Novela “Éramos Seis”: Júlio (Antonio Calloni) volta a ser internado e morre. Carlos (Danilo Mesquita) trabalha como representante de vendas de medicamentos para pagar os estudos e ajudar nas despesas da família. Sua namorada, Mabel (Carla Nunes), mente que é rica e o espera no clube para a aula de dança. Carlos chega no local atrasado, a beija e sai para buscar um suco. O pai dela, motorista, vê a cena e se aproxima. Ela pede para Josias se afastar e ele reclama: “Não acho certo ficar de namoro, ainda mais no meu local de trabalho! Não pode, não gostei!”.

Publicidade

Carlos pergunta o que está acontecendo: “Por que seu motorista está falando assim com você?”. Josias fica surpreso e se apresenta. Mabel pede perdão: “Carlos, espera, não vá embora assim, não me deixa! Peço desculpas pelo que fiz”.

Carlos reage: “Tem que pedir desculpas a seu pai também, vai lá falar com ele. Por que fez o que fez? Por que me enganou? Achava que fosse rica”. Ela explica: “Eu ia contar, mas não quero que saibam, não gosto. Ia dar fofoca, iam me olhar enviesado. Eu sei que vai entender, é uma pessoa correta, capaz de perdoar um deslize…”.

Carlos fica magoado: “Correto demais e isso parece um convite pra ser enganado! Estou exausto, cheio de problemas. Pensei que fosse me ajudar a me acalmar. Nunca pensei que fosse me decepcionar com você, também com você”. Cena prevista para dia 06 de dezembro na novela “Éramos Seis”.

Resumo “Éramos Seis”: próximos capítulos da novela

“Éramos Seis”: Casada com Júlio (Antonio Calloni), Lola (Gloria Pires) é uma esposa devotada e mãe de quatro filhos: Carlos (Xande Valois/ Danilo Mesquita), o mais velho e motivo de orgulho para os pais; Alfredo (Pedro Sol/ Nicolas Prattes), rebelde que vive se metendo em confusões e tem ciúmes do irmão; Isabel (Maju Lima/ Giullia Buscacio), determinada e independente, é a favorita do pai – por ser a única filha mulher; e Julinho (Davi de Oliveira/ André Luiz Frambach), o caçula da família – que desde criança demonstra habilidade para lidar com dinheiro.

A história começa com Lola e Júlio passando sufoco para poder pagar as parcelas do casarão que compraram em São Paulo. O primeiro bem do casal sai mais caro do que eles previam por causa dos altíssimos juros do financiamento bancário. O imóvel acaba gerando um impasse entre eles: para ela, o local é a alma da família. Para ele, um empecilho para melhorar de vida.

Publicidade