Novela “Malhação” Toda Forma de Amar: Não é de hoje que o namoro de Anjinha (Caroline Dallarosa) e Cleber (Gabriel Santana) incomoda Marco Rodrigo (Julio Machado) em Malhação – Toda Forma de Amar. Mesmo sem ter nada contra o garoto, o policial se preocupa que a filha esteja se envolvendo com alguém de má índole.

Marco Rodrigo também não curtiu saber que Cleber também era um dos amigos mais próximos de Zé Carlos (Peter Brandão). Por isso, ele decide desabafar com Lúcia (Ana Carbatti), mãe de Zé Carlos. Eles se encontram por acaso na festa de Jaqueline (Gabz) e ela lamenta que o filho não pode estar na comemoração. “Penso no Zé Carlos morto, abandonado feito lixo, no meio do nada, sem ninguém por perto…”

Vendo a tristeza no rosto da mulher, o policial a chama para um canto, onde eles conversam amigavelmente. Aproveitando o momento, Marco Rodrigo pede que Lúcia seja sincera com ele sobre a relação entre Zé e Cleber. Ele mede bem as palavras antes de fazer a pergunta: “É uma pergunta de um pai pra uma mãe: a senhora pode me garantir que nem seu filho, nem o Cleber, estavam metidos com nada errado? Por favor, seja sincera.”

Resumo “Malhação” Toda Forma de Amar: próximos capítulos da novela

A história se inicia em 2017, quando Rita (Alanis Guillen), de apenas quinze anos, teve sua filha recém-nascida dada para adoção por seu pai por falta de condições financeira para cria-la. Dois anos se passam e, após a morte do pai, a jovem descobre que sua filha está viva e foi adotada por um casal do Rio de Janeiro, Lígia (Paloma Duarte) e Joaquim (Joaquim Lopes), entrando na justiça para conseguir a guarda da criança e criando um embate entre a mãe biológica e a adotiva.

Rita vai morar com sua madrinha, Carla (Mariana Santos), mãe de Raíssa (Dora de Assis) e Thiago (Danilo Maia), porém os três adolescentes são testemunhas de um crime junto com Jaque (Gabz), Anjinha (Caroline Dallarosa) e Guga (Pedro Alves), quando um grupo armado sequestra um homem na van em que estavam. Eles criam um grupo no WhatsApp intitulado “Deu Ruim” para discutir se devem contar à polícia, criando um laço de proteção e amizade.