Publicidade

Novela “Abismo de Paixão”: O SBT divulgou no resumo dos próximos capítulos da novela “Abismo de Paixão” que Elisa e Gael se encontram na casa azul. No capitulo 120, segunda-feira, 10 de fevereiro – Horácio vai a delegacia se entregar e diz que está fazendo isso por amor. Ele olha para Dolores. No ministério público, Horácio dá sua declaração contra Carmem e Ramiro. No dia seguinte, a polícia chega a Casa Azul e mandam que cavem um determinado local do terreno. Elisa chega com Gael e quer saber por que querem cavar. O policial diz que na noite passada receberam uma denúncia de que existe uma pessoa enterrada no local. Elisa se apavora por achar que é Damião, pois está desaparecido. O policial diz que o corpo pelo que parece é de uma mulher que foi descoberto há vários dias por Horácio Ramires. Elisa diz que Horácio estava desaparecido. O policial diz que ele se entregou às autoridades na noite passada. Gael diz que o corpo que está enterrado pode ser o de sua mãe. Gael começa a cavar junto com os outros homens.

Carmem tem Damião amarrado nas terras de Elisa e diz que a culpada de tudo é Estefânia, a infeliz de sua irmã, por ter se metido no que não era da conta dela. Carmem confessa que Rogério era seu amante, e como não pode cumprir as promessas que a fez, Damião ficará encarregado de torná-las realidade. Na Casa Azul, Gael confirma ser o corpo de Ingrid. Ele não se conforma por ela ter sido enterrada viva, que Ramiro é um monstro. Gael diz que não importa o que ela foi, pois ninguém merece morrer daquele jeito. O policial diz que lamenta muito e que encontraram na bolsa da Sra. Navarro duas passagens de avião de muitos anos atrás, sendo uma em nome de Rogério Arango e outra em nome de Carmem Bounvier. O policial quer saber se significa algo para Elisa e Gael.

Elisa pega as passagens, diz que foi isso que Ingrid descobriu e que Ramiro guardou durante anos esse segredo de sua tia e, com isto, ela podia comprovar que sua mãe nunca foi culpada. O policial diz que de acordo com o depoimento do Sr. Horácio eles ficaram sabendo que Ramiro Mendonça e Carmem Bounvier são cúmplices de vários crimes, entre eles o assassinato de Padre Lupe. Gael diz que Ramiro vai ter que pagar por tudo o que fez e que vai garantir que isso aconteça. O policial pede que Gael deixe isso com ele e que tem sua palavra que Ramiro vai pagar por tudo o que fez. Elisa diz que eles também precisam prender sua tia porque a mulher levou o seu marido e atirou nele. Elisa diz não saber se ele está ferido. O policial comunica que eles possuem uma ordem de apreensão da Sra. Bounvier e que, além disso, o Sr. Lúcio reportou na noite passada o que ocorreu com Damião Arango. O policial garante que estão fazendo tudo o que é possível para solucionarem tudo.

Na Céu Aberto, Carmem obriga Damião morder uma pimenta e beijá-la. Damião acerta Carmem e tenta fugir, mas Ramiro chega e o detém. Carmem quer saber se Ramiro imagina quanto Almerinda daria para salvar a pele do filhinho dela. Carmem e Ramiro sobem na caminhonete e fogem. Na fazenda Arango, Lúcio pede para que Almerinda se acalme. Almerinda diz que não pode se acalmar, pois não sabe se seu filho está vivo ou morto. Chorando, Elisa chega e quer saber se eles têm notícias do Damião. Lúcio diz que ainda não sabem de nada. Elisa conta que encontraram o corpo de Ingrid enterrado no lado de fora da casa de Carmem e tudo indica que o Ramiro Mendonça a enterrou viva. Almerinda se apavora. Elisa conta que do lado do corpo encontram as duas passagens e que isso prova que quem sempre foi amante do Rogério era sua tia Carmem, prova que sua mãe era inocente. Com as passagens nas mãos, Almerinda conta que Ingrid tentou lhe vender essa informação e que ela acabou pagando com a vida. Chorando, Almerinda diz que está pagando muito caro pelos seus erros. Ela diz a Elisa que está muito arrependida. Elisa tenta acalmá-la quando o telefone toca.

Almerinda acha que é Damião, mas é Carmem. Almerinda quer saber onde está seu filho. Carmem pede para que ela não se preocupar, pois está vivo por enquanto. Almerinda diz que quer falar com ele. Carmem diz que não vai ser possível porque Ramiro está cuidando dele. Carmem quer saber de Almerinda quanto vale a vida de um filho. Almerinda diz que a vida de um filho não tem preço. Carmem diz que, então, elas poderão chegar a um acordo. Carmem a manda usar sua consideração e que se ela gostar entrega o Damião, mas caso contrário nunca mais verá o filho dela. Almerinda quer saber onde ela quer que entregue o dinheiro. Carmem diz que quer que Elisa entregue o dinheiro. Almerinda diz que Elisa está com ela e Carmem pede para falar com a sobrinha. Elisa implora para que sua tia devolva Damião. Carmem quer saber se Elisa seria capaz de dar a vida pelo homem que ama. Elisa diz que é claro que sim. Carmem diz que só depende de Elisa que Damião viva ou morra.

Na praça do povoado, Gael se encontra com Paloma. Ele conta que Ingrid está morta e que foi o infeliz do Ramiro quem a matou. Paloma diz que este mesmo homem matou a sua mãe, matou-a de dor. Ela conta que acabou de saber que Ramiro Mendonça foi o homem que aproveitou de sua mãe, que o assassino é seu pai. Gael diz que isso não pode ser. Paloma fala que sua avó confirmou. Paloma diz que não quer acabar como sua mãe, que não vai permitir que o amor lhe tire tudo. Gael diz que não é a mesma coisa. Paloma pede para que ele fique tranquilo, pois a condenação dele acabou e que está disposta a lhe devolver a liberdade já que ele sempre quis isso. Paloma pede o divórcio e Gael diz que não quer isso, que ela está esperando um filho e não pode fazer isso com eles. Paloma afirma que é forte para criar seu bebê e que ele não precisa se preocupar, pois nunca precisou de um marido e que só se casou com ele porque um dia teve a esperança de que ele pudesse se apaixonar por ela. Paloma diz que cansou de esperar, de sofrer e que não aguenta mais. Gael diz que ela não pode fazer isso, que desistiu da Elisa por ela e pelos dois. Paloma diz que é uma pena que ele tenha desistido da Elisa por causa dela, pois agora ficou sem Elisa e sem ela. Paloma o deixa sozinho.

Publicidade

Na mata, Damião está amarrado dentro do carro de Ramiro. Este diz a Damião que o povoado era dele e quer saber por que ele voltou e se foi para tirar a processadora dele e, além disso, tirou a mãe dele também. Ramiro diz que uma coisa que ele gostava e uma coisa que queria na vida era preencher o vazio que Rogério Arango deixou quando morreu, não só na empresa, mas, também, na cama de cada uma das amantes dele, principalmente de uma, da Almerinda Arango. Ramiro diz que na noite passada quase a fez ser dele e que pode sentir o cheiro dela. Damião fica louco e o chama de desgraçado. Ramiro diz que vai embora do povoado sentindo o cheiro do corpo da mãe dele, que ela lhe disse que Rogério Arango teve mais filhos ilegítimos e que ele pode ser um desses filhos. Carmem chega e diz que o dinheiro já está a caminho. Ramiro combina de encontrar Carmem em duas horas na saída do povoado e que se ela não aparecer vai embora sozinho.

Gael procura Paloma na cabana de Ramona, ela pede para ele se retirar. Ramona diz que eles sabem que a sua neta vai ficar melhor sem ele. Mais tarde, na fazenda Arango, Gael começa a arrumar suas malas e Almerinda diz que ele não pode ir embora. Gael pede para que ela fique calma e diz que vai continuar a procurar Damião e que não vai parar até encontrá-lo, mas que depois que encontrá-lo vai lutar de corpo e alma para recuperar sua mulher porque foi um erro grave ele querer morar naquela fazenda. Chorando, Almerinda diz que a fazenda pertence a ele e Damião. Almerinda pede que ele a perdoe. Gael diz que não é necessário, pois entende os motivos que teve para esconder isso do marido dela e sabe que não teria aguentado que todos soubessem que ele teve um filho fora do casamento. Almerinda diz que não foi o escândalo que a preocupava, mas o medo de perder o Rogério, o homem que mais amou. Almerinda fala que Gael sabe, mais do que ninguém, o que é perder a pessoa que se ama para outra. Almerinda abre a maleta de dinheiro. Gael diz que não precisa de compensação e não diz isso por orgulho, mas por dignidade. Almerinda diz que jamais o ofenderia com uma situação dessas, que aquele é o dinheiro que a Carmem está exigindo para devolver-lhe o Damião. Ela conta que Carmem exigiu que Elisa fosse entregar o dinheiro. Almerinda pede a Gael que leve o dinheiro ao cemitério. Almerinda o agradece e o abraça.

Na cabana, Paloma diz a sua avó que Carmem é um monstro e que não consegue acreditar que foi capaz de sujar o nome da própria irmã só para se salvar e ainda se casou com o cunhado. Paloma diz que deveriam arrancar os olhos dele e queimá-la viva. Ramona fala que qualquer castigo é pouco para aquela mulher. Paloma diz que vai à casa de Elisa e Ramona diz que ela não vai a lugar algum, pois a situação está muito ruim e não quer que ela se meta. Paloma diz que Elisa é sua amiga. Ramona diz que precisa que ela fique, pois quem vai sair é ela porque tem um pressentimento de que alguma coisa ruim vai acontecer. Carmem chega ao cemitério e encontra a maleta cheia de dinheiro. Ela vê Padre Lupe e começa a correr. Logo em seguida, vê D. Branca e sai do cemitério. Ela entra em um carro de aluguel. Gael e Elisa a seguem, pois tem certeza de que ela vai leva-los até Damião.

Na estrada, Ramiro aguarda por Carmem e começa a chover. Ramona vê Ramiro na beira da estrada e vê Carmem chegar em outro carro. Ramona vê Carmen e Ramiro escapando. Eles se assustam e o carro bate contra um rochedo. Carmem fica atordoada com o acidente e fica com as pernas pressas. Ramiro, mesmo ferido, trata de fugir com o dinheiro. Elisa chega com Gael e Ramona conta que colocou a carroça na frente deles, pois tinha que detê-los. Elisa vê Carmem presa e quer saber onde está Damião. Carmem diz que ele está no porta-malas do carro e não sabe se está vivo. Gael abre e não o encontra. Gael pega a espingarda e exige que Carmem diga onde está Ramiro. Carmem indica para onde ele fugiu e Gael vai atrás. Carmem pede para que Elisa a ajude e neste instante, os policiais chegam.

Na fazenda Arango, Almerinda está nervosa e Lúcio diz que deveriam avisar a polícia. Bráulio concorda, pois acha que Gael e Elisa não deveriam estar sozinhos. Paloma chega e quer saber o que está acontecendo. Ela conta que sua avó lhe disse que estava pressentindo que alguma coisa de ruim iria acontecer. Lúcio diz que falou com a polícia e que encontraram um carro capotado perto da saída do povoado e Carmem e Ramiro estavam no carro. Almerinda quer saber se Damião estava com eles. Lúcio diz que não, mas que Ramiro fugiu pelo campo e Carmem está muito ferida. Dolores diz que parece que a história está se repetindo, a fuga do povoado, o acidente, a chuva. Bráulio diz que a única maneira de saber onde Damião está é encontrando Ramiro Mendonça e que os camponeses podem ajudar, pois conhecem toda a região. Malu diz que vai para a processadora, pois lá tem os telefones dos trabalhadores e que tem certeza de que todos vão ajudar. Bráulio vai com ela. Lúcio diz que vai ao hospital para ver sua afilhada e Dolores resolve ir junto. Paloma fica na fazenda e tenta acalmar Almerinda.

Gael encontra Ramiro e lhe aponta a espingarda. Ramiro chora e diz que isso não pode acabar assim e implora para que Gael não o mate. Gael diz que Ramiro e Carmem mataram o seu pai. Ramiro diz que nunca, pois se existia alguém que respeitava e admirava o Sr. Rogério no povoado, era ele. Gael o manda não se fazer de desentendido, pois ele está falando do Padre Lupe. Ramiro diz que não foi ele quem o matou, que quando chegou ao cemitério a Carmem já o tinha esfaqueado. Ramiro diz que Carmem está louca e por isso está fugindo. Ele ainda conta que Carmem afogou Kênia no lago. Ramiro volta a implorar que Gael não o mate, pois sabe que não é um santo, mas nunca matou ninguém. Gael quer saber como é que se chama o que ele fez com Ingrid, pois a enterrou viva. Ramiro diz que tem uma bala na cabeça e o que Gael queria que ele fizesse. Gael quer saber onde está o seu irmão Damião e, assim, lhe poupa a vida. Ramiro diz que o irmão dele está sentado no lugar onde ele nunca pode estar, pois se a processadora não pode ser dele não vai ser de mais ninguém. Neste momento, chega à polícia.

Na processadora, Malu chega com Bráulio e diz que vai ao escritório de Damião pegar a outra agenda. Quando entra no escritório, Malu vê Damião amarrado a explosivos e grita por Bráulio. Damião pede para que liguem para a polícia, pois pode explodir a qualquer momento. Gael chega com a polícia e entra na sala. Damião pede para que ele saia e Gael diz que não vai sair dali, pois são irmãos e amigos. Damião diz que quando está naquela situação e que se percebe tudo o que tem e Gael diz que também se dá valor a vida e a tudo o que se perdeu. Damião quer saber se ele está falando da Elisa. Gael diz que não, mas da Paloma. Damião diz não entender, pois ele nunca vai perder a Paloma. Gael diz que Paloma está decidida a lhe dar sua liberdade. Damião diz que pelo jeito Paloma conquistou o coração de Gael. O policial pede para Gael sair e este diz que não vai sair dali.

Elisa, Lúcio e Dolores chegam e acabam por descobrir que Damião está amarrado com explosivos. Elisa entra e Lúcio quer saber se Malu está bem. Malu diz que está assustada e Lúcio diz que não saberia o que fazer se a perdesse. Eles se abraçam. Desesperada, Elisa encontra Damião e o beija. Almerinda chega correndo e Gael pede para que ela espere um pouco, pois acha que os dois não tem nada para fazer ali. Almerinda diz que Gael tem razão, finalmente, seu filho está com a mulher mais importante da vida dele. Gael oferece o braço para que saiam juntos.

Destaques:

“Abismo de Paixão” SBT: resumo dos próximos capítulos (*)

* Sujeito à alteração de acordo com a edição.

No capitulo 121, terça-feira, 11 de fevereiro – Gael fica feliz ao ver a felicidade de Damião e Elisa. No centro médico, Edmundo olha Carmem enquanto ela está sedada e diz aonde ela chegou. Gael está no lago a espera de Paloma. Esta o agradece por ter ajudado Elisa encontrar Damião. Gael diz que só queria ter certeza de que ele estava a salvo e depois resolveu vir ao lago já que tem certeza de que eles estão felizes. Paloma diz imaginar que Gael esteja sofrendo muito. Gael diz que mesmo que Paloma não acredite, ele está sofrendo muito mais com a indiferença dela. Paloma diz que a vida continua, mas com certeza ele vai encontrar uma mulher por quem se apaixone de verdade. Gael pede para contar que quando estava caminhando para a cabana da avó dela, resolveu parar no lago para pensar muito bem no que queria dizer a ela. Paloma diz que não tem mais nada para pensar já que sabe que o casamento deles não deu certo e nunca vai dar e que está disposta a assinar os papeis do divórcio assim que estiverem prontos. Gael dá um beijo em Paloma e ela o empurra. Ele volta a beijá-la e Paloma o manda parar. Gael diz que está demonstrando o quanto ele a ama. Paloma diz que não é verdade, pois ele ama Elisa.

Gael diz que quando era menino e se sentia sozinho, o carinho que sentia pela Elisa era o único consolo que tinha, era o que lhe fazia sentir protegido, fazia sentir parte de alguma coisa. Ele diz que a amava tanto que o amor acabou virando uma obsessão, que não queria dividi-la com ninguém e nem com a família. Mas, percebeu que foi um estúpido insistindo nesse amor por tanto tempo. Gael fala para Paloma que foi um estúpido em não perceber que ela é muito importante para ele. Paloma diz que Gael está confundindo as coisas. Gael diz que quem não está entendendo é ela. Gael diz que a ama e que só descobriu isso quando percebeu que ela estava disposta a esquecê-lo, quando ficou a ponto de perdê-la e só aí deu conta. Ele diz que não pode mentir que o grande amor que há, desde sempre, entre Damião e Elisa é o que fez compreender o que sentia por ela, que fez tirar a venda dos olhos e perceber o quanto a ama. Paloma diz que Gael não pode ficar brincando com os sentimentos dela. Gael pede perdão a Paloma e também uma oportunidade de mostrar que ele realmente a ama de verdade e que quer ficar com ela o resto da vida para viver este amor. Gael a beija e diz que a ama com toda sua alma e que ela está louca se acha que vai lhe dar o divórcio. Gael diz que o coração dele pertence a ela. Eles se beijam.

Edmundo vai ter uma conversa com Elisa e diz a ela que o estado de Carmen é bastante grave e que por isso teve de amputar suas pernas. Mais tarde, Carmen acorda e Almerinda entra no quarto. Almerinda diz que Carmem lhe dá muita pena, pois está acabada e que a vida dela terminou. Carmem diz que não tem muita certeza. Almerinda diz que pelo visto ela não está sabendo. Carmem quer saber do que ela está falando. Almerinda a manda perguntar aos médicos e que a única coisa que pode dizer é que ela não será mais a mesma, como mulher não vão mais lhe restar muitos recursos. Almerinda lhe dá adeus e diz pedir a Deus que tenha pena dela. Carmen fica sozinha e se dá conta que teve as pernas amputadas ficando desesperada. Almerinda encontra com Damião e Elisa. Esta quer saber se sua tia acordou e Almerinda confirma. Elisa diz que quer vê-la. Almerinda abraça Damião. Elisa vai fazer uma visita para Carmen e ela revela a sobrinha que sempre a odiou por ser fruto do amor, do imenso amor de Augusto e Estefânia e acaba confessando que sempre amou o pai dela desde o primeiro momento que o viu. Carmem confessa que o matou. Elisa percebe que Carmen cortou os pulsos e sai para pedir ajuda. Pouco tempo depois Edmundo retorna dizendo que Carmen não resistiu.

Gael faz uma serenata para Paloma e os dois confessam que estão muito felizes. Lúcio tem uma conversa com Ramiro na prisão e diz que finalmente a justiça foi feita e ele passará muitos anos atrás das grades. Ramiro diz que algum dia ele vai sair dali e que vai provar que vão vê-lo por muito tempo. Lúcio diz que quando sair vai estar tão velho, um homem acabado e não vai ter nem mesmo um cão para abaná-lo o rabo. Ramiro diz que quando sair Lúcio não vai estar vivo para comprovar qualquer coisa. Lúcio diz que no fundo tem muita pena dele, pois sempre teve capacidade e talento, mas a ambição, a soberba e a inveja não o deixaram crescer. Ramiro diz que quando sair vai ressurgir das cinzas porque ele também é um Arango. Antes de sair Lúcio revela para Ramiro que conheceu o pai dele, garante que se tratava de um caipira bêbado e que abandonou a mãe dele quando esta adoeceu. Lúcio diz que Ramiro é o retrato dele, uma víbora loirinha de olhos clarinhos. Ramiro diz que o velho é louco, pois se Dona Almerinda queimou a verdadeira certidão dele quando o Sr. Rogério morreu, deveria ser por alguma razão. Lúcio diz que Almerinda batalhou muitos anos para engravidar e quando Ramiro ficou órfão, o Rogério a convenceu de adotá-lo. Mas, quando ela pode conceber um filho, Rogério cancelou todos os trâmites e imagina que esses devem ser o papeis que ela queimou. Lúcio garante que Ramiro não é um Arango.

Gael e Paloma encontram Damião e Elisa na praça do povoado. Gael vai ter uma conversa com Damião e pede desculpas por tudo que fez e os dois dão um abraço fraternal ao dizerem que se admiram. Elisa e Paloma ficam bastante felizes. Paloma vai ter uma conversa com Ramona e diz que não vai mais se separar de Gael. Ela dá os parabéns a neta e diz para continuar usando seus amuletos. Elisa vai ao enterro de Carmen junto com Damião e Lúcio. Passa-se algum tempo, Elisa vai junto com Damião até o cemitério levar algumas flores ao túmulo de seu pai de sua mãe que já estão no mesmo jazigo.

Mais tarde eles vão ao batismo do pequeno filho Augusto e todos estão bastante felizes. Gael e Paloma já tem duas filhas e também estão bastante felizes. Dolores está grávida de Bráulio. Edmundo e Sarito estão juntos e ela consegue vencer a doença. Damião agradece Edmundo por estar sempre juntos a eles. Florência e Henrique se casaram e adotaram Sophia. Damião e Elisa dão os parabéns a eles. Malu e Lúcio também tem um relacionamento e estão bastante felizes. Ele diz que embora nunca esquecerá Branca ela já tem um lugar em seu coração. Os dois dizem que se amam. Elisa o agradece por tudo o que fez por ela. Lúcio diz que Elisa é a luz dos seus olhos e que ela sempre foi como sua filha. Elisa diz que o ama muito e que ele merece ser sempre feliz. Elisa dá para Gael as terras da Fazenda Céu Aberto e diz que é por merecimento dele, pois sempre trabalhou no lugar desde criança. Dolores e Elisa trocam palavras de carinho e de amor. Almerinda agradece Elisa pela grande felicidade de ter lhe dado um neto e lhe pede perdão novamente. Elisa diz que já a perdoou há muito tempo. Elisa e Damião estão morando na fazenda Castanhón. Damião, Elisa, Gael e Paloma saem da festa e vão nadar no rio assim como faziam quando eram crianças. Eles estão muito felizes e comemoram o amor e amizade. FIM.

Fonte: “Abismo de Paixão”, novela do SBT – resumo dos próximos capítulos

Publicidade