Novela “Éramos Seis”: Julinho (André Luiz Frambach) se muda para o Rio de Janeiro e trabalha com afinco para Assad (Werner Schünemann): “Recebi um recado pro senhor na loja. Pareceu urgente, achei melhor avisar logo. É do gerente do Cassino Imperial. Ele disse que a sua dívida venceu. Que é melhor pagar, se não será obrigado a agir de outra forma. E não se responsabiliza pelas consequências … Quer que eu faça alguma coisa? Posso retirar o dinheiro no banco ou fazer algum depósito. Tem o dinheiro, não tem?”.

Publicidade

Assad diz: “Tenho, mas é muito. Me doi… Julinho, posso confiar em você? Promete que nunca vai dizer pra Karine ou Soraia? Promete? É um bom rapaz. Desde que veio comigo pro Rio de Janeiro tem se mostrado um ótimo funcionário leal. Sorte da sua noiva que vai se casar com você. … Minha maior diversão é poder jogar um pouco… Em São Paulo, ficávamos mais no carteado, ou então o gamão com o pessoal da colônia… Mas, aqui no Rio, entrei numa fase de má sorte… Sabe como são essas coisas. Vai se apostando… Abrem um crédito, torna-se a perder… Não estou aqui me justificando… Só estou explicando porque vou precisar de sua ajuda. A Karine não aprova esse… Meu hábito… Aproveito quando viaja pra São Paulo e/ Se ela descobrir, não perdoa…”.

Julinho diz que ele pode confiar e Assad garante: “E será retribuído com dinheiro bom pro seu casamento com essa mocinha, Lili, não é?”. Julinho comemora. Cena prevista para dia 31 de janeiro na novela “Éramos Seis”.

Resumo “Éramos Seis”: próximos capítulos da novela

“Éramos Seis”: Casada com Júlio (Antonio Calloni), Lola (Gloria Pires) é uma esposa devotada e mãe de quatro filhos: Carlos (Xande Valois/ Danilo Mesquita), o mais velho e motivo de orgulho para os pais; Alfredo (Pedro Sol/ Nicolas Prattes), rebelde que vive se metendo em confusões e tem ciúmes do irmão; Isabel (Maju Lima/ Giullia Buscacio), determinada e independente, é a favorita do pai – por ser a única filha mulher; e Julinho (Davi de Oliveira/ André Luiz Frambach), o caçula da família – que desde criança demonstra habilidade para lidar com dinheiro.

A história começa com Lola e Júlio passando sufoco para poder pagar as parcelas do casarão que compraram em São Paulo. O primeiro bem do casal sai mais caro do que eles previam por causa dos altíssimos juros do financiamento bancário. O imóvel acaba gerando um impasse entre eles: para ela, o local é a alma da família. Para ele, um empecilho para melhorar de vida.

Publicidade