Novela “Éramos Seis”: Alfredo (Nicolas Prattes) descobre que o patrão usa peças roubadas nos consertos dos carros. Ele decide roubar peças do estoque e vendê-las. Osório (Nicola Siri) desconfia e manda Tião (Izak Dahora) contar as peças que estão em seu escritório. Tião avisa Alfredo e Osório confere os números. O patrão deduz que Tião é o culpado pelo roubo: “Que vergonha! Já trabalha há tempos para mim! Mas eu já vinha desconfiando. […] Vive reclamando! Não devia ter esperado nada além disso de alguém como você … Pensa que sou idiota? Eu tenho tudo anotado, quantas peças eu comprei, quantas eu vendi… e quantas roubou! Foram cinco! E se não descubro agora quantas seriam mais? Está demitido! Demitido!”.

Publicidade

Alfredo defende o amigo: “Tião não tem culpa do sumiço das cinco peças. O senhor está o acusando e não a mim, por quê? Quem pegou fui eu! Eu!” Osório não acredita e o chama de safado: “Ninguém pode chamar ninguém de safado aqui, porque não é nenhum santo. Ou acha que não sei de onde vem essas peças que guarda no escritório? As peças são roubadas! O senhor é velhaco, vende peças roubadas!”. Osório também demite Alfredo. Cena prevista para dia 16 de janeiro na novela “Éramos Seis”.

Resumo “Éramos Seis”: próximos capítulos da novela

“Éramos Seis”: Casada com Júlio (Antonio Calloni), Lola (Gloria Pires) é uma esposa devotada e mãe de quatro filhos: Carlos (Xande Valois/ Danilo Mesquita), o mais velho e motivo de orgulho para os pais; Alfredo (Pedro Sol/ Nicolas Prattes), rebelde que vive se metendo em confusões e tem ciúmes do irmão; Isabel (Maju Lima/ Giullia Buscacio), determinada e independente, é a favorita do pai – por ser a única filha mulher; e Julinho (Davi de Oliveira/ André Luiz Frambach), o caçula da família – que desde criança demonstra habilidade para lidar com dinheiro.

A história começa com Lola e Júlio passando sufoco para poder pagar as parcelas do casarão que compraram em São Paulo. O primeiro bem do casal sai mais caro do que eles previam por causa dos altíssimos juros do financiamento bancário. O imóvel acaba gerando um impasse entre eles: para ela, o local é a alma da família. Para ele, um empecilho para melhorar de vida.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here