, que se protege como pode. O padre pede calma e, diante da revolta de Ternurinha, resolve acompanhá-la ao Palácio do Governo.

Fausto (Renato Góes) e Dora (Nathalia Dill) resolvem descobrir o motivo da briga entre seus pais. Os dois vão até o gabinete, onde Patácio (Marcos Caruso) está dormindo há alguns dias, e perguntam o que aconteceu para Ternurinha (Zezé Polessa) tê-lo expulsado do quarto.

O prefeito tenta desconversar, mas é surpreendido pela chegada de Nidinho (João Fernandes), que chega gritando: “Painho!”. O menino corre para abraçar o prefeito e deixa Fausto e Dora boquiabertos. A advogada pergunta: “Então, foi isso? Nidinho é nosso irmão?”.

Publicidade

Para surpresa de Nidinho, Patácio vai à casa de Padre Joaquim (Genézio de Barros) atrás dele. O prefeito pede para ter uma conversa a sós com o menino. Patácio se enrola para dizer por que está ali. Então, ansioso, Nidinho pergunta: “Painho, o senhor vai, quiçá, assumir que é meu pai ou não?”.

Patácio solta: “Eu… eu vou! Pronto, estou lhe assumindo! Tu é meu filho!”. O menino fica radiante e o abraça carinhosamente. Finalmente, Nidinho conseguiu ter o pai que tanto queria!

Novela “Cordel Encantado”: resumo dos próximos capítulos

Sinopse “Cordel Encantado”: Augusto e sua rainha vivem uma vida harmoniosa e feliz, sem imaginar que estão cercados por dois vilões: Úrsula (Débora Bloch), cunhada do rei, e Nicolau (Luiz Fernando Guimarães), o atrapalhado mordomo da corte. A bela, elegante e sofisticada duquesa é a pessoa mais perigosa e falsa de todo o reino. Ajudada por Nicolau, seu amante, Úrsula deseja se tornar rainha. E a viagem a Brogodó é a chance que a duquesa sempre quis para se livrar de Cristina e da princesa.

A sede de poder da dupla de vilões é crescente: no Brasil, para onde se muda com a corte europeia, o casal continua a planejar e executar planos para conseguir o que quer. No decorrer da novela, revela-se que Lady Cecília (Sofia Terra), que Úrsula criava como sobrinha, é filha da vilã com o general Baldini (Emílio de Mello), militar do exército de Seráfia do Norte.

Fonte Rede Globo “Cordel Encantado”

Publicidade