Novela “Éramos Seis”: Assad (Werner Schünemann) diz a Julinho (André Luiz Frambach) que ele precisa da permissão de Lola (Gloria Pires) para trabalhar no Rio de Janeiro. Após uma conversa, Lola concorda: “Meu coração está apertado, mas é bom ver que está aí, filho, cheio de disposição em acertar. Tenho que fazer o que é preciso, não importa o quanto isso me faça sofrer … Mas tenha juízo, não vou estar perto para aconselhar toda hora. E mais uma coisa. Não deixe pontas soltas para trás. Além de sua família, tem a Lili ou não tem? Deve a ela uma posição sobre o que quer, não tapeie a menina. Nem ninguém”.

Publicidade

Julinho procura Lili (Triz Pariz) e Genu (Kelzy Ecard) permite a conversa: “Eu sei muito bem o que quer. Mas tira o cavalo da chuva que isso não é hora de ficar de namoro longo no portão”. Lili reclama: “Você morando longe, numa cidade cheia de novidades. Vai acabar esquecendo de mim”. Julinho esclarece: “Pois eu não prometi que venho sempre te ver, e quando puder levo você comigo para a gente se casar e morar junto? O que eu posso fazer para acreditar em mim?”. Lili explica: “Sacramentar nosso compromisso. Antes de você partir, noivar”. Julinho concorda. Cena prevista para dia 20 de janeiro na novela “Éramos Seis”.

Resumo “Éramos Seis”: próximos capítulos da novela

“Éramos Seis”: Casada com Júlio (Antonio Calloni), Lola (Gloria Pires) é uma esposa devotada e mãe de quatro filhos: Carlos (Xande Valois/ Danilo Mesquita), o mais velho e motivo de orgulho para os pais; Alfredo (Pedro Sol/ Nicolas Prattes), rebelde que vive se metendo em confusões e tem ciúmes do irmão; Isabel (Maju Lima/ Giullia Buscacio), determinada e independente, é a favorita do pai – por ser a única filha mulher; e Julinho (Davi de Oliveira/ André Luiz Frambach), o caçula da família – que desde criança demonstra habilidade para lidar com dinheiro.

A história começa com Lola e Júlio passando sufoco para poder pagar as parcelas do casarão que compraram em São Paulo. O primeiro bem do casal sai mais caro do que eles previam por causa dos altíssimos juros do financiamento bancário. O imóvel acaba gerando um impasse entre eles: para ela, o local é a alma da família. Para ele, um empecilho para melhorar de vida.

Publicidade