Novela “Malhação” Toda Forma de Amar: Guga (Pedro Alves) ainda não superou o fato de Max (Roberto Bomtempo) ter fingido aceitar seu namoro com Serginho (João Pedro Oliveira) visando se dar bem com um cliente que também é gay. E no capítulo previsto para ir ao ar nesta quinta-feira, 5/12, ele comenta com o namorado e com Meg (Giulia Bertolli) que precisa colocar para fora tudo que está sentindo: “Pra mim, chega, eu cansei de fingir que tá tudo bem! O meu pai me machucou muito, fez eu me sentir um idiota, e eu não vou mais ficar escondendo esse sofrimento, senão eu vou ficar doente”.

Publicidade

Solidária, Meg diz que ele tem mesmo que dividir isso com ela e com o namorado, mas Guga avisa: “Com vocês eu já divido, agora eu quero que todo mundo saiba. Quero postar nas redes sociais pra todo mundo saber quem eu sou e quem ele é”. Serginho alerta que esse pode não ser o melhor caminho, mas mesmo assim ele não desiste. Depois de escrever o post, Guga lê o texto para o namorado, que novamente pondera: “Você não acha que tá sendo muito duro com seu pai, Guga?” “Depois de tudo que ele me fez, e da palhaçada de ontem, acho que esse post é até suave demais, Serginho”.

Resumo “Malhação” Toda Forma de Amar: próximos capítulos da novela

Novela “Malhação”: A história se inicia em 2017, quando Rita (Alanis Guillen), de apenas quinze anos, teve sua filha recém-nascida dada para adoção por seu pai por falta de condições financeira para cria-la. Dois anos se passam e, após a morte do pai, a jovem descobre que sua filha está viva e foi adotada por um casal do Rio de Janeiro, Lígia (Paloma Duarte) e Joaquim (Joaquim Lopes), entrando na justiça para conseguir a guarda da criança e criando um embate entre a mãe biológica e a adotiva.

Rita vai morar com sua madrinha, Carla (Mariana Santos), mãe de Raíssa (Dora de Assis) e Thiago (Danilo Maia), porém os três adolescentes são testemunhas de um crime junto com Jaque (Gabz), Anjinha (Caroline Dallarosa) e Guga (Pedro Alves), quando um grupo armado sequestra um homem na van em que estavam. Eles criam um grupo no WhatsApp intitulado “Deu Ruim” para discutir se devem contar à polícia, criando um laço de proteção e amizade.

Publicidade