Novela “Cordel Encantado”: Na tenda de Herculano (Domingos Montagner), todos experimentam as fantasias que irão usar na festa da Congada, na ação contra Timóteo (Bruno Gagliasso). O capitão interrompe o momento e dá de presente para Jesuíno (Cauã Reymond) um punhal de grande valor emocional.

Herculano anuncia: “Agora ele é seu, meu filho. Junto com ele, lhe passo a liderança do bando e dessa ação que, com a graça de Deus, há de derrotar Timóteo Cabral!”. Jesuíno se emociona com a atitude do pai, mas não aceita liderar a ação: “O senhor é que é o capitão do bando, o rei do cangaço, o herói maior desse sertão!”.

Mas Herculano insiste e diz que confia nele: “Além de valente, você é inteligente, astuto”.

Jesuíno toma coragem e se vira para todos com autoridade de líder e começa a falar sobre o plano. Herculano fica satisfeito em ver seu filho à frente da missão.

Enquanto Jesuíno (Cauã Reymond) e Herculano (Domingos Montagner) aguardam o momento certo de atacar Timóteo (Bruno Gagliasso), Dora (Nathalia Dill), Felipe (Jayme Matarazzo) e Açucena (Bianca Bin) seguem para resgatar Augusto (Carmo Dalla Vecchia) e Petrus (Felipe Camargo). Os jagunços, que estão revoltados com o coronel, liberam a passagem deles e os prisioneiros são libertados.

Na festa da Congada, Farid (Mouhamed Harfouch), Quiquiqui (Marcello Novaes) e Setembrino (Glicério Rosário) tocam um cordel para Timóteo. De repente, Quiquiqui começa a rimar versos ofendendo o mau-caráter. Ele fica furioso e manda seus jagunços prenderem os três, mas ninguém obedece.

Nessa hora, Jesuíno e Herculano aparecem de surpresa e tiram suas máscaras, surpreendendo Timóteo. “Teu reinado de araque acabou, desgraçado!”, avisa Jesuíno.

Augusto chega e se junta aos dois. Eles cercam Timóteo e Baldini (Emilio de Mello). Zóio-Furado (Tuca Andrada) se livra do cerco e sai de fininho sem que ninguém perceba.

Timóteo continua ordenando seus jagunços a prendê-los, mas eles fazem o contrário: avançam para cima do coronel e de Baldini. O irmão de Antônia tenta se soltar, e Augusto provoca: “Sou o único e verdadeiro rei de Seráfia! E estou de volta. Você vai reinar na cadeia”.

Herculano dá pela falta de Zóio-Furado e manda Belarmino (João Miguel) e Garnizé (Vinicius Marins) irem atrás dele. Todos vão saindo vitoriosos até que Petrus percebe a ausência de Úrsula (Débora Bloch). O Rei do Cangaço diz que ela é sua prisioneira.

Na saída da fazenda, Açucena comemora com Felipe a vitória e o príncipe lembra que agora eles poderão se casar em paz. Jesuíno escuta a conversa, triste, mas Dora chega e lhe faz companhia.

Novela “Cordel Encantado”: resumo dos próximos capítulos

Sinopse “Cordel Encantado”: Augusto e sua rainha vivem uma vida harmoniosa e feliz, sem imaginar que estão cercados por dois vilões: Úrsula (Débora Bloch), cunhada do rei, e Nicolau (Luiz Fernando Guimarães), o atrapalhado mordomo da corte. A bela, elegante e sofisticada duquesa é a pessoa mais perigosa e falsa de todo o reino. Ajudada por Nicolau, seu amante, Úrsula deseja se tornar rainha. E a viagem a Brogodó é a chance que a duquesa sempre quis para se livrar de Cristina e da princesa.

A sede de poder da dupla de vilões é crescente: no Brasil, para onde se muda com a corte europeia, o casal continua a planejar e executar planos para conseguir o que quer. No decorrer da novela, revela-se que Lady Cecília (Sofia Terra), que Úrsula criava como sobrinha, é filha da vilã com o general Baldini (Emílio de Mello), militar do exército de Seráfia do Norte.

Fonte Rede Globo “Cordel Encantado”