20.9 C
São Paulo
sábado, maio 18, 2024
publicidade

Resumo “Quando me Apaixono”: próximos capítulos da novela

No resumo dos próximos capítulos da novela do SBT, “Quando me Apaixono”, Rafael se tornou um garotinho lindo e as gêmeas idênticas, Marina e Irene, são igualmente adoráveis.

Resumo “Quando me Apaixono” 154, quarta-feira, 17 de fevereiro

Inauguração da instituição de Inês. Roberta parabeniza Regina. Julieta diz a Matias e Adriana que o pai de César vai mandá-la para o curso de padaria em Paris, por seis meses. Roberta diz a Regina e Gonçalo sobre querer uma grande festa para ela e Renata. Gonçalo e Regina concordam.

Continua após o anúncio

Fina compra um novo disfarce. Dia do casamento e batizado… todos muito felizes. Adriana e Matias falam sobre o casamento deles. Constança desconfia da festa de aniversário de Roberta. Honório diz que o investigador descobriu que ela comprou uma passagem de avião para a Suíça.

No dia da festa de aniversário, Fina usa uma peruca roxa brilhante. Renata quer contar a verdade a Roberta, sobre ela ser a verdadeira filha de Regina. Gonçalo insiste: “É um risco grande, mas se é isso que sua mãe e você querem, vamos conversar com Roberta hoje à noite, depois da festa.”

Continua após o anúncio

Alison e Aníbal mostram a matrícula da faculdade que escolheram fazer para Manoela. Alison diz que vai fazer nutrição para ajudar as meninas que possuem o mesmo problema que ela. Já, Aníbal quer se dedicar à produção de vinho, vai ser enólogo. Os dois levam Manuela para almoçar e, assim, comemorar.

Adriana quer saber se pode chamar Constança de mãe e esta diz só se puder chamá-la de filha.

Karina leva Manuela para ver a casa que Lázaro está a construir para eles.

Continua após o anúncio

Mathias e Jerônimo conversam e este convida seu amigo e Adriana para serem padrinhos de seu filho.

Regina conta a história do colar com R a Renata e as duas se emocionam. Roberta ouve Regina chamar a irmã de filha, e Renata chamando Regina de mamãe. Ela as questiona.

“Quando me Apaixono” SBT: resumo dos próximos capítulos da novela(*)

* Sujeito à alteração de acordo com a edição.

Resumo “Quando me Apaixono” 155, quinta-feira, 18 de fevereiro

Roberta exige uma explicação. Regina e Renata concordam que chegou a hora da verdade. “Você não é minha filha de verdade”, Regina admite. “Cómo?” exige Roberta. Ela lembra a prova, o teste de DNA, o problema do coração, a certidão de nascimento. Regina insiste com firmeza que tudo foi um erro terrível, as impressões digitais de Roberta não correspondem às da certidão de nascimento de Regininha. Roberta parece muito abalada e diz a Regina que realmente a via como sua verdadeira mãe, e que estava começando a amá-la como tal. Regina admite que também ficou chocada, mas sem dúvida Renata é sua filha verdadeira.

Roberta chora dizendo que não quer desistir de Regina como sua mãe. Ela não quer ser filha de uma assassina. Renata diz à irmã que eles não precisam mais ficar sob a nuvem suja de Fina. Este é o momento perfeito para Roberta se reinventar, mudar e começar a contar a Verdade. Roberta chora porque Fina já a destruiu e ela não tem mais nada para contar. Renata põe Roberta na berlinda e pergunta se ela estava ciente da troca de identidade.

No local da festa, Fina, disfarçada mas ainda completamente identificável como Josefina Monterrubio, conversa com os outros cantores de peruca neon enquanto Jerônimo e Matias, a poucos passos de distância, não ligam para a ajuda rosada.

Jerônimo diz que ele e Renata decidiram que não haveria melhor exemplo de padrinhos do que Matias e Adriana. Matias derrama uma lágrima sentimental antes de abraçá-lo. Fina não consegue resistir a se esgueirar perto deles.

Regina e Renata pressionam Roberta para dizer onde Fina está, têm certeza que ela sabe, mas Roberta continua insistindo alto e claro que não sabe! Ela não tem a menor ideia de onde está aquela mulher! Roberta sai correndo e Renata consola sua mãe chorosa.

Manuela recebe boas notícias. Alison vai estudar nutrição e Aníbal vai estudar enologia e voltar para se dedicar à produção de vinho.

Fina está no banheiro arrumando seus cachos e rindo de sua vingança, que está próxima. Roberta liga para ela e desabafa: “Fomos descobertas, o banco comparou as impressões digitais e descobriu a verdade. O mundo inteiro sabe que Renata é a verdadeira herdeira e filha de Regina Soberon.” Depois que elas se revezam nos ataques, Roberta lamenta que agora Renata vai ter tudo, o dinheiro, a casa, o amor de Jerônimo: “Você não sabe o quanto eu a odeio.”

Fina manda Roberta voltar para a festa e fingir estar feliz por fazer parte da Familia Monterrubio, apesar de tudo. Fina garante que elas ainda vão cumprir seu plano e seguir para a Suíça, felizes por serem mais uma vez mãe e filha. Roberta reclama por não ter dinheiro e Fina divulga que tem, e que o dividirá com ela: “Agora vá para a festa, porque amanhã começaremos uma nova vida.”

Manuela e Karina estão na construção da casa dela, olhando para a cozinha.

Jerônimo diz mais uma vez que não confia nem acredita em Roberta. Renata e Regina comentam que Roberta parecia realmente triste e que ela jura que não sabe nada sobre Fina, embora saibam que não é verdade. Gonçalo os lembra que Fina foi vista saindo do apartamento de Germano e Regina conta que elas lhe deram a chance de contar a verdade, mas ela não contou. “Isso porque ela é uma mentirosa profissional”, aconselha Jerônimo.

A Família Monterrubio chega à festa. Fina observa! Inês e Regina contam que todos os anos davam um bolo de aniversário para Renata, nunca perdendo as esperanças de encontrá-la. Agora Regina pode finalmente ser feliz.

Roberta fica emburrada no quarto. Gonçalo bate na sua porta e quer que ela ouça. Ela entrou em sua vida quando tinha apenas 12 anos com seu sorriso inocente. A partir desse momento, ele pensou nela como sua filha. Ela tenta interromper, dizendo “mas não como Renata …” Ele a cala e continua, sim cada filho é diferente mas o amor de um pai é igual para ambos. Para ele, ela é sua filha e sempre será. Ele acrescenta que a mãe dela encheu seu coração de ódio e inveja, mas Roberta é responsável por sua própria vida. Ele a exorta a lutar para ter sua própria vida: “Acredite ou não, sua irmã a ama e Regina também.”

Fina, escondida, observa.

Roberta parece tocada pelas palavras do pai. Sua certeza de que o poder do amor transcende tudo leva às lágrimas. Ele sabe que ela pode se reinventar e começar do zero. Ele a convida a contar tudo o que sabe sobre Fina que, embora seja sua mãe, não foi uma boa mãe. Fina só pensa em si mesma e se coloca na frente de todos, inclusive de Roberta. Ele implora à filha para não ser cúmplice de uma assassino e gentilmente a lembra que Fina matou o amor da sua vida. Isso realmente irrita Roberta, e ela começa a soluçar, pensando em sua perda profunda. Gonçalo garante que ela ainda tem família e diz várias vezes o quanto a ama. “Eu também te amo, papai”, ela soluça, depois que ele sai, e se agarra ao travesseiro enquanto chora.

Gonçalo se junta a Regina, não tem certeza se suas palavras afetaram Roberta. Grande festa; eles realmente dançam!

Em meio a tantos brindes e laços familiares, Roberta caminha se perguntando se deveriam cortar o bolo, como fazem todos os anos. Regina pega o microfone e todos os olhos estão voltados para ela. Regina diz que este é um dia especial e conta a história de uma mulher malvada que roubou sua filha há tantos anos. Bem, ela finalmente a encontrou depois de todos esses anos, mas adivinhe, a vida foi generosa e ela encontrou duas filhas! Roberta parece surpresa por ser incluída na felicidade. Regina anuncia que agora tem duas filhas e seu coração transborda de amor pelas duas.

Fina bate palmas educadamente ao fundo. As duas irmãs fecham os olhos, fazem um pedido e, juntas, apagam as velas. Renata arrasta sua irmã até o microfone e tagarela de felicidade e agradecimento a todos na multidão, chamando sua família um por um.

Roberta pega o microfone, diz que cometeu muitos erros e hoje quer pedir perdão. “O que você está fazendo?” Ela diz a Jerônimo que sabe que ele raramente acredita nela, mas jura que amou Rafael de todo o coração e alma. E agora sua punição é que ela não tem nem o amor dele nem o filho dele. Ela conta a Gonçalo desde o momento em que entrou na vida dele, que ele sempre foi um grande papai para ela. Ela pede perdão a Renata por sempre tentar ser como ela, mas também por odiar tudo o que Renata tentou ser. Ela sempre teve inveja da capacidade de Renata de amar e ser amada. Roberta diz que hoje todos deram a ela a oportunidade de se reinventar e ela vai tentar. Gonçalo sorri e Jerônimo parece cético.

Roberta admite que sabe onde está Josefina Alvarez, e que ela e sua mãe verdadeira planejaram deixar o país. Do fundo do coração, ela implora perdão: “Perdoe-me, irmã”, ela chora para Renata e a abraça.

Renata afasta Roberta do microfone enquanto Fina se vira e pega uma arma. Roberta pede perdão à irmã e vê sua mãe assumir a postura de atirador.

Resumo “Quando me Apaixono” 156, sexta-feira, 19 de fevereiro

Fina atira. Roberta faz um movimento. Roberta recebe um tiro nas costas que era para Renata. Todos começam a gritar. Fina está em choque absoluto e não luta com Jerônimo e Matias. Renata segura Roberta ferida nos braços enquanto Gonçalo embala a cabeça dela. Regina grita para alguém chamar uma ambulância. Fina corre para o lado da filha e chora: “A bala não era para você!”

Um filete de sangue escapa do canto da boca de Roberta, enquanto ela luta para falar suas últimas palavras: “Você me magoou desde que nasci. Seu amor me matou.” Fina diz que tudo o que ela fez foi por Roberta e a filha a acusa: “Você tirou tudo de mim, até o amor de Renata…. Por favor, Renata, me perdoe!” “Eu teria feito o mesmo por você!” Renata diz.

“Renata, eu te odiava porque não sabia como te amar.” Roberta chora. Roberta implora por perdão uma última vez, antes de seus olhos se fecharem e ela ficar inerte nos braços de Renata. Fina embala o corpo da filha enquanto Renata soluça. Gonçalo encara à distância, com pesar. Todos os Monterrubios se aglomeram em choque e em lágrimas. Fina perde a compostura e implora a Roberta para acordar. “Fina pagou por seus pecados da pior maneira”, diz Honório. “Ela perdeu sua filha, a única pessoa que ela amou, por suas próprias mãos.”

Meses depois, Fina se encolhe no canto de uma cela acolchoada, arrulhando para uma boneca em seus braços. Um médico diz a Gonçalo e Regina que Fina não saiu do estado de choque e provavelmente nunca vai se recuperar de tamanha tragédia. Gonçalo dá uma última olhada em Fina e se despede de vez. Fina chora ao lembrar de todas as coisas horríveis que fez. Em outro lugar, Honório e Constança dão um passeio juntos. Ela é a mulher mais feliz do mundo e Honório também não poderia estar mais feliz.

No hospital psiquiátrico, Fina caminha pelo pátio e tem uma visão de Roberta. Fina diz: “Eu pensei que você estava morta!”. A imagem de Roberta fala: “Eu não morri. Você me matou. Seu ódio por Renata finalmente acabou me destruindo. O amor é a melhor coisa do mundo, mamãe, mas você nunca soube amar. Graças a Deus me arrependi antes de morrer; fez toda a diferença porque estou em paz longe de você. Gonçalo, Regina e o amor de Renata me salvaram. Você e eu nunca iremos nos reunir novamente. Eu paguei minhas dívidas. Você não tem mais o poder de controlar minha vida ou minha alma. Você foi a arquiteta de seu próprio destino.” Fina tenta abraçá-la, mas Roberta se apaga.

Fina é deixada vagando, chorando e gritando por Roberta. Ela grita e delira até que as enfermeiras a sedam.

Na A Bonita, Carlos e Jerônimo remexem no laboratório, elaborando o vinho perfeito. Lá dentro, Manuela e Matilde ajudam a montar um berço decorado em tons de azul. Renata vai ter um menino que se chamará Rafael. As senhoras conversam alegremente até que a bolsa de Renata rompe inesperadamente. Renata está preocupada porque é dois meses muito cedo, mas as senhoras a tranquilizam enquanto a ajudam a entrar no carro.

Jerônimo e Carlos ensinam a Aníbal como funciona o negócio do vinho. Matilde se apressa para dar a notícia de Renata a Jerônimo e os rapazes saem correndo. Enquanto isso, Padre e Antonio levam Marina ao hospital porque ela também entrou em trabalho de parto.

Carlos e Matilde levam Jerônimo e Renata ao hospital. Antônio liga para o celular de Jerônimo para dizer que Marina também entrou em trabalho de parto. “A história está se repetindo!” Renata diz. “Minha irmã e eu nascemos no mesmo dia e no mesmo lugar.” Jerônimo faz o possível para confortar Renata durante a dor.

No hospital, Jerônimo está ao lado de Renata enquanto o bebê Rafael nasce feliz e saudável, ainda que dois meses antes. A família feliz dá as boas-vindas ao filho. Do outro lado do corredor, Marina está passando por momentos difíceis e eles precisam realizar uma cesariana de emergência. Os bebês estão sofrendo. Uma enfermeira vem buscar Jerônimo, o que deixa Renata para ter algum tempo de ligação de qualidade com seu bebê. O médico diz a Jerônimo que está preocupado com o estado de Marina. Os bebês provavelmente ficarão bem.

Renata conversa satisfeita com Matilde e Carlos. O bebê Rafael está seguro em uma incubadora. Carlos pondera que deve ser maravilhoso ser pai. Matilde concorda e não vê a hora de fazer filhos com Carlos. Gonçalo e Regina ligam e Renata diz que são oficialmente avós.

Jerônimo murmura sobre suas filhas gêmeas quando Marina acorda. Ela chora ao segurar os bebês, mas de repente tem dificuldade para respirar. Marina pede para falar com Renata o quanto antes. Jerônimo não perde tempo em pegar uma cadeira de rodas para Renata e levá-la para o quarto de Marina.

Resumo “Quando me Apaixono” 157, segunda-feira, 22 de fevereiro

Jerônimo pega uma cadeira de rodas para Renata e a leva para o quarto de Marina. Renata segura a mão de Marina e tenta tranquilizá-la de que tudo ficará bem. Infelizmente, Marina é médica e sabe exatamente o que está acontecendo com ela. Marina pede a Renata que cuide de suas filhas: “Ame-as como se fossem suas próprias filhas.”

Jerônimo e Renata continuam negando firmemente que Marina esteja morrendo, mas ela é persistente. “Eu gostaria que fosse verdade, que eu iria viver. Eu adoraria criar minhas filhas e vê-las crescer. Pelo menos você terá o privilégio de ser mãe, Renata. Eu farei parte do passado delas, Jerônimo, mas você e Renata são o futuro delas. Eu nunca encontraria mãos melhores para deixá-las.” Agora, todos estão chorando copiosamente. Renata promete de todo o coração amar e cuidar das filhas de Marina.

Jerônimo acaricia o cabelo de Marina enquanto ela começa a desvanecer. “Jerônimo, você foi o amor da minha vida. Você me deu o presente mais lindo do mundo ao me fazer mãe. Cuide delas e as proteja.” Jerônimo jura por sua vida que suas filhas saberão o quanto sua mãe as amava. A última coisa que Marina pede é que um dos bebês receba o nome dela e a outra, Irene, o nome da mãe de Marina.

Jerônimo e Renata soluçam ao prometer atender aos pedidos de Marina. Os três se dão as mãos enquanto Marina morre em paz. Renata e Jerônimo sofrem.

Gonçalo, Constança e Honório conversam em um café e são acompanhados por Matias e Adriana. Acabaram de chegar do consultório e têm uma ótima notícia: vão ter um filho! “É o início de uma nova geração de Monterrubios!” Gonçalo exclama. Adriana tem orgulho de se considerar parte da família. Todos comemoram sua boa sorte.

Anos depois, em A Bonita, Rafael se tornou um garotinho lindo e as gêmeas idênticas, Marina e Irene, são igualmente adoráveis. Renata se junta a eles na sala de estar com outra menina nos braços. Regina ajuda a brigar com as crianças, porque eles estão tendo uma grande reunião de família na Feira do Vinho. Renata está duplamente animada porque Jerônimo vai apresentar seu novo vinho: San Rafael, em homenagem ao irmão. O festival está a todo vapor e absolutamente todos estão lá para comemorar. Gonçalo chega com Honório e Constança, que estão com os netos, um menino e uma menina.

Adriana e Matias caminham com eles orgulhosos. Gonçalo está feliz por ter netos saudáveis ??e felizes. Honório admite que nunca imaginou como seria maravilhoso ter netos. Ele é louco por eles!

Inês e Isidro batem papo no bar, Andresito se tornou um jovem bonito. Ele vai para a faculdade de medicina para ajudar crianças com câncer que passam pelo que ele passou.

Alzira com a jovem Luz, Lázaro e Karina com um filho, Matilde com uma criança adormecida nos braços. Carlos, Jerônimo, Aníbal e Alison esperam ansiosos pelos juízes da degustação de vinhos. O resultado do julgamento de vinhos é o seguinte: o vencedor é Vinho San Rafael. Aplausos explodem quando Jerônimo, Lázaro e Carlos sobem no palco para receber o prêmio.

Jerônimo dedica o prêmio à memória de seu irmão Rafael. Sem ele, Jerônimo nunca teria vindo viver em uma terra tão abençoada.

Jerônimo agradece a todos os trabalhadores da fazenda, especialmente seus grandes amigos e colegas de trabalho Carlos e Lázaro. “Eu amei meu irmão e amei os sonhos dele. Vamos defender sua terra e todas as suas ideias. Isso é para você, Rafael!”

Terminada a festa, Renata e Jerônimo passam um precioso tempo no campo com os filhos. Cada um deles elegantemente vestido com roupas brancas tradicionais, eles pisam uvas juntos como uma família alegre e unida.

Renata e Jerônimo ficam sozinhos ao pôr do sol. “Você é a soma de todos os meus sonhos”, diz Jerônimo “Obrigado por me fazer sentir o que eu nunca havia sentido antes. Estou muito mais apaixonado por você do que no primeiro dia em que te conheci.” “E eu com você.” Renata concorda. “Por quê?” Jerônimo pergunta. “Porque quando eu me apaixono, o tempo pára.” Renata e Jerônimo se beijam apaixonadamente diante do glorioso sol poente, enquanto nos despedimos de uma história bem contada.

Fonte: “Quando me Apaixono”, novela do SBT – resumo dos próximos capítulos
Martha Ramazottihttps://redenoticia.com.br
Com mais de 20 anos de experiência na área, Martha trabalhou como editora, programadora e apresentadora em vários programas da afiliada da Rede Record de Rondônia. Fundadora e Editora Chefe do RedeNotícia, é a principal responsável pelas notícias publicadas.

Artigos Relacionados

Redes Sociais

102,322FãsCurtir
1,791SeguidoresSeguir
Publicidade

Últimas Notícias