Novela “Éramos Seis”: Almeida (Ricardo Pereira) procura Lola (Gloria Pires) para entregar uma carta de recomendação para Alfredo (Nicolas Prattes), que pede demissão da loja de tecidos para lutar na revolução. O comerciante comenta que foi traído e se separou de Natália (Marcela Jacobina) e Lola diz: “Eu já manifestei o meu pensamento sobre o senhor em relação a Clotilde. Mas talvez estivesse errada. Deveria ter incentivado a coragem. Não sei nem se tenho o direito de contar isso, mas minha irmã nunca se esqueceu do senhor”.

Publicidade

Almeida e seus filhos visitam Clotilde (Simone Spoladore) e ele diz: “Clotilde, conhece minha história como ninguém. Tive dois casamentos desfeitos, só um válido perante a lei. Tenho dois filhos, Rita e Ernesto. O que não sabe é que me separei da Natália. Este sou eu. Imperfeito, cheio de marcas da vida. Mas você é a melhor parte da minha história. Por isso, quero muito que me perdoe. E faça parte do que eu sou”. Clotilde se emociona. As crianças incentivam a nova relação e o garoto diz: “O pai veio o caminho inteiro nos falando de você”.

Almeida insiste: “Eles sabem onde está minha alegria. E desde que a magoei, desde que falhei com o que lhe prometi, fui o mais miserável dos homens … Não posso te dar um casamento na igreja. Papel passado, um vestido de noiva, nem meu sobrenome. Mas posso te dar um lar, com meus dois filhos, e o amor desmedido que tenho por você”. Clotilde beija Almeida e aceita criar seus filhos. Cena prevista para dia 02 de março na novela “Éramos Seis”.

Resumo “Éramos Seis”: próximos capítulos da novela

“Éramos Seis”: Casada com Júlio (Antonio Calloni), Lola (Gloria Pires) é uma esposa devotada e mãe de quatro filhos: Carlos (Xande Valois/ Danilo Mesquita), o mais velho e motivo de orgulho para os pais; Alfredo (Pedro Sol/ Nicolas Prattes), rebelde que vive se metendo em confusões e tem ciúmes do irmão; Isabel (Maju Lima/ Giullia Buscacio), determinada e independente, é a favorita do pai – por ser a única filha mulher; e Julinho (Davi de Oliveira/ André Luiz Frambach), o caçula da família – que desde criança demonstra habilidade para lidar com dinheiro.

A história começa com Lola e Júlio passando sufoco para poder pagar as parcelas do casarão que compraram em São Paulo. O primeiro bem do casal sai mais caro do que eles previam por causa dos altíssimos juros do financiamento bancário. O imóvel acaba gerando um impasse entre eles: para ela, o local é a alma da família. Para ele, um empecilho para melhorar de vida.

Publicidade