Novela “Éramos Seis”: De volta a São Paulo, Lola (Gloria Pires) está conformada com sua nova vida, agora morando em um asilo. Lola se ambientou facilmente no asilo que escolheu para viver. Ali ela fez amigos e se sente feliz ajudando os moradores. No entanto, ainda sofre com saudades dos filhos e de Afonso. Madre Joana (Nicette Bruno) vai ao seu encontro e avisa que tem uma visita para ela: “Aliás, vá até a porta, tem uma pessoa aflita, um senhor bem apessoado, esperando pra falar com sua Lola.”

Publicidade

É Afonso (Cássio Gabus Mendes), que finalmente descobriu onde ela está morando. Quando Lola o vê fica emocionada. Ele também não esconde a felicidade de ter reencontrado seu grande amor. Os dois têm muita coisa para conversar. “Não entendo porque não me procurou, porque veio pra cá”, diz ele. “Ah, Afonso, eu estou bem. E depois… tem tantos problemas… Tem Inês e seu neto. E Lúcio que estava preso.”

Afonso conta que foi atrás dela no Rio de Janeiro e pergunta se ela ainda pretende continuar morando lá. Diante de tantas perdas e sofrimentos que enfrentou nos últimos anos, Lola não acredita que possa ser feliz novamente. “Tenho medo de que a minha cota de felicidade já tenha se esgotado.” O comerciante discorda. Depois de todos os desencontros, acredita que chegou a hora deles ficarem juntos. Como ele mesmo diz, “nunca é tarde para ser feliz.”

“Este tempo que ficamos separados, cuidando da felicidade dos nossos filhos e esquecendo da nossa, só serviu para eu ter uma única certeza. Ainda há tempo para nós. E eu quero ter este tempo de volta.”

Mas Lola parece não compartilhar desta crença e, sem querer, acaba magoando Afonso, que decide ir embora: “Talvez não sinta minha falta, nem sinta o que sinto. Me desculpe então se a incomodo.” Ao vê-lo partir, Lola toma coragem e se declara: “Não, Afonso! Eu sinto falta. Eu nunca pensei que pudesse… que fosse sentir isso de novo… ou por alguém que não meus filhos, mas eu amo o senhor. Eu vejo tudo tão complicado.” Eis que Afonso novamente a surpreende: “Não é. É simples como o dia. Quando fala isso, só há uma saída para nós. Começar uma vida juntos. Desde o início. Esta vida começa no altar… Quer casar comigo, dona Lola?”

O casamento é simples, mas cheio de emoção! Padre Venâncio (Othon Bastos) conduz a cerimônia, que começa com a entrada de Lola ao lado de Almeida (Ricardo Pereira). “Lola e Afonso já foram muitas coisas um do outro: amigos, companheiros, confidentes. Agora, estarão unidos numa mesma caminhada, em benefício de tudo que podem vir a ser juntos”, dirá o padre.

Os dois trocam as alianças e são declarados marido e mulher. Cena prevista para março na novela “Éramos Seis”.

Resumo “Éramos Seis”: próximos capítulos da novela

“Éramos Seis”: Casada com Júlio (Antonio Calloni), Lola (Gloria Pires) é uma esposa devotada e mãe de quatro filhos: Carlos (Xande Valois/ Danilo Mesquita), o mais velho e motivo de orgulho para os pais; Alfredo (Pedro Sol/ Nicolas Prattes), rebelde que vive se metendo em confusões e tem ciúmes do irmão; Isabel (Maju Lima/ Giullia Buscacio), determinada e independente, é a favorita do pai – por ser a única filha mulher; e Julinho (Davi de Oliveira/ André Luiz Frambach), o caçula da família – que desde criança demonstra habilidade para lidar com dinheiro.

A história começa com Lola e Júlio passando sufoco para poder pagar as parcelas do casarão que compraram em São Paulo. O primeiro bem do casal sai mais caro do que eles previam por causa dos altíssimos juros do financiamento bancário. O imóvel acaba gerando um impasse entre eles: para ela, o local é a alma da família. Para ele, um empecilho para melhorar de vida.