Novela “Belíssima”: André (Marcello Antony) dá um golpe em Júlia (Glória Pires) e rouba toda sua fortuna, assumindo a direção da Belíssima e da Physical, e tornando-se o único proprietário da bela e sofisticada casa onde ela morou durante anos. Para aumentar ainda mais sua desilusão e seu sofrimento, Júlia descobre o envolvimento de André com sua filha, Érica (Letícia Birkheuer).

Ela flagra os dois em sua própria cama e, indignada, expulsa-os do quarto, em uma das cenas marcantes da história. Érika é filha de Júlia com um italiano que sumiu no mundo. Bonita e de personalidade parecida com a da bisavó, ela é uma jovem modelo que mora em Londres e vem ao Brasil para investir em sua carreira.

Sozinha, traída, decepcionada e sem seu patrimônio, Júlia tem que encontrar forças para recomeçar. Ela se muda para um flat com o tio, e inicia um plano para recuperar seus bens. Para isso, conta com a ajuda de Vitória (Cláudia Abreu) e do advogado DeJúlian (Giácomo Pinotti), um profissional honesto a quem Bia não conseguiu comprar.

Fique por dentro – Novela “Belíssima”: Bia usou Valdete para forjar a própria morte

Novela “Belíssima”: resumo dos próximos capítulos

(*) edição da Rede Globo, Novela “Belíssima”, sujeito a alteração de data e conteúdo.

Simpática, bem-sucedida e discreta, Júlia Assumpção é presidente da Belíssima, referência mundial no setor de roupas íntimas. Sua avó, Bia Falcão, a pressiona para se tornar parecida com a mãe, Stella Assumpção – que foi uma modelo bastante famosa, mito de beleza na década de 1960. Fundadora da marca Belíssima, Stella morreu em um acidente de avião junto com seu marido, deixando órfãos Júlia e Pedro. Desde então, Bia Falcão se tornou responsável pelos dois, tendo-os criado. Até hoje tenta controlar a vida deles. Em casa, Júlia só encontra apoio no tio, Argemiro Falcão, vulgo Gigi, e na governanta, Matilde. Bia faz de tudo para Júlia se sentir culpada pela morte dos pais.

A vilã fará de tudo para acabar com os romances de Pedro com Vitória, uma ex- menina de rua que ele escolheu para ser sua esposa, com quem tem uma filha, e Vitória será perseguida pela vilã durante toda a trama, porém, sem perder a fibra e a coragem; e de Júlia com André Santana. Este, apesar de não parecer inicialmente, é um grande e terrível vilão, diabólico e ambicioso, que almeja ser dono da Belíssima em conjunto com seu pai, Aquilino Santana, o seu Quiqui, que aparenta ser um bom velhinho, mas é, na verdade, um bandido da pior espécie, ex-matador de aluguel. André vai se envolver com Júlia e com a filha de Júlia, Érica, uma mulher fútil e perversa como a bisavó Bia Falcão. Érica é aspirante a modelo.