Novela “A Dona do Pedaço”: Maria da Paz (Juliana Paes) está em uma verdadeira corrida contra o tempo para tentar encontrar o documento capaz de tirar a fábrica de Jô (Agatha Moreira) e devolver para o seu nome. Na academia, Chiclete (Sergio Guizé) lembra que Leandro (Guilherme Leicam) pegou uma pasta contendo um papel por engano.

Sabendo que pode ser o documento que Maria tanto procura, ele se irrita com a distração do parente e diz que tem vontade de matá-lo. Leandro fala que não fez por mal, mas Chiclete mostra a arma para o rapaz, e esbraveja: “Eu por mim te abatia aqui mesmo, pra não fazer mais burrada.” Vivi (Paolla Oliveira) flagra o momento e fica surpresa com o gesto do namorado: “Tem muita coisa pra explicar. Passa lá em casa depois. Hoje a gente vai ter uma longa conversa.”

Mais tarde, os dois se encontram na casa da it girl para uma importante conversa. Vivi quer saber por que Chiclete anda sempre armado e ele despista: “Na minha terra todo mundo tem revólver.” “Mas depois, na tentativa de assalto… que você impediu… sempre tava de revólver e parecia saber usar muito bem…”, ela insiste. Vivi também cita o recente episódio com Leandro, quando ela flagrou Chiclete ameaçando o próprio parente. Ele acaba cedendo à pressão e avisa que vai contar toda a verdade: “Meu pai, meus parentes… toda a família… vivia de encomendar almas. A pessoa ia lá, pagava, dava o nome, endereço… e a família encomendava a alma dela.”

Chiclete conta que Cosme (Osvaldo Mil) foi até Rio Vermelho para pedir uma encomenda. E foi assim que ele chegou até Vivi. A blogueira pede mais explicações e abre o jogo: “Eu vou te explicar, Vivi. Olho no olho. Eu vivia de encomendar almas. Eu era justiceiro. Você era minha encomenda. Você era a alma que eu tinha que entregar.”

“A Dona do Pedaço”: resumo dos próximos capítulos da novela

Sinopse “A Dona do Pedaço”: a novela enaltece a trajetória de Maria da Paz (Juliana Paes), uma jovem humilde, da cidade fictícia de Rio Vermelho, no Espírito Santo. Maria vem de uma família de justiceiros profissionais, os Ramirez, e se apaixona justamente por Amadeu (Marcos Palmeira), advogado formado em Vitória e membro do clã rival nos negócios, os Matheus. A trama, dividida em um prólogo e duas fases, traz uma história de amor com elementos à Romeu e Julieta, sem perder o humor, que permeia todo o folhetim.