Novela “Topíssima”: O advogado Alexandre (Gilberto Torres) avisa Antonio (Felipe Cunha) que Sophia (Camila Rodrigues) quer falar com ele. Mariinha (Silvia Pfeifer) afirma: “Você ainda ama a Sophia … Pois então! Vai lá ouvir o porquê desse mal. Alguma razão muito forte a Sophia teve pra te evitar todo esse tempo”.

Publicidade

Antonio vai ao presídio e Sophia declara: “Demorei muito pra criar coragem… E acho que ainda não tenho. Se pudesse, não teria essa conversa que vamos… Prefiro que você saiba por mim do que a ter uma surpresa … Quando entrei no presídio tive que fazer exames e descobri que… Que eu estava grávida … Quando a diretora me comunicou o resultado do exame senti como se estivessem arrancando à força o chão sob os meus pés. Logo naquele momento que a gente estava recomeçando, que mesmo presa nesse inferno aqui sabia que você ia estar ao meu lado. Meu passado, minha leviandade veio pra cima de mim como uma tsunami levando tudo de bom que, enfim, eu estava tendo com você. Posso me arrepender do meu passado, mas não apagar ele”.

Sophia chora e continua: “Hoje eu jamais teria ido pra cama com o Lima. Uma diversão inconsequente. Eu mudei, Antonio, e você estava vendo isso. Mudei, sou uma outra mulher, penso antes de agir, mudei, mas não posso, infelizmente não posso mudar o que eu já fui”.

Antonio declara: “Sofri demais por você não querer me ver! Tô sofrendo agora por você ter omitido isso de mim. … Obrigado por ter contado. Preciso ir trabalhar. Tudo de bom”. Sophia fica arrasada. Antonio conta para Mariinha: “…O que mais me doeu, mas doeu mesmo, mãe, foi ela não ter me contado antes. Sophia não muda”. Mariinha a defende: “Ela mudou, sim, mas essa gravidez era algo muito sério, intenso pra Sophia falar. Talvez ela tenha precisado de muito tempo pra ela própria aceitar que, por uma leviandade, como ela mesma falou pra você, engravidou”. Antônio sofre e conclui: “Não me importa mais. Agora eu quero deixar o tempo passar e esquecer tudo isso. Só quero que o tempo passe, mãe”.

Após passagem de tempo, Carlos, Mariinha e brincam com Daniel e falam sobre a festa do primeiro aniversário do filho de Sophia. Antonio os leva para visitarem a detenta e os espera no seu táxi. Na saída do presídio, doutor Alexandre (Gilberto Torres) liga para Carlos e ele anuncia: “Delegado André encontrou quem matou a Lara! Sophia vai sair da prisão!”.

A Secretária da Presidência e da Reitoria da Universidade Alencar é desmascarada e presa pela morte de Lara.

Uma semana depois, todos esperam Sophia e lamentam a ausência de Antônio. Sophia chega acompanhada do doutor Alexandre. Daniel a abraça e todos se emocionam. Antonio muda de idéia e chega na festa. Ele vai até Sophia e diz: “Acho que já perdemos tempo demais. Eu te amo … Te amo muito”, repete ele. Os dois se beijam apaixonados.

Publicidade

Após sete anos, Antonio e Daniel encontram Sophia na maternidade, a enfermeira chega com a recém-nascida e a entrega à Topíssima. Antônio exclama: “Ela é linda. Oi, Valentina… Eu sou seu pai, meu amor”. Um tempo depois, a família se muda para Salvador para inaugurar mais uma unidade da Universidade Alencar.

Novela “Topíssima”: Na Zona Sul do Rio de Janeiro mora Sophia (Camila Rodrigues), uma moça independente e feminista, que transformou a produtora de moda Topíssima em referência nacional. Ela é filha de Lara (Cristiana Oliveira), uma mulher fútil que vive em razão da vaidade e do dinheiro, e de Carlos (Maurício Mattar), um professor que na juventude trocou seu grande amor, a humilde Mariinha (Sílvia Pfeifer), pela chance de acensão social com a atual esposa.

A vida de Sophia vira de cabeça para baixo quando sua mãe propõe que ela assuma a presidência do Grupo Alencar de Educação, contrariando o desejo de seu tio, Paulo Roberto (Floriano Peixoto), que almejava o cargo. Ele é um homem inescrupuloso, que mantém a falsa imagem de empresário integro, mas trai a mulher Beatriz (Cássia Linhares) com a ambiciosa Yasmin (Juliana Didone) e é sócio na produção de drogas com Taylor (Emílio Orciollo Netto), um americano que mora no Brasil há mais de 20 anos e comanda o esquema ilegal no Vidigal. Lara, no entanto, coloca como condição que a filha se case dentro de ano – uma vez que não aguenta seu jeito de devoradora de homens – fazendo com que diversos alpinistas sociais a cerquem.

Publicidade