Novela “Malhação” Toda Forma de Amar: Martinha (Beatriz Damini) sofreu um acidente ao cair do seu cavalo na hípica logo após Filipe (Pedro Novaes) terminar tudo com ela na novela Malhação – Toda Forma de Amar. Mesmo separados, o estudante ficou ao lado dela e se preocupou ao descobrir que a ex teve aparentemente uma perda de memória.

Mas, na verdade, a patricinha aproveitou toda a história para não deixar o seu namoro com Filipe acabar de vez e ainda inventou que estava impossibilitada de andar temporariamente. Porém como diz o ditado “mentira tem perna curta”, a dela também vai ter um fim, pelo menos para Meg (Giulia Bertolli). Em uma visita, Meg leva uma caixa de bombons para animar a amiga depois de tudo o que ela passou.

O plano dá tão certo que Martinha levanta da cadeira de rodas e corre para pegar a caixa: “Pode me dá esse bombons aqui, já!”, fala ela, em pé. Meg se assusta com o que vê e, sem entender nada, pergunta: “Martinha, você está andando?”. A patricinha conta com a maior naturalidade do mundo que está andando normalmente e Meg a pressiona: “Você está fingindo para todo mundo?”. “Fingindo para o Filipe, o resto do mundo é efeito colateral”, responde Martinha, deixando a amiga chocada.

Resumo “Malhação” Toda Forma de Amar: próximos capítulos da novela

A história se inicia em 2017, quando Rita (Alanis Guillen), de apenas quinze anos, teve sua filha recém-nascida dada para adoção por seu pai por falta de condições financeira para cria-la. Dois anos se passam e, após a morte do pai, a jovem descobre que sua filha está viva e foi adotada por um casal do Rio de Janeiro, Lígia (Paloma Duarte) e Joaquim (Joaquim Lopes), entrando na justiça para conseguir a guarda da criança e criando um embate entre a mãe biológica e a adotiva.

Rita vai morar com sua madrinha, Carla (Mariana Santos), mãe de Raíssa (Dora de Assis) e Thiago (Danilo Maia), porém os três adolescentes são testemunhas de um crime junto com Jaque (Gabz), Anjinha (Caroline Dallarosa) e Guga (Pedro Alves), quando um grupo armado sequestra um homem na van em que estavam. Eles criam um grupo no WhatsApp intitulado “Deu Ruim” para discutir se devem contar à polícia, criando um laço de proteção e amizade.