Publicidade

Final da novela “A Que Não Podia Amar”: Nos últimos capítulos da novela, Rosaura confessa a Paula que Bruno atirou em Miguel e que ela mandou bater em Gustavo. Tudo começa quando Rosaura fica mal pela morte de Miguel e ela pede perdão à sua foto. Maria chega e pergunta o que está acontecendo, já que não é a mesma desde a morte de seu sobrinho. Rosaura conta que o amava tanto, ele era quase seu filho. Maria a aconselha que, se tiver algum peso na consciência, fale com Paula, porque isso vai consumi-la pouco a pouco.

Publicidade

Rosaura diz a Paula que tem que lhe contar toda a verdade, que Miguel foi morto por causa dela, que fez tudo pelo bem-estar dela, por isso concordou com Bruno em levá-lo.

Rosaura confessa a Paula que Bruno atirou em Miguel e que ela mandou bater em Gustavo. Rosaura diz que tudo o que ela fez não foi bom, implora perdão, Paula diz que não pode perdoá-la e ela será deixada sozinha e sem nada.

Bruno tenta matar Rosaura, mas Cintia atira na perna dele e eles fogem. A polícia prende Rosaura. Paula visita Rosaura na prisão, informa que já a perdoou porque não quer viver com ódio ou rancor, diz que agora valoriza muito sua vida.

(*) edição do SBT, Novela “A Que Não Podia Amar”, sujeito a alteração de conteúdo.

Publicidade

Destaques

Novela “A Que Não Podia Amar”: resumo dos próximos capítulos

Novela “A Que Não Podia Amar”: a história de Ana Paula, Rogério e Gustavo

Sinopse “A Que Não Podia Amar”- Ana Paula, uma enfermeira humilde que se vê obrigada a trabalhar na casa de Rogério Montero (Jorge Salinas), um homem amargurado. Rogério sofre por ser paraplégico e destrata todas as pessoas. Ana Paula atura tudo calada e o ricaço se apaixona por ela.

Ana conhece Gustavo Duran (José Ron), um engenheiro nobre e trabalhador. Os dois se apaixonam, mas terão de enfrentar Rogério, já que ele também gosta da mocinha, formando assim, um triângulo amoroso com terríveis consequências.

Publicidade