Novela “Éramos Seis”: Carlos (Danilo Mesquita) é ferido durante uma manifestação e morre no hospital. Lola (Gloria Pires) se desespera e, após o enterro do jovem, recebe a visita de um executivo: “Isso foi deixado pelo seu filho, Carlos Abílio de Lemos … Carlos fez um seguro de vida em seu nome. Ele nunca lhe disse? A senhora me desculpe, mas dada as circunstâncias de sua morte, nossa companhia se apressou a pagar. É só a senhora assinar aqui, por favor … Esse é o nosso endereço, pode passar no escritório para retirar o dinheiro, é uma boa soma”.

Publicidade

Clotilde (Simone Spoladore) acode a irmã e fica chocada com o valor da apólice: “Um seguro de vida? Carlos fez um seguro de vida? Lola, nós vamos poder pagar o que falta da casa com folga”. Lola comenta: “Carlos disse que ia cuidar de mim, olhar por nós. Ele queria tanto quitar a casa. Clotilde, eu vou quitar. A casa será nossa, mas a que preço, meu Deus? A que preço?”. Cena prevista para dia 3 de fevereiro na novela “Éramos Seis”.

Resumo “Éramos Seis”: próximos capítulos da novela

“Éramos Seis”: Casada com Júlio (Antonio Calloni), Lola (Gloria Pires) é uma esposa devotada e mãe de quatro filhos: Carlos (Xande Valois/ Danilo Mesquita), o mais velho e motivo de orgulho para os pais; Alfredo (Pedro Sol/ Nicolas Prattes), rebelde que vive se metendo em confusões e tem ciúmes do irmão; Isabel (Maju Lima/ Giullia Buscacio), determinada e independente, é a favorita do pai – por ser a única filha mulher; e Julinho (Davi de Oliveira/ André Luiz Frambach), o caçula da família – que desde criança demonstra habilidade para lidar com dinheiro.

A história começa com Lola e Júlio passando sufoco para poder pagar as parcelas do casarão que compraram em São Paulo. O primeiro bem do casal sai mais caro do que eles previam por causa dos altíssimos juros do financiamento bancário. O imóvel acaba gerando um impasse entre eles: para ela, o local é a alma da família. Para ele, um empecilho para melhorar de vida.

Publicidade