meu_pedacinho_chao_osmar_prado_epaminondasNovela “Meu Pedacinho de Chão”: os dias prometem ser de fortes emoções na Casa Grande! Epaminondas (Osmar Prado) está em sua sala quando é surpreendido pela chegada do seu filho, Ferdinando (Johnny Massaro). “Ora, você já está aqui?”, pergunta ao moço. “Vim logo assim que eu soube que o senhor queria falar comigo”, Nando responde. Comovido pela maneira dócil de falar do filho, o poderoso coronel finalmente diz o que sente: “Você é o único filho homem que eu tenho e não é justo que você viva lá na casa do tal Pedro Falcão (Rodrigo Lombardi), como se fosse um injetado meu!” “Mas era assim que eu me sentia, meu pai, depois do senhor ter me mandado embora daqui”, o jovem responde. O dono das terras, que sempre foi durão, desabafa para o filho e conta que a casa é dele também. Emocionado com as palavras que acaba de escutar, o engenheiro agrônomo pergunta: “Mas eu já estou sabendo que o senhor não vai querer que eu faça qualquer coisa aqui na sua fazenda, não é assim?” Surpreendentemente, o pai responde: “Essa é a única condição que eu lhe imponho. Mas, por outro lado, eu vou permitir, de bom grado, que você continue prestando seus serviços ao Pedro Falcão.” Nesse momento, pai e filho fazem promessas um ao outro e dão um abraço emocionado para compensar todos os dias de sofrimento afastados.

Publicidade

Fonte Rede Globo – nos próximos capítulos da novela “Meu Pedacinho de Chão” Catarina avisa a Ferdinando que Epaminondas permite que ele volte para casa sob a condição de não se envolver com a fazenda. Pedro Falcão maldiz Ferdinando para Gina. Rodapé e Mãe Benta comentam sobre a volta de Ferdinando para a casa de Epaminondas sem entender o motivo da reconciliação entre pai e filho. Pedro Falcão sente-se traído e comenta com Giácomo que não quer mais saber de Ferdinando. Dona Tê avisa a Gina e Juliana que não permite a entrada de Ferdinando em sua casa. Epaminondas manda chamar Serelepe. Ferdinando insiste para Epaminondas deixá-lo trabalhar nas terras da fazenda. Ferdinando aparece na casa de Pedro Falcão e Gina o expulsa. Ferdinando comenta com Giácomo que sente por não poder ir mais à casa de Pedro Falcão e sua família. Dona Tê diz a Gina que chegou a sonhar em vê-la casada com Ferdinando. Ferdinando avisa a Epaminondas que ele não pode mandar Zelão embora de sua casa e nem demiti-lo sem pagar indenização. Pedro Falcão chama a atenção de Marimbondo por ele ter ido à escola embriagado. Epaminondas pede para conversar com Zelão.

Epaminondas paga a Zelão o salário atrasado e suas férias, avisa ao empregado que irá assinar sua carteira de trabalho e não irá mais expulsá-lo da casa onde mora com Mãe Benta. Rosinha desconfia da bondade de Epaminondas com Zelão e comenta com Izidoro que estranhou a atitude do patrão. Epaminondas diz a Catarina e a Ferdinando que não pagará Zelão pelos anos anteriores de trabalho. Ferdinando se certifica de que nenhum empregado de Epaminondas tem carteira assinada. Renato diz a Ferdinando que os alunos da escola exigirão seus direitos trabalhistas. Ferdinando aproveita a ausência de Epaminondas e leva Serelepe para almoçar em casa com Pituca. Zelão resolve ir à cidade das Antas para tirar sua carteira de trabalho. Juliana comenta com Gina que desconfia de que Ferdinando gostava dela. Epaminondas deixa Zelão confuso ao dizer que não precisa mais de sua carteira de trabalho. Dona Tê se desespera ao descobrir que Gina saiu armada para defender Pedro Falcão da discussão com o prefeito. Pedro Falcão consegue desarmar a filha. Juliana desafia Gina a usar o vestido que ela e Ferdinando lhe deram. Coronel Epaminondas diz a seus empregados que não precisam tirar carteira de trabalho e avisa que demitirá aquele que insistir. Mãe Benta avisa a Zelão que ele perderá Rosinha, pois a moça demonstra interesse por Izidoro. Pedro Falcão repreende Gina e ela ameaça sair de casa. Epaminondas avisa a Ferdinando que ele será seu candidato a prefeito, deixando o filho irritado. Gina surpreende os pais ao colocar para dormir o vestido que Juliana lhe deu. Ferdinando diz a Catarina que seu pai não tem o direito de decidir sobre o rumo de sua vida. Dona Tê avisa a Juliana que Gina está dormindo com o vestido que ela lhe deu de presente.