Publicidade

Resumo Novela “Ouro Verde” – a Band divulgou no resumo dos próximos capítulos da novela que Bia tenta entrar na gafieira, mas a porta é trancada por dentro, o que a deixa assustada, sem perceber o que se passa. No capitulo 109, segunda-feira, 18 de novembro – A gafieira já está pronta para o espetáculo. Há vários agentes da PJ à paisana, que já passaram tudo a pente fino. Sérgio está sozinho no computador e vemos que escreve uma mensagem a dizer que os terroristas já estão dentro da gafieira. Bia e Laurentino jantam vegetariano em clima de descontração e gargalhadas, com Laurentino a propor um brinde aos encontros improváveis. Ele tenta beijá-la, mas ela evita-o. Na gafieira, Hadja e Jéssica dançam e ele prepara-se para cantar, quando, subitamente, tudo fica às escuras, como se a luz tivesse ido abaixo.

Publicidade

Novela “Ouro Verde” Band: resumo dos próximos capítulos

No capitulo 110, terça-feira, 19 de novembro – Bia tenta entrar na gafieira, mas a porta é trancada por dentro, o que a deixa assustada, sem perceber o que se passa. No interior da gafieira, as pessoas interrogam-se sobre o que se passa, enquanto Lúcio diz a Joaquim que é um alerta terrorista e Rashne diz a um terrorista que todas as portas estão trancadas, mas são surpreendidos por Cátia, de extintor na mão, que os assusta. Bia e Laurentino estranham o que se passa na entrada da gafieira, quando chega Paula a dizer que há terroristas ali dentro e se atira à porta com toda a força, tentando arrombá-la. Cátia está cada vez mais desconfiada de Rashne e do Terrorista, mas acaba neutralizada pelos dois, levando uma coronhada de uma arma no meio da cabeça. Bia avisa as autoridades, enquanto Paula e Laurentino tentam arrombar a porta, com Bia a juntar-se a eles após o telefonema.

Sérgio tecla no computador a grande velocidade, ao mesmo tempo que vai olhando para um relógio digital ao seu lado. No interior da gafieira, ouve-se o barulho de tentarem arrombar a porta, quando Lúcio e Joaquim sacam das armas e pedem a todos que mantenham a calma. Jorge quer tirar Salvador dali e Hadja tenta encaminhá-los para as traseiras, quando Rashe e o terrorista aparecem de metralhadoras e telemóveis na mão, carregando nos telemóveis para fazer explodir as bombas, mas nada acontece. Sérgio, a suar em bica, respira de alívio. Rashne e o Terrorista ficam tensos por não verem as bombas rebentarem e fazem Tomás refém, mandando toda a gente atirar-se para o chão. Paula tenta que Lúcio a atenda, mas sem sucesso.

Bia e Laurentino ficam muito surpreendidos quando aparece um carro de exteriores da imprensa a perguntar se já houve disparos. Gonçalo filma tudo com o telemóvel, enquanto o Terrorista mata um homem que se atira a eles, sempre com Tomás como refém, enquanto Jorge pede a quem está próximo de si para não fazer movimentos bruscos. Na sua sala do banco, Miguel acorda e vê na televisão o alerta de atentado terrorista na gafieira, fazendo-o sair disparado. Sérgio fica muito aflito ao ver as notícias na televisão. Joaquim e Lúcio afastam-se discretamente para um canto, onde encontram Cátia, que diz estar bem, e Lúcio pede a Joaquim que o proteja enquanto chama os GOE. Sol vê as notícias e chama Inês, que fica assustada com o que se está a passar na gafieira.

No capitulo 111, quarta-feira, 20 de novembro – A polícia cerca a entrada da gafieira e tenta acalmar Paula, enquanto Laurentino pede a Bia que tenha calma também, quando chega Miguel, que abraça a filha e troca um olhar com Laurentino. Sérgio, chocado com o que vê na televisão, corre para o computador, dizendo que aquilo não pode acabar assim. Rashne manda um tiro ao ar e o Terrorista ordena a que os convidados se dividam em dois grupos, com homens para um lado e mulheres para outro. Vera diz a Jorge que o ama, mas ele nada consegue dizer, deixando-a triste. Lúcio recebe uma mensagem de telemóvel de um número anónimo a dizer que sabe como pode ajudar e o Terrorista manda Vera recolher os telemóveis, o que ela faz, mas deixando que Lúcio fique com o dele. A polícia cerca o espaço e tanto Laurentino como Miguel tentam acalmar Bia. Miguel vai falar com o Comandante da PSP, dizendo-lhe que tem várias pessoas da família lá dentro, mas o Comandante diz que todas as medidas estão a ser tomadas e que têm, inclusive, dois agentes infiltrados lá dentro.

No interior da gafieira, Lúcio diz, baixinho, a Joaquim para seguir as suas instruções, enquanto Vera entrega os telemóveis a Rashne, que a faz refém juntamente com Tomás, e diz que, se alguma coisa correr mal, eles são os primeiros a morrer e depois todos os outros. Sérgio, ao computador, fala sozinho e diz que já está dentro do sistema da gafieira e procura algo. O clima de nervosismo e terror dentro da gafieira é grande. Rashne diz que vão escolher uma pessoa para ir falar com a polícia e expor as exigências deles, e Jorge oferece-se de imediato para ir ele. No exterior da gafieira, Miguel insiste com o Comandante da PSP por causa das forças especiais, quando Jorge sai do interior da gafieira, de braços no ar, deixando Bia de coração acelerado. Lúcio mexe no telemóvel e o terrorista aproxima-se dele perguntando-lhe o que estava a fazer, ao que Lúcio responde que procurava um lenço e o terrorista diz-lhe que precisa mesmo de um, dando-lhe uma cabeçada que o deixa a sangrar do nariz, mas Lúcio mantém sempre a postura firme. Jorge diz que tem uma mensagem para a polícia e revela que os terroristas querem a libertação de um membro deles que foi capturado há um ano, voltando para o interior da gafieira e deixando Bia em lágrimas. Paula tenta entrar à viva força na gafieira, mas é arrastada pelos polícias, pois ameaça comprometer toda a operação.

Publicidade

Judite chega a casa e, ao ver Sérgio ao computador, pergunta-lhe se já comeu, mas Sérgio diz que ainda não teve tempo. Judite diz que lhe vai fazer uns medalhões de pescada num instante, mas, como Sérgio resiste à ideia, ela tira-lhe o computador da mão, deixando Sérgio muito tenso, a exigir que a mãe lhe devolva o computador. Inês tenta contactar Gonçalo sem sucesso e manda Sol para a cama, quando esta lhe pergunta o que está a acontecer. Inês liga para Bia, que atende a chorar, dizendo que está à porta da gafieira e que tem toda a família lá dentro, deixando Inês em pânico quando esta constata que Gonçalo e António também lá estão. Laurinda conta a Rita que os terroristas tomaram conta da gafieira e têm as pessoas fechadas lá dentro, o que faz Rita desmaiar com o choque. Amanda recebe José em casa e, quando este aponta para a televisão, Amanda vê a notícia do que se passa na gafieira, dizendo a José que o filho dela e a família dele estão lá.Sérgio consegue tirar o computador a Judite e tranca-se no quarto, deixando-a irritada. O clima no interior da gafieira é muito tenso.

Jorge diz aos terroristas para darem água às pessoas, pois se querem negociar é melhor não haver mais mortos, e Rashne e o Terrorista acabam por concordar. Judite dá murros na porta do quarto de Sérgio, chamando o filho de ingrato. Os Agente GOE já se juntaram à PSP e à PJ à entrada da gafieira e decidem forçar a entrada, deixando Miguel preocupado e Bia muito assustada. Paula é levada por dois agentes da Judiciária, reclamando com eles, a quem diz que não a podem prender, pois é mulher de Lúcio e conhece bem os seus direitos, mas eles ignoram-na. Laurinda desperta Rita atirando-lhe água para a cara e Rita, após um chilique, fica aflita por causa dos filhos. Jéssica e Vera distribuem águas, quando a luz volta subitamente e a música desata a tocar em altos berros. Joaquim e Lúcio decidem atacar, Tomás liberta-se dos terroristas e David sai em sua defesa, sendo atingido num braço por Rashne. Os Agente GOE arrombam a porta da gafieira e entram para dentro da mesma. Os Agentes GOE invadem a gafieira e Lúcio e Joaquim atingem mortalmente Rashne e o Terrorista, aproveitando um momento de distração. No meio da confusão, Jorge e Vera beijam-se, mas Jorge decide ajudar Tomás a socorrer David, que está quase a perder os sentidos.

No capitulo 112, quinta-feira, 21 de novembro – Judite reclama com Sérgio por causa dos computadores, mas este manda a mãe calar-se para ouvir as notícias na televisão, onde dão conta que a situação está controlada. Jorge, António e Tomás saem com David em braços e Bia tenta aproximar-se de Jorge, sem que a polícia deixe. José e Amanda veem as notícias, quando esta vê David ser carregado em braços e começa a chorar que o filho morreu. Paula está trancada num gabinete da Judiciária e tenta arrombar a porta, mas sem sucesso. Inês está atenta à televisão, ainda que mande Sol dormir, onde vê António e Jorge entregarem David aos Bombeiros.

Bia, emocionada, abraça Jorge e Miguel vai abraçar Vera mal a vê. No meio dos abraços, Vera e Jorge trocam um olhar intenso. Bia, abraçada a Jorge, diz que o ama, mas Jorge não consegue tirar os olhos de Vera, que está abraçada a Miguel. Miguel vê Salvador e vai ter com o filho, quando aparecem Mónica e Otelo, e Miguel diz ao antigo braço direito que esperava que ele fosse a vítima mortal. Junto à ambulância, Tiago diz a Tomás que David vai ficar bom. Cátia diz a Joaquim e Lúcio que eles foram os heróis da noite, mas Lúcio não cumprimenta Joaquim em jeito de vitória, dizendo-lhe que ainda não se esqueceu das provas que desapareceram.

Publicidade

Jorge agradece a Lúcio e Bia informa-o que a mulher dele foi levada pela polícia, quando Jorge ouve a voz de Laurentino a dizer que é difícil acabar com ele. Judite vai comentando o que vê na televisão com Sérgio, que fica aliviado ao ouvir dizer que os terroristas estão mortos, mas volta a ficar tenso ao ver que tem uma mensagem no computador. Jorge e Laurentino trocam galhardetes, quando Miguel se aproxima e pergunta se eles se conhecem, revelando que conheceu Laurentino na praia, o que faz Jorge soltar uma gargalhada irónica, de quem não acredita. pedindo a Amanda que o acompanhe para ver o filho.

No capitulo 113, sexta-feira, 22 de novembro – Enquanto a polícia passa a gafieira a pente fino, Hadja diz a Jéssica que o espaço vai ficar com péssima fama depois daquilo, mas Jéssica diz que eram terroristas e que pode acontecer em qualquer lado. Bernardo diz a Sancha para se separar de Gonçalo e irem para casa, mas ela pica-se com o irmão. Gonçalo aconselha-a a ir e Bernardo pergunta a Cláudia se quer boleia para casa, mas ela diz que vai com os pais. Rita está histérica por não conseguir falar com os filhos, mas Laurinda tranquiliza-a e Rita diz que não teve a sorte de o morto ser o marido.

Miguel fica a saber que Laurentino tem uma guerra antiga com Jorge e, depois de o apresentar a Vera com o nome de João, combina almoçar com ele no dia seguinte. Jorge e Bia chegam a casa e Nenem fica assustada ao saber que Jorge escapou a um atentado terrorista, indo buscar qualquer coisa para os dois tomarem. Bia abraça Jorge, que mal corresponde, tendo um ar frio e distante. Amanda e José chegam ao hospital, onde está Tomás, que revela que David foi atingido para o salvar, mas José mostra-se confiante de que David vai ficar bom. Lúcio entra no gabinete e Paula chora de alívio ao ver o marido, ficando a saber que a filha levou uma coronhada de um terrorista, mas que está bem. Amanda está muito aflita e José tenta tranquilizá-la, quando aparece Tiago e diz que David está bem,

No capitulo 114, sábado, 23 de novembro – Amanda entra com Tiago no quarto de David e o médico diz que teve dificuldade em colocar o género na ficha de David, deixando Amanda em choque ao mostrar-lhe o peito de mulher de David. Lúcio chega a casa com Paula, que está chorosa e que diz que não imagina a sua vida sem o marido e a filha, abraçando Cátia quando esta vem ter com eles. Tiago pede desculpas a Amanda e esta diz ao médico que quer ficar sozinha. Quando Tiago sai, aproxima-se de David, levanta a bata e faz um esgar de nojo com o que vê. Bernardo e Sancha chegam a casa e Rita abraça-os, aliviada, mas dramática como sempre. Inês está a ver televisão.

O jornalista diz que os terroristas tiraram os telemóveis a toda a gente para que ficassem incontactáveis. – Inês fica aliviada ao ver Gonçalo e António chegarem, e este abraça-a, dizendo que vai tratar do divórcio e quer que ela seja sua mulher, deixando-a surpreendida. Tomás e José falam sobre David e Amanda, quando esta aparece com um ar muito sério e José lhe pergunta que cara é aquela. Vera e Miguel estão deitados no sofá e, enquanto ele fala do que sente, ela pensa em Jorge, levando Miguel a notar que ela está distante e a confessar que a ama como nunca amou ninguém, deixando-a sem saber o que pensar. Nenem entrega uma caneca de chocolate a Bia e a Jorge, deixando-os sozinhos.

Publicidade

No capitulo 115, segunda-feira, 25 de novembro – Bia nota que ele está estranho e Jorge é invadido por recordações do amor deles desde que se conheceram, acabando por abraçá-la com força e pedindo-lhe que fique com ele. Amanda disfarça perante José e Tomás, dizendo que foi um grande susto, mas relembra o momento em que levantou a bata a David e diz a Tomás que é melhor este não ver o colega naquele dia. José convence Tomás a ir descansar e, quando o neto vai embora, pergunta a Amanda se pode ir ver o filho. Rita está horrorizada com o que os filhos lhe relatam e liga a Inês para marcar uma sessão de ioga logo para a manhã seguinte, mas ninguém a atende. Sol aparece com o telemóvel de Inês que está aos beijos com António e ficam encavacados quando a miúda lhes pergunta se são namorados. Amanda tapa David como se o quisesse proteger do frio e José, emocionado, pede-lhe desculpa, dizendo a Amanda que tem de ir e sai, deixando-a a olhar perturbada para David.

Otelo aparece em casa para ver Mónica, que está com Salvador, e lhe dizem que estão á espera de Tomás, elogiando a coragem de David e Jorge. Salvador pergunta a Mónica se pode dormir com ela por causa dos pesadelos e a mãe concorda. Jorge e Bia acabaram de fazer amor e ela diz que sentia saudades dele e que ele tem razão em queixar-se que ela está sempre a desconfiar, prometendo-lhe que vai mudar e os dois acabam por se enrolar novamente. Mónica e Otelo têm uma conversa tensa porque ele não fez nada para a salvar e Otelo diz-lhe que nunca se importou de morrer até àquela noite, porque iria sentir a falta dela e beija-a. Tomás entra e vê o beijo, deixando Mónica muito comprometida.

Bia diz a Jorge que deviam casar rapidamente e que até podiam ter filhos, mas ele diz que não sabe se quer ter filhos, muito menos dela, o que faz com que Bia se levante e se comece a vestir à pressa, dizendo que ele nunca desistiu da ideia de vingança e gritando-lhe que não lhe toque. Bia sai disparada, ignorando os chamados de Jorge, que recorda as palavras de Vera sobre o facto de não ter abortado. Nenem entra e Jorge diz que está a ficar louco. Tomás está chocado por Mónica estar com Otelo, mas Mónica diz-lhe que Miguel sabe de tudo, que os dois estão separados e que Miguel até já tem uma namorada mais ou menos da idade de Tomás. Joaquim chega a casa e Judite controla-se no abraço que lhe dá por causa de Sérgio, que se mostra muito atento ao relato que Joaquim faz sobre os terroristas.

No capitulo 116, terça-feira, 26 de novembro – Amanda observa novamente o corpo de David, constatando que está tudo bem na zona genital, mas não se conformando nem entendendo o que se passa com o peito. No seu quarto, José observa fotografias de David e recrimina-se por ter afastado o filho da sua vida. Bia chega a casa a chorar, sem saber o que fazer em relação ao filho que espera. O telemóvel toca e ela vê que é Jorge, mas não atende. Jorge desliga a chamada, irritado. Liga para Vera, mas também ninguém atende e fica ainda mais irritado. Amanda está ao lado de David, que é acordado por Anabela. Amanda diz à enfermeira que dá o pequeno-almoço ao filho e, quando ficam a sós, Amanda pergunta-lhe se agora tem mamas. Amanda pede a David que lhe conte o que se passa, mas ele diz que a mãe nunca o iria entender e ela pede-lhe que a teste. Jorge acorda, fica irritado ao ver que tem uma mensagem de um jornalista a pedir declarações sobre o atentando, vê que tem uma mensagem de António a dizer que está tudo bem e sai para o duche a reclamar consigo que Bia e Vera devem estar furiosas.

Publicidade

Bia, maldisposta, liga a Inês e diz que precisa de falar com ela sobre o bebé, pois tem que tomar uma decisão. Inês diz-lhe que pensava que ela já tinha decidido, mas Bia conta que esteve com Jorge e revela-lhe que ele não quer filhos, muito menos dela. Miguel termina o pequeno-almoço à pressa, dizendo a Vera que tem de ir para o banco pois esqueceu-se de Fénix lá e também lá deve estar a imprensa e convém falar com os jornalistas, combinando com Vera vê-la à hora de almoço no restaurante dela. David diz a Amanda que nasceu em corpo de homem mas que se sente mulher desde sempre e que isso o faz sofrer, deixando Amanda a chorar condoída pelo filho. Inês fala ao telemóvel com Bia, com António a ouvir a conversa, e diz à amiga que ela não pode tomar nenhuma decisão de cabeça quente.

Bia diz que não sabe o que há-de fazer. Inês diz à amiga que vai arranjar maneira de ir ter com ela e, quando desliga, António quer saber o que se passa com a sobrinha, mas Inês diz que são coisas de Bia. Ao pequeno-almoço, Mónica tem uma troca mais dura de palavras com Tomás, que não percebe por que é que a mãe anda a sair com o melhor amigo do pai, quando Salvador aparece e diz a Tomás que a namorada dele teve sorte em não aparecer na gafieira na noite anterior, no que Tomás concorda, dizendo que vai passar o dia a trabalhar. Hadja e Jéssica vêm do quarto ainda ensonados e veem Cláudia de saída, que lhes diz que tem de resolver o seu assunto de vez com Salvador.

No capitulo 117, quarta-feira, 27 de novembro – Paula reclama por Lúcio ir trabalhar, mas ele diz-lhe que aquele caso pode não fica por ali, pois podem existir mais células da organização terrorista e o seu trabalho é desmantelá-las. Joaquim depara-se com um grande pequeno-almoço que Judite lhe preparou, dizendo-lhe que ele merece, pois é um herói nacional. Joaquim pergunta se Sérgio não come, mas Judite diz que o filho esteve a trabalhar no computador até tarde e que precisa descansar.

David diz a Amanda que o seu processo para mudar de sexo está a decorrer já há bastante tempo e Amanda culpa-se por nunca ter percebido o sofrimento do filho. Salvador mostra a Mónica os seus progressos em levantar-se da cadeira de rodas, quando aparece Cláudia para falar com o rapaz. Miguel dá ordens aos seguranças para não deixarem entrar jornalistas e, quando os seguranças lhe dizem que Otelo acabou de entrar, Miguel diz que este já não trabalha no banco, pelo que foi a última vez que permitiram a sua entrada ali.

No capitulo 118, quinta-feira, 28 de novembro – Miguel chega à ante sala do seu gabinete e dá de caras com Otelo, perguntando-lhe o que está ali a fazer. Salvador pergunta a Cláudia por que é que ela está irritada por ele não a ter avisado que já estava em Lisboa, pois ela até está com Bernardo, revelando que os viu aos beijos na noite anterior. Otelo diz a Miguel que ele não se vai ver livre dele com tanta facilidade e que é melhor conversarem, pois fizeram muita coisa juntos ao longo dos últimos anos. Amanda diz a David que pode contar com ela e pergunta ao filho se ele gosta de homens, mas antes que David responda, Anabela entra a anunciar que José está ali.

Tomás deixa uma mensagem a Catarina, dizendo-lhe que está bem, mas está preocupado por ela não ter dito nada. Tomás vai ter com a sua equipa de trabalho e diz a todos que David está fora de perigo e teve uma atitude muito corajosa. David pede a Amanda que diga a José que está a dormir e conta-lhe que gosta de homens, pois sente-se mulher, e há um homem que está apaixonado por Catarina, que é o seu eu feminino. Cláudia diz a Salvador que os beijos que trocou com Bernardo não passaram de carência, pois gosta é dele, mas Salvador revela-lhe que se apaixonou por outra pessoa.

No capitulo 119, sexta-feira, 29 de novembro – Na fazenda no Brasil, Edson apanha Aparecida a falar com a imagem da santa e diz à filha que ela está obcecada com Salvador, mas Aparecida diz que fez uma promessa para o rapaz ficar bom, não para voltar. Cláudia não quer acreditar no que Salvador lhe diz, mas ele garante que só gostava dela como amigo e diz-lhe que, pela primeira vez, sabe o que é amar alguém, fazendo com que ela tenha uma crise de choro. José pergunta a Amanda se está tudo bem com David e ela diz que sim, o que leva José a dizer que quer vê-lo, pois é seu filho, mas Amanda pede-lhe para ter calma quanto a esse assunto, pois David viveu a vida inteira convencido que o pai morreu.

Cláudia atravessa o jardim da quinta a chorar e dá de caras com Bernardo, que quer saber o que ela está ali a fazer. Bia está a ler um livro sobre grávidas, quando Jorge aparece para falar com ela, mas Bia diz que não há nada mais para dizer e, ao ver o livro, Jorge pergunta a Bia se ela está grávida. Bernardo fica com ciúmes por Cláudia ter vindo ver Salvador e diz-lhe que gosta dela, mas Cláudia diz que falam depois, pois está completamente baralhada das ideias e vai embora, deixando-o lixado.

No capitulo 120, sábado, 30 de novembro – Bia diz a Jorge que não está grávida, mas Jorge pede-lhe que não lhe minta e ela manda-o embora, jurando que não está grávida. Amanda diz a David que já pediu a José que fosse embora e David implica com o futuro marido da mãe, mas Amanda diz-lhe que ele ainda há-de gostar de José e não é ninguém para julgar os outros pela aparência.

Otelo diz a Miguel que quer manter o seu trabalho, até porque Miguel nunca gostou de Mónica, mas Miguel diz-lhe que não há lugar para os dois no BBFF e garante-lhe que vai ter problemas se não sair, o que leva Otelo a perguntar a quem vai pedir que arranje um assassino para se ver livre dele. Lúcio entra na gafieira, onde há vários peritos e um deles diz ao inspetor que só têm o telemóvel dos terroristas, mas tem a agenda limpa e vão tentar entrar no e-mail a ver se descobrem algo.

Sérgio, ao verificar que está sozinho em casa, retira um papel de um móvel, que coloca dentro de um envelope, e sai de casa a guardar o envelope no bolso. Miguel diz que não há qualquer hipótese de Otelo se manter no banco e Otelo diz que talvez o próximo presidente não pense assim, o que leva Miguel a expulsá-lo da sua sala, ligando em seguida à segurança a ordenar que ponham Otelo na rua. Bernardo entra em casa de Salvador e dá-lhe um valente murro, discutindo com ele por causa de Cláudia. Mónica aparece e manda o sobrinho embora.

Fonte: “Ouro Verde”, TVI – novela da Band – resumo dos próximos capítulos

Vem por aí – 068 – António chega e conta a Jorge que tem uma relação com Inês, ao passo que Jorge diz a António que a sobrinha dele está a deixá-lo fora de si, pois há demasiadas coisas a separá-los. Inês chega a casa de Bia, que lhe diz que mentiu a Jorge sobre a gravidez. Amanda insiste com David para que lhe conte quem é o rapaz de que gosta e ele acaba por revelar que é Tomás, deixando Amanda chocada. Miguel chega ao restaurante de Vera para almoçar com Laurentino, que já o aguarda. António pergunta a Jorge o que é que o está a perturbar e este diz que acha que Bia lhe está a mentir, pois desconfia que ela está mesmo grávida. Jorge diz a António que a maneira como Bia reagiu o leva a crer que ela possa estar grávida e afirma que talvez Inês saiba de alguma coisa, pedindo a António para ver se descobre algo, ao que António responde que vai ver o que pode fazer. Amanda está chocada com a revelação de David, que lhe diz que queria morrer por Tomás e confirma que é por causa dele que está contra o casamento de Amanda com José. Laurentino diz a Miguel que a sua história com Jorge é longa e que o conhece há cerca de 15 anos, quando ele apareceu na fazenda, deixando Miguel intrigado. Inês tenta chamar Bia à razão, mas ela diz-lhe que aquele bebé vai ser só dela, porque Jorge não quer um filho que tenha o sangue dos Ferreira da Fonseca e isso significa que ele não desistiu da vingança contra o pai dela, pelo que não pode contar a um homem desses que está grávida. Jorge está a pensar na discussão com Bia, quando recebe a visita de Vera, a quem puxa para o quarto, dizendo-lhe que há mais gente ali em casa e não convém ela ser vista.

Publicidade