Novela “Éramos Seis”: Os embates entre Olga (Maria Eduarda de Carvalho) e Zeca (Eduardo Sterblitch) em Éramos Seis são tão intensos quanto a paixão do casal. Se por um lado ela se faz de coração duro e esnoba o farmacêutico, por outro, ele também não dá o braço a torcer e se nega a aceitar que a namorada viaje para São Paulo para visitar a irmã, Lola (Gloria Pires).

Publicidade

Mas, depois de algumas idas e vindas, parece que os dois enfim vão se acertar. Zeca chegou a fazer uma serenata para sua amada, que fingiu ter ignorado a surpresa – mas, na verdade, ficou toda derretida! Ela vai até a farmácia em que ele trabalha e faz uma cena, alegando que está com dor de cabeça porque “alguém” ficou cantando até tarde na porta de sua casa.

Mas ela rapidinho muda de ideia quando o namorado dispara: “Eu não me importo de você viajar. Eu vou ficar aqui te esperando até você voltar. Eu prometo!” Feliz por ter conseguido o que queria, a ruiva arruma as malas para São Paulo mais aliviada, e Zeca ainda dá uma carona para ela, Clotilde (Simone Spoladore) e Dona Maria (Denise Weimberg) até a estação. Quando o trem estiver prestes a partir, vai surpreender Olga ao aparecer para dizer adeus. O casal anda até o vão entre um vagão e outro e o farmacêutico, romântico, declara: “Eu vou te levar.” “O quê? Pra onde?”, indaga a namorada. “Pro céu.” , responde o caipira, que tasca um beijão em Olga!

Resumo “Éramos Seis”: próximos capítulos da novela

“Éramos Seis”: Casada com Júlio (Antonio Calloni), Lola (Gloria Pires) é uma esposa devotada e mãe de quatro filhos: Carlos (Xande Valois/ Danilo Mesquita), o mais velho e motivo de orgulho para os pais; Alfredo (Pedro Sol/ Nicolas Prattes), rebelde que vive se metendo em confusões e tem ciúmes do irmão; Isabel (Maju Lima/ Giullia Buscacio), determinada e independente, é a favorita do pai – por ser a única filha mulher; e Julinho (Davi de Oliveira/ André Luiz Frambach), o caçula da família – que desde criança demonstra habilidade para lidar com dinheiro.

A história começa com Lola e Júlio passando sufoco para poder pagar as parcelas do casarão que compraram em São Paulo. O primeiro bem do casal sai mais caro do que eles previam por causa dos altíssimos juros do financiamento bancário. O imóvel acaba gerando um impasse entre eles: para ela, o local é a alma da família. Para ele, um empecilho para melhorar de vida.