17.9 C
São Paulo
segunda-feira, maio 20, 2024
publicidade

Novela “Milagres de Jesus”: resumo dos capítulos

milagres_de_jesus_capitulos_resumo.jpgNovela “Milagres de Jesus”: a Rede Record divulgou no resumo dos próximos capítulos da novela “Milagres de Jesus” que Jesus aparece para dar a Dan um novo começo, um lar e uma família. No capítulo 35 (24/02) – A Crucificação – depois de ser barbaramente açoitado, Jesus é jogado no calabouço, desacordado, numa cela ao lado da cela dos dois ladrões Gedeão (Cássio Scapin) e Zanoa (Eduardo Lago). No meio da noite, Jesus desperta por um momento e diz ao prisioneiro Zanoa que o conhece e, em seguida, desmaia de novo. Zanoa, que apesar de seus crimes, tem fé no coração, fica emocionado, mas não entende de onde o Mestre pode conhecê-lo. Com frio e irritado Gedeão diz que Jesus apanhou demais e só pode estar delirando. Pedro (Caio Junqueira) e os outros discípulos seguem sofrendo com a prisão do Mestre, incertos quanto a seu futuro. No palácio de Pilatos (Edgar Amorim), em seu quarto suntuoso, a esposa dele, Claudia (Julia Lund), tem um sonho. Ela se vê no calabouço, onde se dirige até a cela de Jesus, decidida a soltá-Lo. Quando abre a cela, Claudia se vê num maravilhoso gramado, iluminado pelo sol, onde Jesus prega sobre o reino dos Céus. Claudia acorda e, não vendo o marido Pilatos ao seu lado, levanta-se agitada. O dia amanhece e Pilatos manda trazerem Jesus para expô-lo ao povo. Claudia chega e tenta convencê-lo a não realizar o julgamento final, mas Pilatos diz que não tem mais como voltar atrás. O Mestre é colocado diante do populacho, todo ferido, e Pilatos pergunta o que querem que ele faça com aquele homem. Pilatos insiste que não vê crime em Jesus, mas o povo não desiste de sua cruel decisão, clamando pela crucificação. Pilatos, sem alternativa, lava suas mãos numa bacia, simbolicamente libertando-se da responsabilidade, e diz aos soldados que façam o que a população está pedindo, Jesus deve ser conduzido ao Monte Gólgota, onde será pregado na cruz até a morte. O carcereiro vai até o calabouço e conta aos bandidos Zanoa e Gedeão que Jesus foi condenado à morte na cruz e que o triste destino dos dois será o mesmo. Os dois ladrões são logo levados para a execução. Em seguida, Jesus, escoltado por soldados e fariseus e rodeado pelo povo da cidade, realiza o seu triste calvário, carregando a cruz em direção ao Gólgota. Maria e João também acompanham a última caminhada do Mestre. Numa casa onde estão escondidos, os outros díscipulos choram a morte próxima do profeta e se agarram na fé e nos ensinos por Ele recebidos para se manterem confiantes no futuro.

“Milagres de Jesus” Record: resumo dos capítulos da primeira temporada

No capítulo 34 (23/02) – Os Dois Ladrões – os irmãos Gedeão (Cássio Scapin) e Zanoa (Eduardo Lago) vivem como bandidos desde seus tempos de adolescência. Eles foram capturados pelo exército romano depois que Gedeão cometeu um de seus crimes mais terríveis, o assassinato de um garoto inocente, que depois foi ressuscitado por Jesus. Confinados no calabouço de Jerusalém, eles aguardam pela sentença que em breve será promulgada e relembram os tristes fatos de sua vida, desde os tempos em que eram crianças. Toda infelicidade começa quando a mãe fica com lepra. Naquela época, os leprosos eram banidos da vida em sociedade e obrigados a viver nas pedreiras e cavernas, junto com outros exilados. A doença é escondida pela família por algum tempo, mas os moradores da vila acabam descobrindo e, furiosos, matam a pobre mulher e colocam fogo no casebre. Órfãos e desamparados, Gedeão e Zanoa começam a viver de esmolas, mas a humilhação e a fome seguem castigando-os a ponto de Gedeão tomar a triste decisão de se entregar a uma vida de crimes. Ao assaltar um mendigo aleijado, Gedeão de irrita com a reação da vítima e acaba acertando-o com uma paulada. No dia seguinte, corre pela cidade a notícia de que o homem morreu. É o primeiro assassinato do jovem bandido. Zanoa que, desde os tempos da mocidade, tem um coração mais bondoso do que o irmão, revolta-se com o crime e se separa de Gedeão, decidido a conseguir um trabalho e viver honestamente. O jovem consegue o emprego na casa de um ferreiro, mas depois de alguns meses Gedeão o encontra e estraga tudo: rouba ferramentas do ferreiro e, ao ser confrontado, acaba por esfaqueá-lo. Com o patrão morto, Zanoa não tem alternativa senão acompanhar Gedeão para o deserto, onde praticam vários assaltos. Numa tarde, Gedeão decide atacar uma família de viajantes, pai, mãe e bebê recém-nascido, sem saber que se trata da sagrada família, José, Maria e o menino Jesus, que estão a caminho do Egito, fugindo da determinação de Herodes de matar todos os recém-nascidos da Galileia. Presos no calabouço, Zanoa e Gedeão ouvem as notícias do mundo lá de fora, vindas da boca do carcereiro. Quando o dia amanhece, eles ficam sabendo que sua sentença está para ser promulgada. Gedão, endurecido pela vida, diz que o fim deles será sórdido e miserável como bem merecem. Já Zanoa tem uma visão mais otimista, algo lhe diz, no íntimo de seu coração, que Deus haverá de olhar por ele, assim como olhará por Jesus.

Continua após o anúncio

No capítulo 33 (19/02) – Barrabás – como de costume, no período da Páscoa, os hebreus soltavam um prisioneiro escolhido pelo povo. Pilatos (Edgar Amorim) apresenta ao povo duas opções: Jesus ou o famigerado bandido Barrabás (Roberto Bomtempo) devem ser escolhidos para a liberdade. Barrabás foi preso acusado de matar um cobrador de impostos. Ele passou muitos anos roubando e matando sem remorso até que, um dia, viu um profeta pregando para uma multidão, se aproximou e, pela primeira vez, ouviu as palavras de Jesus fazendo com que ele pensasse em se regenerar. Barrabás conheceu uma seguidora de Jesus, Ada (Larissa Maciel), e apaixonado por ela, começou a cogitar uma nova vida, pacata e honesta. Mas, decidido ganhar dinheiro suficiente para abrir um negócio na cidade e se casar, e resolve realizar seu último assalto e se encontra com dois comparsas para arquitetar um plano. Sem saber, Barrabás e seus cúmplices assaltam justamente a caravana de Zelotes, perigosos rebeldes contrários ao poderio romano. Os rebeldes matam os comparsas de Barrabás, mas o líder Gibar (Tatsu Carvalho) promete poupar sua vida em troca de um serviço. Ele ordena que Barrabás assalte um cobrador de impostos romano (Carlos Viegas), trazendo o dinheiro para ajudar na causa zelote. Sem saída, Barrabás realiza o assalto. O cobrador de impostos tenta reagir e acaba sendo morto por ele. A doce Ada está junto com o povo, na fila para fazer os pagamentos. Ela assiste ao crime e fica profundamente decepcionada com o homem que amava. Barrabás procura Ada para se explicar e pedir perdão, mas ela diz que só Deus pode perdoá-lo e que tudo está terminado entre os dois. Barrabás é preso e colocado no calabouço, onde passou a dividir cela com dois ladrões. Jesus também é capturado e levado aos pés de Pilatos. Embora os Fariseus peçam para que o profeta seja condenado, Pilatos não encontra crime naquele homem e manda que Ele seja levado a seu superior, Herodes (Vitor Fasano), para que este decida o que fazer. No palácio, Jesus nega se defender e Herodes, decepcionado, o considera um louco, ordena que seja levado de volta a Pilatos e que este tome a decisão final sobre seu destino. O carcereiro busca Barrabás para que seja julgado ao lado de Jesus. Ele, assim como os bandidos que com ele dividem a cela, está certo de que o povo escolherá soltar o profeta, mas o resultado é outro, Caifás compra parte da multidão que assiste ao julgamento para que escolham Barrabás e é o que acontece. O populacho, induzido pela minoria comprada por Caifás (Camilo Bevilacqua), escolhe Barrabás para ser solto e pede pela morte de Jesus. Os seguidores, presentes no julgamento, lamentam mas percebem que não há nada que possam fazer. Barrabás, surpreso com a escolha do povo, vai embora decidido a ter um nova chance com seu grande amor, Ada.

No capítulo 32 (18/02) – A Cura do Servo do Sumo Sacerdote – Malco (Vitor Hugo) quer ser chefe do templo, cargo este dado a homens íntegros, sem qualquer defeito moral e físico. Para isso, Malco teria que ser o primeiro a capturar Jesus, pedido feito pelo sumo sacerdote Caifás (Camilo Bevilacqua) que via Jesus como um falso profeta. Porém Malco não estava sozinho nesta disputa, Obdias, o outro servo, também almejava o cargo de destaque dentro do templo e faria de tudo para ser o responsável pelo grande feito. O servos anunciam nas ruas que quem capturar Jesus será recompensado por isso. Judas, que caminhava pela cidade, escutou a oferta e fica tentado a entregar o mestre. Os servos Malco e Obdias acabam entrando em conflito pelo alto cargo disputado e Malco descobre que seu rival não é um homem considerado perfeito o suficiente para assumir a vaga e conta para o Caifás, o que tira de vez a chance de Obdias de ser o chefe do Templo. No acampamento, Jesus ciente de que seria traído e executado, organiza os preparativos para sua última ceia junto aos discípulos. Seguindo os comandos do mestre, os apóstolos saem para preparar a ceia e são recebidos por Meroz e seu filho Héber que se sentem honrados por receberem Jesus e seus discípulos em sua casa. Judas diz a Pedro que precisa se ausentar e vai ao encontro de Caifás no Templo. Lá, Judas faz um acordo com o sumo Sacerdote e combinam quando será a emboscada. Durante o ritual da ceia da Páscoa Jesus lava os pés dos discípulos um a um e fala que será traído. Todos ficam surpresos, e Judas imediatamente nega que seja ele o traidor. Jesus sussurra no ouvido de Judas que sabe que é ele e que se ele tem que fazer que seja rápido. Judas sai deixando todos atordoados. Chegada a hora, Malco se sente inseguro com medo de se ferir durante a captura de Jesus, mas Judas encoraja o servo e avisa que mostrará quem é o messias com um beijo na face. No acampamento, Judas faz como o combinado e beija Jesus, Malco se aproxima e tem a orelha decepada por Pedro que em sua raiva se prepara para dar um golpe final. Jesus imediatamente intercede pela vida de Malco e, vendo a dor do seu algoz, opera o milagre do ferimento físico e espiritual.

Continua após o anúncio

No capítulo 31 (17/02) – A Ressurreição de Lázaro – um jovem rapaz na sua infância criou um grande laço de amizade com o menino Jesus. O pai de Lázaro (Duda Ribeiro) é um grande agricultor e passou para o filho todos os valores e conhecimentos. Após a morte do pai, Lázaro (Vitor Colman/Iran Malfitano) assumiu todas as responsabilidades, cuidando das irmãs mais velhas Marta (Karize Brum/Carolina Chalita) e Maria (Anna Rita Cerqueira/Day Mesquita) e, também, das plantações de azeitonas. Seu vizinho Eliseu tinha grande interesse em suas terras, mas Lázaro se nega a vendê-las. Após um dia de trabalho Lázaro se sente indisposto e com muitas dores, mas para não preocupar as irmãs não conta sobre o ocorrido. Lázaro piora e um médico é chamado. Com o estado de saúde do irmão se agravando a cada dia, Marta sugere chamar Jesus, mas Lázaro se preocupa com a segurança do profeta que foi atacado pelos hebreus em sua última passagem pela região, e decide por não chamá-Lo. A doença de Lázaro se agrava e Marta pede ao empregado Gabriel que traga Jesus. Gabriel retorna com a mensagem do messias dizendo que Lázaro não morrerá, mas Lázaro havia morrido na noite anterior. Jesus reúne seus discípulos e avisa que é hora de voltar para Judeia. Após quatro dias Jesus chega para provar que quem crê Nele viverá.

No capítulo 30 (16/02) – A Mulher Adúltera – Noemi (Gisele Itié) é casada com Saul (Bruce Gomleliski), um bem-sucedido comerciante de Jerusalém. Noemi segue satisfeita com o casamento, mas recente o fato do marido ser reservado e pouco expansivo, muito diferente de seu cunhado Efraim (Luciano Szafir), um esposo alegre e carinhoso para a sua irmã Talia (Gaby Haviaras). Abias (Gustavo Rodrigues), primo de Efraim, chega à cidade. Homem honesto e esforçado, logo vai trabalhar no comércio da família e conquista a simpatia de todos. Neste mesmo dia, Saul briga com um empregado que estava lhe furtando. O homem parte para cima do patrão, que ao tentar se defender fere gravemente o empregado, que acaba morrendo. Saul sente-se culpado e busca a ajuda de Judah (Paulo Coronato), um sacerdote fariseu que o exime de toda culpa e o aconselha a esquecer o que aconteceu. Mesmo assim, Saul se torna um homem atormentado e se afasta ainda mais de sua esposa. Por outro lado, Abias se mostra muito atencioso e vai conquistando a amizade de Noemi, até que decide se declarar. Assustada, Noemi resiste, mas acaba aceitando um encontro e se entrega ao amor de Abias. Um flagra dos dois amantes dá início ao martírio de Noemi, que condenada como adúltera é arrastada pelas ruas da cidade para que seja apedrejada até a morte. O sacerdote Judah, decidido a confrontar Jesus, leva Noemi até o profeta. O que ele não esperava era que, naquele momento, uma grande lição de Jesus tocaria a todos.

No capítulo 29 (12/02) – Milagres em Samaria – Yarin (Thais Fersoza) foi transformada diante das palavras de Jesus, e agora tenta convencer a Youssef (Ricardo Vandré) de que o messias é capaz de salvar a vida do seu sobrinho. Diante da piora do menino, Youssef decide levá-lo até Jesus. O messias cura o filho de Sara (Michelle Batista) e Saul (Betto Marque). Outras pessoas ficam sabendo do milagre e vão até Jesus para serem curadas. Dan (Arthur Lopes), amigo de Yarin no passado, foi expulso de casa por Zebulon (Luca de Castro) após ajudar Yarin em sua fuga, porém o jovem ainda cerca a casa de Zebulon para roubar comida. Em uma de suas andanças, Dan percebe que Benjamin está se aproximando da casa. Benjamim e Zebulon conversam. Benjamin fala sobre sua vida e, em meio à conversa, o rapaz fala sobre sua esposa Yarin. Percebendo que se tratava da esposa que fugiu, Zebulon mata Benjamin e vai atrás de Yarin para se vingar. Dan corre para avisar sua amiga, mas é atacado por lobos e contrai raiva. Mesmo doente ele chega na cidade à tempo de salvar Yarin das maldades de Zebulon. Sem reconhecer Dan, Yarin fica assustada mas logo percebe quem foi seu salvador. Zebulon convence a todos de que Dan é perigoso e que precisa ser capturado. Youssef e Saul saem em busca do rapaz e o encontram no estábulo junto a Yarin. A jovem sai em defesa do amigo, diz que Dan está doente e suplica que o levem até Jesus. Na busca por Dan, Zebulon reencontra Simon (Roberto Lopes), pai de Yarin, a quem lhe cobra a dívida, já que havia dado uma cabra em troca da filha dele para ser sua esposa. Os dois entram em conflito. Zebulon mata Simon, mas acaba se queimando com o fogo jogado pelo rival e também morre. Yarin e Youssef saem ao encontro do messias em busca da cura para Dan, que já está muito debilitado. Quando todos já estão quase sem esperanças, Jesus aparece para dar a Dan um novo começo, um lar e uma família.

Continua após o anúncio

No capítulo 28 (11/02) – A Mulher Samaritana – a jovem Yarin (Mila Freitas/Thais Fersoza), ainda criança, foi vendida pelo pai Simon (Roberto Lopes) para o velho Zebulon (Luca de Castro), um homem viúvo que mora junto com o menino Dan (Arthur Lopes), filho de sua falecida mulher. Zebulon ficou com a menina para no futuro ela se tornar sua esposa. Yarin cresceu e virou uma bela e sedutora mulher. Sozinha e sem o amor do pai, ela conquistou a amizade do pequeno Dan e foi com a ajuda do amigo que ela se livra das garras de Zebulon e foge. Yarin retorna para casa do pai, agora disposta a fazer um ótimo casamento. Como planejado, Yarin se casa com Abel (Fifo Benicasa), um rico fabricante de azeite e vai morar em uma bela casa junto à família do marido. Com pouco tempo de casado, Yarin fica viúva e, seguindo as leis de onde vivem, ela tem que se casar com um dos irmão de Abel. Ismael (Felipe Cunha), Gabriel (Cirillo Luna) e Youssef (Ricardo Vandré) disputam para quem vai ser o marido de Yarin. Ismael se casa com Yarin, mas falece logo depois. Gabriel então assume o lugar do irmão, mas também tem uma morte prematura. Após enterrar três maridos Yarin fica mal falada na região e seu cunhado Youssef, mesmo não simpatizando com Yarin, se vê obrigado a assumir a responsabilidade e se casa com ela. Após o casamento, Youssef descobre que Yarin tomava ervas para evitar a gravidez e expulsa a mulher de casa. Yarin então volta a morar na casa do pai, que a oferece para Youssef como empregada. Sofrendo com a indiferença do ex-marido e mal vista na região como pobre e pecadora, Yarin se vê sozinha mas encontra alento no braços de Benjamin (Fernando Roncato), com o qual vive um amor proibido. Sua vida muda quando em um encontro com Jesus a jovem tem uma profunda conversa que renova Yarin. Quando retorna à cidade, Yarin descobre que o filho de sua cunhada Sara (Michelle Batista), irmã de Youssef, está muito doente e que outras crianças morreram em função da doença. Os habitantes desconfiam da água, mas Yarin acredita que a única pessoa que pode salvar a criança é Jesus. Ela vai até a casa de Youssef para falar que o messias pode curar o sobrinho dele. Desconfiado de Yarin ele não acredita no discurso emocionado da jovem que conta a todos sobre o que Jesus foi capaz de fazer com ela. Desesperada, Sara aparece na sala e diz a todos que seu filho não respira mais.

No capítulo 27 – A Multiplicação dos Pães e Peixes – uma família judia que tem a plantação de cevada, o único sustento da família, é destruída por uma praga de gafanhotos. Tendo que lidar com a extrema miséria, a matriarca Aviva (Angelina Muniz) reforça seu carinho e afeto junto aos filhos Gael (Pedro Gracindo), Estela (Clara Maria) e Yesser (Lucca Diniz), além do seu marido Ismael (Ilya São Paulo). Ambos passam à lidar com as dificuldades da sua maneira, uns mais egoístas, outros mais generosos e acabam sofrem consequências graves pelos seus atos. Gael, perde a esposa que tanto ama e ao tentar reencontrá-la acaba caindo nas armações de Yona (Livia Rossi), um amor do passado que guarda um grande ressentimento por ele. Amargurada e sem conseguir controlar a sua ira, Yoná acaba causando um acidente que ferindo Gael e a ela mesma gravemente. Felizmente, Jesus surge nas cercanias, alimenta milhares de famintos ao multiplicar pães e peixes e renova a esperança e a força de todos que ali estavam.

No capítulo 26 – O Endemoniado Cego e Mudo – o amor proibido entre a bela Noemi (Mariana Molina) e o levita Aziz (Pedro Nercessian) emociona. Os jovens nutrem um amor puro e sincero, mas terão que enfrentar a negativa de Baena (Eduardo Semerjian), pai de Noemi, que não aceita o relacionamento do casal. Apesar de gostar muito de Aziz, Baena exige que assim com a filha Lota (Gisele Policarpo), Noemi faça um bom casamento, e Aziz não atende às expectativas. Muito humilde, Aziz não tem dinheiro para pagar o dote exigido pelo pai da sua amada e se vê obrigado a se afastar de Noemi. Uma oportunidade surge na vida de Aziz, Venília (Karina Melo), uma mulher atraente, se encanta pelo jovem, mesmo sendo casada tem o apoio do marido Lacínio (Mario Cardoso) para conquistar o levita. Venília chama Aziz para tocar em sua festa, de imediato o jovem nega por se tratar de uma celebração pagã, mas é seduzido pelo dinheiro oferecido por Lacínio, dinheiro este que pagará o dote que ele tanto almeja. Aziz chega à festa acompanhado pelo seu amigo Noé e se sente desconfortável com o ambiente que encontra. Vanília oferece uma bebida a Aziz, que acaba relaxando. Aziz acorda tonto e sente uma forte dor na cabeça. Ao colocar as mãos nos olhos, o levita percebe que está sangrando e grita por socorro. Venília e Lacínio chamam o médico e logo depois expulsa Aziz com medo de se contaminarem. A aparência de Aziz faz com que as pessoas sintam medo dele, e o Noé abriga o amigo é um casebre afastado da cidade. Ao saber do ocorrido com Aziz, Noemi foge de casa para encontrar seu amado. Noemi chega ao casebre e canta para Aziz. Ele fica assustado, tenta fugir, mas o amor do casal é mais forte e enquanto a jovem canta, Aziz acompanha com a harpa, emocionado. Noemi fala para Aziz sobre o profeta que está na cidade e conta a ele sobre os feitos realizados por Jesus. A jovem vai embora e promete retornar. Ao chegar em casa Noemi é surpreendida por Baena, que briga ao ver que a filha saiu de casa escondida. Keila (Denise del Vecchio), mãe de Noemi, chega assustada ao ouvir a gritaria e Baena manda que a jovem vá para o quarto. A jovem foge novamente de casa, mas desta vez disposta a levar Aziz ao encontro de Jesus. Em meio à multidão Aziz é agraciado com um belo milagre e ganha uma nova chance para viver ao lado de Noemi, seu grande amor.

No capítulo 25 – A Mulher Cananéia – Aion (Taumaturgo Ferreira), um sacerdote fenício que é famoso em Canaã por fazer rituais para deusaHécate para que ela atenda aos desejos da população . Aion é casado com Lívia (Brenda Haddad)e pai de Melissa, que cuidam sempre de ofertar frutas e animais para agradar a deusa. Em um dia corriqueiro, o comerciante de sapatos Cádmio e sua esposa Clódia decidem procurar Aion para ajudá-los a destruir seu concorrente Áthamas. Áthamas é um bom homem e um comerciante próspero que acabou por despertar a inveja do casal. Vagando pela cidade está Rômulo, irmão de Aion, deserdado pela família e marginalizado por ser um leproso. Ele tem um lindo encontro com Jesus, que o agracia com um milagre e o cura da lepra. Feliz por estar curado, Rômulo decide voltar a casa do irmão Aion e acaba encontrando Lívia, com quem havia vivido um romance no passado. Ele diz que foi curado por Jesus, filho do único Deus, deixando-a extasiada e feliz. Aion, tomado pelo ciúme, decide matar Lívia, Rômulo e também a pequena Melissa. Ele convida o irmão para um jantar, fingindo estar alegre por tê-lo de volta. No jantar, Aion revela que foi o responsável por infectá-lo com a lepra e que não permitiria jamais que ele e Lívia ficassem juntos novamente. Seguindo com seu plano de vingança, Aion envenena Rômulo e Lívia e foge levando Melissa. Áthamas decide ir à casa de Aion e encontra os dois desacordados, socorrendo-os. Lívia se desespera ao descobrir que Aion levou Melissa até o cemitério e que planeja usá-la como oferenda a deus Hécate, em um ritual para amaldiçoar Rômulo e Lívia. Eles vão até o cemitério e encontram Melissa em transe, tomada pelo feitiço. Áthamas e Aion lutam, até que Aion bate com a cabeça em uma pedra e morre. Melissa permanece em transe por semanas e Lívia decide ir atrás de Jesus em busca de um milagre. Após andar por dias, ela o encontra e suplica por uma graça para Melissa. Jesus atende ao pedido dela e, ao retornar para casa, reencontra Melissa, livre do espírito que a tomava.

No capítulo 24 – O Publicano e o Jovem Rico – começa a história conflituosa entre Jared (Felipe Kannenberg) e Zaqueu (Castrinho). Jared é um jovem que desde muito novo lutou para conquistar seus objetivos. Jovem e bonito ele é considerado um ótimo partido pelas mulheres da região e um orgulho para sua mãe Dinorá (Sonia Lima). Zaqueu é um cobrador de impostos de caráter duvidoso, que sempre dá um jeito de cobrar a mais do que a dívida a ser paga e, para tristeza de sua mulher Gerusa (Cristina Mayrink), Zaqueu não é bem quisto pela população. O conflito entre Jared e Zaqueu aumenta a cada dia, o jovem não admite mais ser roubado pelo publicano. Mas, um encontro dos dois homens com Jesus mostrará a verdadeira essência de cada um. Jared se mostrará um homem vingativo e sofrerá duras consequências por isso, enquanto que Zaqueu encontrará a redenção e a paz que tanto buscava.

No capítulo 23 – Um Cego em Betsaida – Gideon (Guilherme Winter), carpinteiro e pai de família, é um homem orgulhoso e fiel às suas crenças religiosas, até que em um encontro com Marcius (Carlos Bonow), general do Império Romano, Gideon se deixa influenciar e aceita a encomenda proibida do oficial. O carpinteiro começa a esculpir a imagem do deus romano Saturno, mesmo indo contra suas crenças ele aceita o serviço com a desculpa de que seria bem remunerado. Gideon se empenha tanto em finalizar o trabalho que acaba se afastando da família. Hadassa (Adriana Lodoño), esposa deGideon, começa estranhar o comportamento, mas a obediência ao marido à impede de tomar qualquer atitude. Micah (Helder Agostini), ao ver o pai disperso e longe da família, cobra explicações mas é tratado de forma fria por Gideon, que não compareceu ao casamento do filho. Hadassa se desespera ao perceber que Caleb (Lucas Simões), seu filho mais novo, está muito doente e a situação só se agrava. Micah vai até Gideon e descobre que ele está esculpindo a imagem de um deus e se mostra insatisfeito e certo de que aquela atitude traria maldição à família. Gideon, irritado, dá um tapa na cara de Micah, que vai embora de casa. Preocupada com a saúde de Caleb, Hadassa resolve pedir ajuda a Gideon, que promete ir à cidade em busca de um médico, mas ele não chega a tempo de salvar Caleb. Se sentindo culpado pela morte do filho, Gideon vai até à oficina para destruir a sua obra e acaba ferindo os olhos. Tendo que conviver com a cegueira e o desprezo do filho, o carpinteiro decide ir embora e passa a viver nas ruas de Betsaida. Lá ele recebe a ajuda do mendigo Lior(Alexandre Mello), que consegue lidar bem com o jeito rude de Gideon. Micah conta para sua mãe sobre Jesus e vê uma oportunidade para a cura de seu pai.Hadassa e Micah seguem para Betsaida em busca de Gideon, que se emociona ao ver que foi perdoado pelo filho. Juntos, Micah, Hadassa e Gideon seguem ao encontro do messias. Jesus se aproxima de Gideon e o segura pelas mãos, e em meio à multidão o agracia com o milagre. Micah e Hadassa assistem surpresos. Juntos eles retornam ao lar felizes e agradecidos com a graça recebida.

No capítulo 22 – O Endemoniado de Cafarnaum – o sapateiro Gabriel (Ângelo Paes Leme) é pai de Haya (Lais Pinho) e teve que aprender a cuidar de sua filha sozinho após o desaparecimento misterioso de sua esposa. Enquanto trabalhava, Gabriel presenciou uma confusão em sua loja. O vendedor de peles Joel (Sergio Stern) e o empregado dele são mortos pelo bandido (Claudinho Cunha) que tentava assaltá-los. Vendo que o falecido carregava uma saco de moedas de ouro, Gabriel pega o dinheiro sem saber que começava ali um grande mal para a sua vida. Após o incidente, Gabriel começa a apresentar um comportamento agressivo, ele passa a ser atormentado por uma força maligna que aos poucos toma conta do seu corpo com o objetivo de destruir tudo a sua volta. Em um de seus sonhos conturbados, Gabriel acaba sufocando Haya, que assustada se afasta do pai. Lea (Beth Zalcman), viúva de Joel, vai até ao calabouço falar com o bandido que matou seu marido para tentar reaver as moedas, o único dinheiro que lhe havia restado. Mas ela fica desapontada ao saber que ele não estava com o dinheiro. Lea se encontra com Gabriel e relata sua situação de miséria mas, para a surpresa de Haya, Gabriel não conta a verdade. O sapateiro fica mais agressivo a cada dia e Haya, assustada, não sabe o que fazer. Transtornado Gabriel coloca fogo em sua loja, vai preso e é açoitado. Ashira (Leticia Cannavale), sua esposa sumida, retorna e ajuda Haya nos cuidados com Gabriel. Ciente de que seu pai não está bem, Haya o leva para Sinagoga os cuidados do fariseu Keden (Marcio Erlich). Lá, o sapateiro tem um encontro com Jesus que retira todo o mal que se encontra em seu corpo, fazendo de Gabriel um homem bondoso capaz de perdoar àquela que no passado tanto te magoou.

No capítulo 21 – Milagres à Beira do Mar – o episódio conta a história de três mulheres: Jéssica (Jussara Freire), Gabriela (Jeniffer Setti) e Isabel (Marcelly Espirito Santos). Jéssica é uma senhora idosa e mãe de Jaime (Sergio Abreu). Ela descobre que ele irá casar-se com Alessandra, a filha de um fariseu, e se opõe a união dos dois. Jaime proíbe a própria mãe de ir ao casamento, deixando-a inconsolável. Jéssica decide ir até a festa de casamento e espiar. Ao tentar apoiar-se na parte alta do muro para ver a cerimônia, ela cai, machucando-se muito. Jaime a vê caída ao longe e não a socorre, mas sua irmã Micaela (Silvia Salgado) a ampara. Gabriela é casada com o pescador Emanuel e está grávida. Em um dia comum de trabalho, Emanuel (Diogo Oliveira) sai para pescar e não retorna no dia seguinte. Gabriela fica aflita e teme que o marido tenha sido vítima de uma tempestade em alto mar. Isabel é uma menina cega e têm esperanças de que Jesus possa curar sua cegueira. Em uma noite, seus pais são surpreendidos por Lot (Marcio Fonseca) , um mercador de escravos, sem escrúpulos. Lot mata os pais de Isabel e ela consegue fugir, mas é capturada em seguida pelo homem. Gabriela decide ir até a praia à procura de Emanuel e sente as dores do parto. Ela grita e dá a luz a uma menina, sendo amparada por outros pescadores. Lot diz a Isabel que ela está órfã e que irá vendê-la a um senhor para que ela use sua linda voz para cantar para ele. Jaime escuta Isabel cantar e decide procurar pela dona da voz. Ele surpreende Lot e Isabel pede por socorro, dizendo ter sido aprisionada. Jaime luta com Lot e o mata, mas fica gravemente ferido. Ele pede a Isabel que procure por Jéssica e diga que ele pede perdão por tê-la feito sofrer tanto. Isabel aceita o pedido, agradecida por ele ter salvado sua vida, e Jaime morre. Ivana, mãe de Emanuel, insinua para Gabriela que a criança talvez não seja filha dele. Pescador diz a Gabriela que destroços do barco de Emanuel foram encontrados e ela se desespera com a possibilidade dele estar morto. Isabel encontra Jéssica e dá a notícia de que Jaime morreu para salvá-la. Jéssica culpa a menina pela morte do filho e expulsa a menina de sua casa. Ela se arrepende e vai até a praia amparada por muletas à procura de Isabel. Ela encontra Gabriela, que segura sua filha febril e muito doente no colo. Junto de Gabriela está Isabel, e Jéssica lhe pede perdão por ter sido tão injusta. Isabel avista Jesus e seus seguidores e corre até ele. Jesus a agracia e cura sua cegueira. Jéssica se ilumina ao ver o milagre e Jesus cura suas pernas. Ele se aproxima de Gabriela e toca sua filha, curando-a. As três se emocionam muito ao serem agraciadas e decidem viver juntas, unidas pela fé.

No capítulo 20 – A Pecadora que Ungiu os pés de Jesus – Diná (Tammy Di Calafiori), uma jovem camponesa sonha em realizar um bom casamento e, assim, morar na cidade grande. Filha de Tobias (Ricardo Petráglia), um produtor de maçãs, Diná não faz questão de esconder seu interesse nos rapazes e, mesmo a contra gosto da sua irmã Joana (Robertha Portella), insiste em jogar seu charme para Jabim (César Amorim), um comerciante de frutas, cliente antigo de Tobias. Galanteador, Jabim tenta seduzir Diná com indiretas e a jovem, muito audaciosa, responde ao comerciante com malícia. Sabendo que Jabim é casado, Joana fica bastante incomodada e encerra a conversa puxando Diná. Joana tenta alertar a irmã quanto ao fato de ficar se insinuando aos homens, e teme que Diná fique mal falada na região. Mas Diná não dá atenção ao pedido e segue confiante no objetivo de conseguir um marido rico. Tobias recebe Jabim que negocia o preço das maçãs. O comerciante avisa que passará os negócios a outro rapaz que fará o transporte para ele até Jerusalém. Diná escuta a conversa muito interessada na novidade e Joana se mostra desacreditada com a reação da irmã. O novo comerciante chega e Diná se encanta com a beleza e jovialidade de Daniel (Duda Nagle). Os dois conversam e Diná se insinua claramente para o jovem, que retribui interessado. Joana se aproxima e interrompe a conversa percebendo o interesse de Diná no rapaz. Daniel acerta a compra das frutas com Tobias, e enquanto escolhe as maçãs Daniel conta para Diná sobre seu projeto de vender especiarias e, assim, faturar mais dinheiro. A jovem se encanta ainda mais, certa de que ele é o marido ideal. Daniel vai embora, mas o desejo aumenta a cada visita do comerciante. O casal marca um encontro às escondidas e a jovem acaba se entregando ludibriada pelas palavras de Daniel. Passado alguns dias, Diná se sente mal e Joana desconfia de que a irmã esteja grávida. A dúvida se confirma e Diná conta a novidade a Daniel, que mesmo assustado promete se casar e diz que voltará à noite para oficializar o pedido com Tobias. A jovem espera ansiosa a chegada de Daniel, mas é surpreendida com a notícia trazida pelo pai de que Daniel não voltará mais para a região, porque havia desistido do comércio de frutas. Desolada e com medo de ser punida pelo pai, a jovem decide fugir de casa e segue para Cafarnaum, onde é acolhida pela prostituta Samira (Thalita Castro). Diná tem um belo menino com uma marca de nascença em formato de meia lua e, por um instante, desiste de entregar a criança como havia combinado com Samira. A prostituta acaba convencendo Diná de que um prostíbulo não é lugar para crianças, e a jovem sai às ruas em busca de um lar para o filho. Com muito remorso, Diná escolhe uma casa para deixar o bebê. Ao ouvir alguém batendo na porta o fariseu Simão (Chico Expedito) vai atender e encontra o cesto deixado pela jovem. Simão se surpreende ao ver que é um bebê e chama a esposa Priscila (Stella Freitas) que pede a Raquel, criada da família, para providenciar leite para a criança. Simão sugere entregar o bebê na Sinagoga, mas Priscila acha melhor entregá-lo à filha que acabara de perder um neném. Simão assim o faz. Mesmo após alguns anos, Diná continua sofrendo por ter abandonado o filho e por ter que vender o corpo para sobreviver. Samira vendo a tristeza da amiga conta a ela sobre Jesus, e que Ele pode ajudá-la a acabar com o sofrimento. As duas decidem ir ao encontro do profeta, Diná tem uma grande surpresa ao reencontrar Daniel, agora casado e com filho. A jovem segue a família de longe, ficando surpresa com o luxo da casa na qual Daniel vive, o que a faz ter ainda mais raiva do rapaz. Decidida a se vingar, Diná sequestra o filho de Daniel e vai até a casa dele cobrar o resgate. Daniel reage com violência mas, com medo de perder o filho, cede à chantagem da jovem. Diná chega ao prostíbulo e Samira a aguarda ansiosa para mostrar a ela a marca de nascença da criança. Diná se emociona ao ver que é a mesma marca do filho que ela abandonou, e se dá conta de que Daniel estava o tempo todo criando o próprio filho. Sem dinheiro para pagar o resgate, Daniel pede ajuda ao sogro Simão e conta todo o passado com Diná. Simão compreende o erro do genro e entrega a ele a quantia do resgate. Daniel chega ao prostíbulo, como combinado, e encontra o filho. Ele entrega as moedas à Diná, mas ela não aceita e conta a descoberta para Daniel. O rapaz se sente culpado por todo sofrimento causado à Diná e resolve ajudá-la convidando a jovem para conhecer Jesus. Em um belo encontro com o profeta, Diná é agraciada com o perdão e tem a chance de recomeçar a sua vida sem culpa e sem vergonha do passado.

No capítulo 19 – A Cura do Filho do Oficial do Rei – Petrônio (João Vitor Silva) e Ariela (Larissa Biondo) são dois jovens que veem os laços de amizade se transformar em amor verdadeiro. Petrônio é filho de Joana (Bete Coelho) e de Eliano (Ernani Moaraes), um rígido oficial do rei de Roma, que trava uma guerra de egos com o hebreu Itamar (Claudio Tovar), pai de Ariela. O casal de amigos sai em passeio pela praia, mas a demora no retorno gera uma aflição nos pais. Na chegada dos jovens, Itamar e Eliano discutem mais uma vez e o oficial proíbe o filho de se encontrar com Ariela. Inconformado com a distância o rapaz tenta a melhor forma de reencontrar a sua amada. Petrônio encontra Tamara (Tati Pasquali), criada da família da jovem, e confessa estar apaixonado. Diante disso Tamara se convence a ajudar o rapaz em um encontro com Ariela. Itamar decide acabar de vez com o romance e oficializa o noivado entre Ariela e Barzilai (Zé Peregrino), um nobre fariseu muito mais velho do que a jovem. Dália (Patrycia Travassos), mãe de Ariela, discorda do marido, mas nada pode fazer. O jovem casal tem um encontro apaixonado e, finalmente, se declaram um ao outro. Petrônio temendo perder seu grande amor decide fugir junto com Ariela. No dia do casamento da jovem com Barzilai, Petrônio vai até a casa de Ariela e põe o plano em prática. Dália chega a tempo de ver o casal fugindo, mas não consegue os impedir. Itamar custa a acreditar e vai até a casa de Eliano em busca da sua filha. Surpreso com a notícia Eliano chama os soldados e sai à procura do casal. Petrônio e Ariela fogem. Cansada a jovem senta em um barco e Petrônio a beija com suavidade. Neste instante o rapaz sente uma picada no pescoço e com um tapa afasta o inseto, sem perceber que acabara de ser ferroado por um escorpião. Ariela verifica o local e percebe que Petrônio foi picado por algum bicho. O rapaz tenta disfarçar a dor, mas começa a se sentir mal. A febre aumenta e a fraqueza já não permite que ele se locomova. Ariela preocupada sai em busca de ajuda e se depara com pescadores mal intencionados. Eliano chega a tempo de salvar a jovem e encontra o filho muito debilitado. Já em casa a situação de Petrônio se agrava e sem saber o que fazer Eliano decide escutar a sua esposa e vai ao encontro de Jesus na esperança de levar o messias até Petrônio. Ao encontrar com Jesus, Eliano implora a cura do filho e é atendido. Mesmo longe Petrônio é agraciado com a cura para poder, enfim, viver ao lado do grande amor Ariela.

No capítulo 18 – Milagres em Genesaré – Jesus e seus discípulos chegam a cidade de Genesaré. André (Marcello Gonçalvez) e Pedro (Caio Junqueira) estão felizes por retornar à cidade natal e reencontrar velhos amigos. Pedro recebe a notícia de que Isar (Rael Barja), filho do amigo Jacó (Giacomo Pinotti), está com tuberculose e muito debilitado. Os dois se encaminham em direção a Jacó, e encontram o amigo mendigando nas ruas da cidade. Isar é um jovem puro que, após a doença, é obrigado a se afastar de Susana, sua noiva, e passa a viver isolado de todos. Os discípulos chegam à casa de Jacó e conversam com Isar sobre os feitos de Jesus. Isar fica esperançoso, mas Jacó não acredita no poder do profeta. Susana (Jurema Reis) luta para ficar perto e cuidar de Isar, mas seu pai Calá (Marcos Ácher) obriga a jovem a romper o noivado. Em uma tentativa de convencer seu pai, Calá sofre um derrame cerebral e tem o lado direito do corpo paralisado. A chegada de Jesus a cidade traz desconfianças aos fariseus, que temem que a população acredite naquele que eles consideram ser um falso profeta. Nicodemos (Luiz Guilherme) é um fariseu seguidor das leis de Moisés, ele é um senhor viúvo, que vive aos cuidados da serva Carmela (Luiza Tomé) e do filho dela Jair (João Fernandes). O menino convive com a deficiência visual desde o nascimento, e a chegada de Jesus à Genesaré o enche de esperanças. Susana conta a Barduc (Rodrigo Turazzi), grande amigo de Isar, que Jesus está na cidade. O jovem que sofre de uma deficiência na perna, vê na oportunidade a chance de se curar, mas seu pai Abdir (Leo Wainer), o impede de ir até Jesus. Susana e Calá decidem ir até o profeta na esperança de conseguir a cura. Susana, vendo a piora do amado, busca Isar em casa e o leva escondido de Jacó. Barduc também acompanha o grupo e todos seguem esperançosos. Nicodemos, após escutar as palavras de Jesus, passa acreditar no poder do profeta e autoriza Carmela e Jair a encontrá-lo. Jesus está na praia rodeado pelo povo, Susana está acompanhada de Isar, Calá e Barduc, Jair e Carmela chegam em seguida. E Nicodemos se aproxima da praia junto do fariseu Hadade (Wagner Lima) e alguns soldados. Hadade ao escutar as palavras de Jesus o chama de enganador, é quando uma luz invade o lugar e a uma bela mudança acontece na vida de todos os presentes.

No capítulo 17 – Os Dez Leprosos – Doran (Caetano O’Mahilan) é um jovem humilde que trabalha prestando serviços a comerciantes da cidade de Samaria. Doran conhece a bela Aliza e logo se apaixona pela moça. Aliza (Gabriela Durlo) é filha de Yoná (Lu Grimaldi) e Jano (João Bourbonnais), um rico comerciante das Decápolis que precisou fugir da cidade em que morava devido à doença de Yoná, a lepra. Jano é assassinado por Kedar (Licurgo Spinola), um rancoroso servo, e Aliza, sem saber, confia a ele os negócios da família. Doran, desconfiado da morte de Jano, decide se aproximar mais de Aliza para protegê-la, passando a trabalhar junto a Kedar na cobrança dos comerciantes. Em uma crise de ciúmes Kedar se revela e ataca Aliza. Doran chega a tempo de defender a jovem da fúria do servo. Os dois lutam e Doran consegue expulsar Kedar da casa de Aliza. Em meio à briga Yoná aparece e o segredo é revelado. Mesmo surpreso Doran ajuda a levar Yoná de volta à cama e pede que Aliza fale com o sacerdote sobre a doença da mãe, mas ela discorda. Ao limpar os ferimentos da briga, Doran repara algo diferente em sua pele, e vai ao encontro do sacerdote. A doença do jovem se confirma e Doran é obrigado a se isolar do restante da população e passa a viver junto aos leprosos. Lá ele encontra Marduk (Cico Caseira), um comerciante com quem Doran havia brigado anteriormente, e uma amizade sincera nasce entre os dois. Sabendo que Doran está vivendo no acampamento, Aliza passa a levar comida para ele e os demais leprosos, mas o rapaz já muito debilitado, não quer mais que ela o veja daquela forma. É quando Marduk avista a silhueta de alguns homens se aproximando, para a surpresa de todos, é Jesus e seus discípulos que chegam ao acampamento. Os dez homens doentes são agraciados com um belo milagre do Messias, e Doran, agora curado, pode enfim viver ao lado do seu grande amor.

No capítulo 16 – A Cura de Um Menino Possesso – é a história de Auzate (Pablo Mothé), filho dos camponeses Oséias (Bruno Padilha) e Adira (Janaína Ávila). A aldeia em que vivem é acometida por mortes de animais por causas desconhecidas, até que Eminus (Danilo Sacramento), um forte e corajoso agricultor, captura o monstro que vem assustando os locais. Auzate, muito curioso, se aproxima e é hipnotizado pelo animal. A partir deste momento a família passa a viver momentos aterrorizantes, acontecimentos que acabam resultando na morte de Adira. Keila (Carla Diaz), amiga da família, se prontifica a ajudar Oséias em cuidar de seu filho, surgindo entre eles um verdadeiro laço de amor. Depois de confirmada a possessão do menino, Oséias e seu filho são expulsos da aldeia, deixando para trás o amor de Keila. Sozinho e sem saber como ajudar seu filho, Oséias recebe a notícia de que o Jesus está próximo e vê nesta oportunidade a última chance de curar o menino. Oséias cruzará o deserto ao encontro de Jesus e seus discípulos, dando início a um novo rumo para suas vidas.

No capítulo 15 – A Cura do Paralítico de Cafarnaum – Quiramin (Petrônio Gontijo) é dono de um vinhedo e pai do jovem Rubem (Jean Fercondini). Ele e seus sócios, Lael (Paulo Hamilton) e Genubate (Lucas Gouvêa), passam por períodos difíceis, de baixa colheita, e tendo que pagar os altos impostos aos romanos. Lael e Genubate saem em direção a Cafarnaum para realizar o pagamento, deixando para trás Ioná (Camila Rodrigues) , mulher de Lael, e sua filha Nara (Marcela Barrozo). Depois de uma parada para descansar, Lael é surpreendido ao ser esfaqueado por Genubate, que foge com todo o dinheiro. Ferido, Lael retorna ao vinhedo e conta a todos sobre a traição. Sem poder pagar a dívida e com medo das severas penalidades impostas pelos Romanos, eles decidem fugir, mas é tarde. Quiramin, Lael, Ioná, Rubem e sua esposa Nara são levados como escravos pelos romanos para trabalhar na mina de prata. Lá eles sofrem com as condições de trabalho e os abusos impostos pelos soldados. Lael, ainda ferido, não aguenta e morre. Quiramin luta e, finalmente, consegue a sua liberdade e a de seus companheiros, mas acaba paralítico. O que ele não esperava era que sua fé e o encontro com Jesus dariam a ele uma nova chance.

No capítulo 14 – A Cura do Cego de Jericó – Bartimeu (Daniel Ávila) é um jovem trabalhador que vive uma vida simples junto a seus pais Timeu (Umberto Magnani) e Ilana (Ítala Nandi), e seu irmão Naor (Victor Pecoraro). Bartimeu é acometido por uma doença nos olhos e fica cego. Diante disso, Naor julga seu irmão incapaz e o rejeita. Temendo ser um peso para sua família, Bartimeu sai de casa e passa a mendigar nas ruas de Jericó. Lamech (Gedivan Albuquerque) e Isar (Alexandre Lino), também mendigos, se tornam companheiros de Bartimeu nas ruas da cidade. Sara (Luli Miller), sua grande amiga há anos, também o ajuda, dando-lhe comida e enviando notícias de sua família. Naor, ambicioso e cansado das lamentações de sua esposa por melhores condições de vida, rouba as economias de seus pais e parte em direção à cidade, onde passa a morar com Judi (Cássia Linhares). Ao perceberem o roubo, Timeu e Ilana ficam arrasados, mas acabam encontrando conforto um no outro. Sabendo da situação de seus pais, Bartimeu decide ajudá-los sem eles saberem, mesmo recebendo tão pouco. Uma reviravolta acontece na vida de Naor e ele passa a amargar uma vida solitária, entregue às bebidas, perdendo sua casa e seu emprego. Enquanto isso, Bartimeu passa por dificuldades nas ruas, e ainda tem que lidar com a morte violenta de seu amigo Isar, mas uma notícia renova suas esperanças. Jesus está próximo à região e o cego decide ir ao encontro do profeta e seus discípulos. Sabendo disso, Timeu, Ilana e Sara também vão ao seu encontro, chegando a tempo de presenciar mais um grande milagre de Jesus.

No capítulo 13 – A Ressurreição do Filho da Viúva – O episódio narra uma guerra sangrenta de romanos contra camponeses e núbios, um povo negro que saiu do Egito. A aldeia rural onde vivem os camponeses Lairoi, Dalia e Josias sofre com a seca. Mas a notícia de que os romanos estão construindo um aqueduto para levar água até a cidade mais próxima é uma esperança. Josias tem a ideia de pedir para fazerem um desvio, assim correria um pouco de água para a aldeia. Lairoi gosta da ideia do filho e acredita que os romanos podem se comover com a situação. Junto com o amigo Zanoa, Lairoi vai falar com os romanos, mas se irrita com a arrogância do centurião Marcio, que demonstra total frieza em relação ao problema, e quase é morto. Mesmo após perceber a truculência dos romanos, Lairoi decide fazer o desvio da água por conta própria, com a ajuda de alguns camponeses. A partir daí começa a guerra. Quando fica sabendo sobre o desvio da água, Marcio contrata guerreiros núbios para capturar Lairoi. Muito corajoso, o jovem Josias resolve ir até o acampamento dos núbios e consegue fazer refém Urbi, a filha do chefe do bando, e trocá-la pela liberdade de seu pai. A atitude de Josias impressiona os núbios, que decidem ficar ao lado dos camponeses na luta pela água. Durante dias, eles ensinam os novos amigos a lutar. Muito sangue é derramado em duas batalhas. Lairoi morre e Josias fica gravemente ferido. Preso no calabouço da Sinagoga, Josias não resiste e acaba falecendo, para desespero ainda maior de sua mãe. Mas enquanto romanos, camponeses e núbios lutavam, Jesus Cristo, seus discípulos e uma multidão seguiam rumo ao local dos acontecimentos. Prestes a chegar, eles se deparam com o cortejo de Josias, que é agraciado com o milagre.

Episódio 12 – A Cura do Cego de Nascença – O episódio A Cura do Cego de Nascença conta a trajetória de Uriel (Kadu Schons/Guilherme Berenguer), um menino de alma pura e vida simples, que nasceu cego. Filho de Abner (Rau Gazolla) e Bilá (Andrea Avancini), Uriel sempre foi muito amado e protegido, mas teve que aprender a conviver com a rejeição e o preconceito desde muito cedo. Noemi (Stephanie Muller/Marina Rigueira), sua grande paixão, é uma menina doce, que mesmo tendo sido prometida ainda bebê a Gideão (Daniel Erthal), enfrenta o pai pela amizade e pelo amor de Uriel. Ainda menino, Uriel surpreendia a todos com o seu dom em esculpir lindas esculturas. Já adulto, o rapaz se tornou muito conhecido na região pelo seu trabalho, recebendo encomendas de todas as grandes cidades da Galileia. Mesmo vivendo um amor proibido, Uriel e Noemi se encontram às escondidas e trocam juras de amor eterno. Gideão retorna de Jerusalém ansioso para ver a amada e ao chegar descobre que ela esteve todo o tempo junto ao cego que ele tanto odeia. Abadon, pai de Noemi, resolve mandá-la para Jerusalém junto a Gideão, para que ela vá morar com seu tio. Não satisfeito, Abadon decidi dar fim à vida de Uriel e contrata dois bandidos para o serviço, o que não se concretiza. Uriel parte para Jerusalém atrás de seu grande amor e passa por algumas dificuldades até encontrar Jesus, que vai lhe propiciar um novo começo para sua vida.

Capítulo 11 – O Surdo de Decápolis – No episódio O Surdo de Decápolis, Duma (Julio Oliveira) é um jovem surdo que aos cinco anos, após a morte de sua mãe, foi deixado na casa de seus tios, Hadad (Roger Gobeth) e Zima (Bianca Castanho). Hadad nutre um ódio por Duma e o culpa por ele ser fruto do relacionamento de seu grande amor, Neziá (Ana Paula Tabalipa), com um comerciante de Betsaida, a quem ela foi prometida ainda criança, impedindo com que o relacionamento dos dois prosseguisse.
Duma tinha o carinho de seu irmão de consideração, Simão (Caio Vydal), filho de Hadad e, também, o amor da bela jovem Yarin (Nathália Lima Verde), com quem Duma mantinha um relacionamento proibido. Hadad, Duma e Simão seguem para Betsaida, onde uma grande surpresa os aguarda, fazendo com que Hadad se arrependa de todos os erros cometidos a Duma ao longo desses anos. Decidido a se redimir, Hadad ao saber da viagem que Jesus e seus seguidores estão fazendo, resolve levar Duma até Ele. Mesmo passando por dificuldade, Hadad e Duma encontram Jesus que o agracia com um milagre, permitindo que Duma siga sua nova vida com muito amor.

Capítulo 10 – A Filha de Jairo – O episódio desta quarta-feira conta a história de Débora (Leticia Pedro). Filha de Jairo (Floriano Peixoto), chefe da Sinagoga de Cafarnaum, Débora tem em seu pai a figura de um herói. Sempre muito amoroso com a filha, Jairo é o oposto diante da sociedade. Muito severo, ele usa do medo para impor respeito e manter o controle da situação. Descrente dos poderes de Jesus, Jairo pune com chicotadas um servo que insiste em discordar da sua opinião. Sabendo do ocorrido, Débora corre desesperada e cai no lago Genesaré. A menina quase se afoga, mas é resgatada a tempo pelo pai. Depois do acidente Débora fica muito doente e recebe os cuidados de sua mãe Raquel (Adriana Garambone). Mas a situação de Débora se agrava, e sem saber o que fazer, Jairo começa a enxergar em Jesus a única chance de não perdê-la.

Capítulo 9 – O Homem Hidrópico – No episódio O Homem Hidrópico, Ester (Pérola Faria) e Davi (Ricky Tavares) vivem um amor puro, fazem juras de amor e planejam se casar. Cosbi (Daniel Bouzas), um rico comerciante, vê em Ester uma mulher para casar e ser a mãe de seus filhos. Apoiado por Joabe (Juan Alba), pai de Ester, Cosbi corteja a moça e a pede em casamento. Diante da negativa de Ester, Joabe reflete e percebe que o melhor para sua filha é um relacionamento com amor, e aceita Davi como seu futuro genro. Davi, apaixonado, decide convidar Jesus e seus apóstolos para o casamento e viaja ao encontro do profeta, prometendo retornar logo para a festa. Cosbi vê na situação a oportunidade de tirar Davi de seu caminho e, com a ajuda de Rubem (Elder Gattely), dá início a seu plano. Davi segue viagem esperançoso, mas no caminho cai na armadilha de Cosbi, e fica desmaiado. Surge Airã (Eduardo Pires), um jovem com aparência monstruosa, mas alma angelical, que prontamente coloca Davi, ainda desacordado, em cima de um jumento e o leva à sua casa, para ser cuidado pela sua avó Darda (Cristina Pereira). Já melhor, Davi se assusta com a aparência de Airã, mas logo vê nele um amigo e pede para que ele vá até a cidade explicar o motivo de seu atraso. Airã, sem saber, dá o recado a Cosbi, que impede que a verdade chegue a Ester, declarando o rapaz deformado como assassino de Davi. Ester acredita e se desespera ao saber sobre a morte do amado. Cosbi decide dar continuidade a seu plano e exige que Airã o leve até Davi. Sem opção, Airã o leva até a casinha na mata onde está Davi e Darda. Cosbi é impedido de concretizar o seu plano e é desmascarado. Davi retorna à sua amada e finalmente se casa com Ester, tendo Jesus e seus discípulos como convidados. Airã tem um belo encontro com Jesus, que dá ele a chance de viver como sempre sonhou.

Capítulo 8 – O Inválido do Tanque de Betesda – No oitavo episódio de Milagres de Jesus, Gabriel Gracindo interpreta Elói na fase jovem. Junto com o primo Tobias (Bruno Ferrari), ele sofre as consequências da disputa de terras da família. Seu pai, Saron (Mario Hermeto) e o tio, Joel (Joelson Medeiros), deixam de pagar os tributos cobrados pelos romanos enquanto não decidem com quem ficam as propriedades. Mas os romanos cansam de esperar e resolvem atacar as duas famílias e os empregados, além de colocar fogo nas casas. Pastores e criados morrem e quando a luta acaba, Elói e Tobias estão seriamente feridos. Elói, atingido nas costas por uma bola de ferro, fica paralítico. E Tobias, que tem o rosto cortado por uma faca, fica cego. Após a tragédia, os primos, que mal se falavam, se tornam amigos e juntos farão uma longa viagem até o tanque de Betesda, uma fonte de água cercada por cinco pavilhões de pedra, onde acreditam que encontrarão a cura.

Capítulo 7 – A Impura – O episódio A Impura conta a história de Ana (Rafaela Mandelli), uma mulher doce e muito bonita que vive um casamento cheio de paixão com Matias (Augusto Garcia). Os dias de felicidade, no entanto, estão contados. Após um parto muito difícil, Ana consegue dar luz a uma menina, mas logo após o período do resguardo, as regras dela chegam e não terminam mais. Matias gasta uma fortuna em médicos e Ana chega até a recorrer a uma feiticeira, mas ninguém consegue curá-la. A doença de Ana é considerada uma maldição e não é permitido que ela toque em ninguém, pois está impura. Pressionada por Inês (Ester Góes), a mãe de Matias, ela acaba indo embora na calada da noite e se abriga em uma caverna, onde passa a viver como mendiga. Doze anos depois, Ana continua sangrando. Até que um senhor entra em sua caverna em busca de comida e, ao saber de todo o sofrimento, fala sobre Jesus Cristo. Ela então decide ir atrás do Mestre, acreditando que só ele é capaz de curá-la.

Capítulo 6 – A Cura do Servo do Centurião – O episódio retrata a emocionante relação de amor e fé entre o centurião romano Fídeas (João Vitti) e seu servo Rafael (Gustavo Leão). No começo da história, que tem uma passagem de tempo de 15 anos, Fídeas comanda um pelotão de 10 soldados romanos e recebe a difícil missão de exterminar o líder dos zelotes, povo hebreu que não se conforma com a ocupação romana na Palestina. Embora seja muito fiel ao exército romano, Fídeas não concorda com a opressora forma de dominação sobre os hebreus e sente enorme culpa ao ter de executar Mordecai (Cadu Fávero), o líder os zelotes. Após saber que a esposa de Mordecai, Liora (Lisa Eiras), também foi executada, ele decide levar o filho do casal, Rafael, de 5 anos, para viver com sua família em Cafarnaum. Quinze anos se passam e Rafael é servo da família de Fídeas, embora tenha sido criado por ele como filho. Os dois convivem em total clima de carinho e cumplicidade, o que sempre gerou incômodo em Nênia (Flavia Monteiro), esposa do centurião. Rafael se torna um rapaz de muita fé, que admira as palavras de Jesus Cristo. Fídeas também simpatiza com as ideias do messias, mas não pode assumir que abandonou as crenças romanas. No entanto, quando Rafael fica gravemente ferido após uma luta contra os zelotes, Fídeas não pensará duas vezes antes de recorrer ao Mestre dos Mestres.

Capítulo 5 – O Endemoniado de Gerasa – O Endemoniado de Gerasa é uma das histórias mais fortes da série Milagres de Jesus. Quenate (Claudio Gabriel), o protagonista deste episódio, é um homem de bem, que gosta de ajudar a quem precisa, casado com a dedicada Ruth (Francisca Queiroz) e pai do amoroso Neziah (Brandon Mendes). Ele adora a vida em família, mas não abre mão de beber na taberna com os amigos Zev (Oscar Calixto) e Taré (Flavio Pardal), que são péssimas influências. Aos poucos, Quenate começa a ser atormentado por espíritos malignos. Alguns são pessoas belas, como a moça Zilá (Julianne Trevisol), e um deles é sua própria imagem. Sem saber como lidar com a situação, ele passa a beber cada vez mais e chega a fazer coisas terríveis a mando desses espíritos. Um dia sua esposa deixa Neziah aos cuidados de Quenate, acreditando que o marido está em condições normais. Muito atormentado por vozes e pela sua própria sombra, Quenate deixa o menino sozinho em casa. Neziah acaba ingerindo um fruto venenoso em fica à beira da morte. No auge do desespero, Quenate tenta acabar pela segunda vez com a própria vida, mas é impedido por Jesus, que enfrenta junto com os discípulos uma grande tempestade no mar para chegar até Gerasa.

Capítulo 4 – A Mão Ressequida – O episódio A Mão Ressequida conta a história de Gerson (Chay Suede), um jovem judeu de ótimo coração, que toca flauta muito bem. Sua música encanta Ada (Rayana Carvalho), uma bela jovem do vilarejo onde vivem que é cortejada pelo irmão de Gerson, Chaim (Rodrigo Phavanello). Ao decidir se casar com Ada, Gerson desperta a ira de Chaim. Ele vive um bom tempo de felicidade com a esposa, até que sua mão esquerda começa a apodrecer, contaminada pela peste. Chaim aproveita a situação e tenta apressar a morte de Gerson, para ficar com Ada. Mas a fé que Gerson mantém nos momentos mais difíceis, o amor incondicional de sua esposa e um encontro inesperado com Jesus farão com que ele escape desse destino trágico e volte a ser feliz ao lado de sua amada.

Capítulo 3 – O Leproso de Genesaré – A história do leproso de Genesaré mostra como o sofrimento profundo transforma a personalidade de Barzilai (Milhem Cortaz), um rico comerciante de peixes. Arrogante e muito ambicioso, Barzilai deseja prosperar ainda mais seus negócios para dar uma vida melhor à esposa Judith (Marcella Muniz) e à filha Livana (Juliana Xavier). Ele sempre acompanha de perto seus servos no transporte das mercadorias e em mais um dia na estrada, se depara com um grupo de leprosos, que implora por um peixe. Barzilai se nega a ajudar e, posteriormente, decide apedrejar um deles, acreditando que o leproso roubou uma tainha que caiu de um dos alforjes. Em outro momento, Barzilai nega ajudar Rayna (Ana Paula Secco), a melhor amiga de sua esposa, que é renegada pelo marido por não conseguir engravidar. Ele acredita que, assim como os leprosos, uma mulher renegada é uma mulher impura. O que Barzilai não poderia sequer imaginar é que também se tornaria impuro e que teria de abandonar sua família no momento em que nasce o seu segundo filho. Mas ao vivenciar todo o sofrimento de ser um leproso e através da bela amizade que constrói com Job (José Dumont), o homem que tentou apedrejar, vai perceber o quanto agia errado e que ainda está em tempo de mudar. Barzilai passa a dar atenção aos ensinamentos de Jesus Cristo e irá atrás do Mestre para aliviar o seu sofrimento.

Capítulo 2 – A Mulher Encurvada – O episódio A Mulher Encurvada é sobre a sofrida vida de Miriam (Roberta Gualda), uma mulher bela e honrada, que perde completamente a fé após as muitas dificuldades e provações que surgem em seu caminho. Serva do repugnante Naor (Marcello Escorel), ela sofre com o assédio de seu patrão, principalmente depois da morte de seu pai, Avigdor (Plínio Soares). Gabriel (Thierry Figueira), o grande amor de Miriam, com quem iria se casar, é expulso das terras de Naor, que insiste em ter sua serva para ele. Desesperada, Miriam foge e vaga sozinha pelas ruas. Ela conhece Aziza (Lorena da Silva), a cafetina de um prostíbulo, que tenta em vão convencê-la a trabalhar como prostituta. Com pena de Miriam, Aziza sugere que ela se case com Emaré (Bemvindo Sequeira), um velho alcoólatra, dono de um curtume. Miriam sofre o pão que o Diabo amassou vivendo com Emaré, até que não vê outra alternativa e resolve se tornar prostituta. Por causa dos anos trabalhando pesado como lavadeira nas terras de Naor e pelo esforço enorme de carregar montes de couro no curtume de Emaré, Miriam foi ficando casa vez mais curvada. Com o passar dos anos, passou a não poder mais olhar para o céu. No auge do desespero, sem conseguir nem trabalhar como prostituta, Miriam reencontra Gabriel, seu amor de juventude, que ficou viúvo com dois filhos pequenos para criar. A partir daí, o destino de Miriam muda completamente. Um encontro com Jesus irá acabar de vez com todo o sofrimento desta mulher.

Capítulo 1 – A Pesca Maravilhosa – A Pesca Maravilhosa conta como o pescador Simão (Caio Junqueira) se tornou discípulo de Jesus, passando a se chamar Pedro. Nessa passagem, os pescadores viviam um período de grande dificuldade. Pressionados por Onias (Jorge Cerruti), eles precisavam pescar uma grande quantidade de peixes para pagar pelos barcos e também os altos impostos. Em meio aos dias de sofrimento e angústia, André (Marcello Gonçalves), irmão de Simão, chama a atenção dele para as palavras de Jesus, que já era seguido por uma multidão na Galiléia. Mas Simão não acredita que Jesus é o Messias, nem mesmo quando ele vai até sua casa e cura sua sogra Tamar (Valéria Alencar), que estava à beira da morte. No entanto, quando Simão ouve Jesus pregando para uma multidão na praia, fica maravilhado com suas palavras. Até que um milagre ainda mais poderoso que a cura da mãe da esposa de Simão acontece, e ele não tem mais dúvidas de que Jesus é o Messias enviado por Deus.

Fonte: “Milagres de Jesus”, novela da Rede Record – resumo dos capítulos

Martha Ramazottihttps://redenoticia.com.br
Com mais de 20 anos de experiência na área, Martha trabalhou como editora, programadora e apresentadora em vários programas da afiliada da Rede Record de Rondônia. Fundadora e Editora Chefe do RedeNotícia, é a principal responsável pelas notícias publicadas.

Artigos Relacionados

Redes Sociais

102,319FãsCurtir
1,791SeguidoresSeguir
Publicidade

Últimas Notícias