Novela “Bom Sucesso”: Nana (Fabiula Nascimento) decidiu tentar uma segunda chance para o casamento com Diogo (Armando Babaioff) e fazer terapia de casal para resolver algumas questões. Apesar de não saber que é uma armação do advogado, ela está dedicada a se descobrir nas consultas. E, no capítulo de Bom Sucesso deste sábado, 23/11, ela irá se abrir com o pai sobre o novo momento.

Publicidade

A executiva chega na biblioteca e conta para Alberto (Antonio Fagundes) que ele foi tema da sessão de mais cedo. “De mim?! Claro. Quando não é a mãe, é o pai que é culpado de tudo”, diz o dono da Prado Monteiro. Ela conta que se emocionou com a referência a Rei Lear, obra de Shakespeare, e abala o pai… Ele confessa à filha que sempre teve uma certa dificuldade de expressar seus sentimentos e que os livros foram a forma de dizer o que eu precisava. E acaba fazendo um desabafo: “Eu queria te educar para esse mundo tão duro. Mostrar que você era tão forte quanto aquelas personagens e que podia tomar as rédeas de sua vida”

Nana pergunta ao pai que livro ele lhe daria nos dias de hoje, e ele reforça o discurso da terapeuta: “Acho que seria mesmo Rei Lear. Para mostrar que eu sei o quanto eu sou injusto com você. Ao contrário do personagem de Shakespeare, eu não quero ficar senil para só então reconhecer o seu valor e o amor que eu sinto por você. Desculpa por não ser um bom pai, Nana”

“Bom Sucesso”: resumo dos próximos capítulos da novela

“Bom Sucesso”: a novela trata do valor de cada minuto da vida e traz a mensagem de perseverança, fé e garra. Escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm e com direção artística de Luiz Henrique Rios, a sucessora de Verão 90 apresenta a história de Paloma (Grazi Massafera), uma mulher determinada, sonhadora e com uma fé inabalável.

Costureira, ela trabalha e cria três filhos sozinha. Mora no bairro de Bonsucesso, no subúrbio do Rio de Janeiro, e ama frequentar a quadra da escola de samba da região, a Unidos de Bom Sucesso. Apesar da dura rotina, Paloma consegue manter uma grande paixão: a leitura. E, ao mergulhar no universo dos livros, se transporta para os mundos fantásticos que as histórias proporcionam.

Publicidade