Novela “Orgulho e Paixão”: E aos 45 do segundo tempo, quem pode salvar tudo é… Susana (Alessandra Negrini)!? A vilã finalmente aceita a proposta de Elisabeta (Nathalia Dill) e resolve dar seu depoimento em favor de Brandão (Malvino Salvador). O juiz tinha acabado de encerrar a sessão quando Jorge (Murilo Rosa) pede que ele espere, pois tem uma nova testemunha. “Isso é uma palhaçada, senhor Juiz! O advogado quer apenas dar o troco e perturbar o julgamento! Sabe que seu cliente está condenado!”, grita o promotor. Todos se desesperam, mas Susana chega no tribunal e já começa a falar. “Meritíssimo, não foi o Coronel que atacou Elisabeta e Darcy. Foi o capanga de Xavier, Virgílio… A mando do patrão.” Xavier (Ricardo Tozzi) protesta, mas ela já vem preparada. “Não é o que provam essas fotos… Reconhece esse aqui, desfalecido e amarrado?”, diz ela, dando as fotos ao juiz.

Novela “Orgulho e Paixão”: resumo dos próximos capítulos

No fictício Vale do Café, interior de São Paulo, nossos personagens vivem seus conflitos sociais e de conduta, que sempre se contrapõem aos desejos pessoais de cada um. Elisabeta (Nathalia Dill) é uma mulher à frente do seu tempo, com pensamentos igualitários e interesses atípicos para uma jovem do início do século XX. Ela deseja trabalhar, conhecer o mundo e é incentivada a realizar seus sonhos pelo pai, Felisberto (Tato Gabus Mendes), que vive às turras com a mulher, Ofélia (Vera Holtz), por pensarem diferente sobre a criação das filhas. Ao todo, o casal teve cinco mulheres, e cada uma com uma personalidade diferente.

A personagem de Nathalia Dill entrará em conflito quando se apaixonar por Darcy (Thiago Lacerda), um homem de caráter e muito sisudo. O amor não é à primeira vista, já que os dois não se entendem assim que se conhecem. O sentimento de repulsa dará lugar a uma grande paixão, que será negada pelo casal o máximo possível.

Fonte: “Orgulho e Paixão”, novela da Rede Globo