Novela “Segundo Sol”: Remy (Vladimir Brichta) está cansado de ser passado para trás. Depois de ter seus milhões roubados por Sombra, capanga da Laureta (Adriana Esteves), ele vai atrás da cafetina e a ameaça com uma arma: “Devolve meu dinheiro, cretina!!” “Você que estava me passando a perna com aquela balela de não lembrar onde enterrou a grana, sonso! Aquele dinheiro não é só seu, é nosso!”, ela revida. O malandro fica cego de ódio e puxa Laureta pelo cabelo. A loira diz para Remy que ele não é um assassino e apela: “Vai negar que sempre lhe ajudei, lhe defendi, como uma irmã?”. Mas ele não cai na chantagem emocional: “Porque sempre foi de seu interesse.” É então que Laureta abre o jogo: “Não, porque nós temos o mesmo sangue correndo nas veias, porque somos irmãos de verdade.”

Remy diz que isso é uma piada de mau gosto, mas ela conta mais: “A gente tem o mesmo pai. Você é filho do Nestor, todo mundo já sabe disso na sua família, dona Naná contou no seu velório.” O pilantra escuta todos os detalhes e fica chocado com a revelação: “Eu sempre fui um peixe fora d’água com os Falcão, sempre fui o errado, o problemático… era isso… eu tenho o mesmo sangue ruim que você.”

Novela “Segundo Sol”: resumo dos próximos capítulos

Na novela “Segundo Sol”, Salvador, fim dos anos 90. O axé embala o Carnaval da Bahia. Só que quem está em plena decadência é Beto Falcão (Emílio Dantas), que estourou com o sucesso “Axé Pelô”, hit que fez cantar um país inteiro em 94. Agora, o cachê vem devagar. E para pagar parte das dívidas da família, aceita fazer uma pequena apresentação em Aracaju. Numa maré de azar – que salvará sua vida -, Beto perde o voo e a apresentação. O avião que ele pegaria cai, e o cantor é dado como morto.

A comoção é nacional. Do fracasso, Beto Falcão reencontra a fama, mas dessa vez na categoria de mito. Em segredo, vê sua imagem ser ovacionada e os problemas financeiros da família se solucionarem. Convencido pela namorada, Karola (Deborah Secco), cujo romance não anda lá muito bem, e pelo irmão interesseiro Remy (Vladimir Brichta), de que se manter “morto” é a melhor opção, ele deixa a cidade e se refugia na ilha de Boiporã.

Fonte: “Segundo Sol”, novela da Rede Globo