Novela “Amor de Mãe”: Há mais de 20 anos, Lurdes (Regina Casé) trocou o Rio Grande do Norte pelo Rio de Janeiro com o objetivo de encontrar Domênico (Humberto Carrão), filho que seu ex-marido vendeu para uma traficante carioca. O problema é que a única informação que ela recebeu sobre a mulher que comprou um de seus herdeiros é seu primeiro nome: Kátia (Vera Holtz). Para piorar, a falta de recursos financeiros dificultou ainda mais essa busca. Mas a sorte começou a sorrir para uma de nossas protagonistas!

Publicidade

Após encontrar R$ 5 mil no mar, Lurdes decide contratar um investigador para localizar o filho. A princípio, Ryan (Thiago Martins) e Camila (Jéssica Ellen) não curtem a ideia e argumentam que o dinheiro poderia ser usado para outras coisas: “Eu também quero achar nosso irmão, mas são R$ 5 mil. E a casa inunda toda vez que chove, a geladeira está ruim. A senhora mesmo, há quanto tempo não vai num médico, num consultório bom? Podia ver seu joelho, que vive doendo”, diz Camila.

“Isso é verdade. É melhor usar esse dinheiro com médico pra senhora. Depois gasta tudo, não encontra nada e aí?”, concorda Ryan. Lurdes fica triste e Magno, então, convence todos a ficarem ao lado da mãe, gerando emoção e um forte abraço entre eles. “A mãe está certa. Eu também tenho uma filha. E se a Brenda estivesse sumida, eu ia fazer qualquer coisa para encontrá-la”, rebate o primogênito.

“É isso, meu filho. Pra mim não importa infiltração, não importa a geladeira, joelho, nada. Eu sei que R$ 5 mil é muito dinheiro, mas se tivesse 20, 30, um milhão, eu gastava tudo pra achar Domênico ou qualquer um de vocês, porque filho não tem preço”, afirma a matriarca. Com o aval dos herdeiros, Lurdes dá metade do dinheiro que encontrou como pagamento para um investigador, detetive Clóvis (Cláudio Gabriel), que lamenta a escassez de informações: “De dado concreto tudo que a gente tem é a data da venda da criança: Dezenove de julho de 1993. Em Malaquitas, no Rio Grande do Norte”.

Antes de deixar o local, Lurdes combina como será feito o pagamento do valor restante: “No final, eu dou o resto”. Lurdes está cuidando da horta que cultiva em casa quando o telefone toca. Após seus insistentes pedidos, Ryan atende o aparelho e dá a notícia que ela esperou por mais de duas décadas: “Quem era? Não me diga que era o investigador”, pergunta. “Pior que era (…) Ele disse que encontrou a tal Kátia, a mulher que comprou meu irmão”.

O detetive explica: “Eu encontrei uma matéria sobre tráfico de crianças que cita uma Kátia Brandão. Isso foi publicado em agosto de 1995”. Clóvis diz que a criminosa ficou dois anos presa, e Lurdes reage: “Como é que uma pessoa é presa por comprar e vender criança e só fica presa dois anos? Isso é um absurdo! … Ela está no Rio de Janeiro? Eu tenho que falar com a desgraçada!”. Clóvis continua: “Ela está internada em um hospital público na Baixada, quase desenganada pelos médicos”.

Lurdes encontra a vilã doente e uma enfermeira a socorre. Kátia deixa o hospital, Lurdes conta sua história à recepcionista e consegue o endereço da casa da bandida. Sem pensar duas vezes, Lurdes vai até a comunidade onde mora a traficante e, mesmo vendo a quantidade de homens armados no local, decide ir até o fim nessa história. Ela não se intimida nem mesmo quando é questionada por um bandido sobre o que faz por ali.

Publicidade

“Está indo pra onde, tia?”, pergunta um dos rapazes. “Pra casa da minha prima, Kátia. Vocês devem conhecer ela”, responde. Assim que entra no apartamento, Lurdes é surpreendida por Daisy (Aldene Felipe) e fica nervosa ao ver a arma apontada para o seu rosto. “Calma! Meu nome é Lurdes. Eu estou procurando a Kátia”, explica. “Mas você tem muito peito pra vir até aqui atrás de mim! Está maluca? Quer morrer?”, diz a traficante, surpresa com a coragem da mãe de Domênico: “Arrasta ela pra dentro que nós vamos finalizar esse problema agora.”

Lurdes exige que ela fale a verdade. Kátia afirma que Domênico morreu, dois anos depois de chegar ao Rio de Janeiro, e diz onde o menino foi enterrado. Cena prevista para dia 29 de novembro na novela “Amor de Mãe”.

“Amor de Mãe”: Três mulheres de classes sociais diferentes vivem seus dilemas como mães: Lurdes (Regina Casé) é uma mulher nordestina batalhadora, que teve quatro filhos: Magno (Juliano Cazarré), Érica (Nanda Costa), Ryan (Thiago Martins) e Domênico (Humberto Carrão) – vendido aos 2 anos escondido pelo seu ex-marido para a traficante de crianças Kátia (Vera Holtz). Sabendo que ele foi enviado para Rio de Janeiro, ela partiu para lá com os filhos em 1993 e, no caminho, encontrou uma recém-nascida abandonada, Camila (Jéssica Ellen), a quem decide criar.

Lourdes é amiga de Thelma (Adriana Esteves), uma viúva que perdeu o marido em um incêndio e desde então passou a superproteger o filho, Danilo (Chay Suede). Vitória (Taís Araújo) é uma advogada rica, mas infeliz por acreditar ser estéril. Ela adota Tiago (Pedro Guilherme Rodrigues) e contrata Lurdes como babá, mas fica grávida após um encontro com o ambientalista Davi (Vladimir Brichta).

Publicidade