velho_chico_encarnacaoNovela “Velho Chico”: a vida de Encarnação (Selma Egrei) não tem sido fácil. Apesar de sua boa condição financeira e de encher a boca para falar que é uma de Sá Ribeiro, ela guarda uma grande amargura no peito – e isso é disparado a todos a seu redor. Nem coronel Jacinto (Tarcísio Meira), seu esposo, consegue escapar dos coices da mulher.

Ao chegar em casa depois de uma discussão pesada com seu rival, o chefe da família de Sá Ribeiro desabafa, chorando suas pitangas. Dura, Encarnação segue firme e motiva o marido. “Rédea frouxa num segura cavalo, Jacinto. Já passô da hora de você mostrá pra esse sujeito com quem ele tálidâno!”, ela diz. Satisfeito com as palavras da esposa, ele agradece e tenta fazer um carinho, mas a mulher reage e já foge do contato.

Inconformado com a atitude de Encarnação, o coronel ameaça, bravo: “Diacho de mulhé mais arredia! Qualqué hora eu perco a paciência e faço uma bestêra!”.

Fonte Rede Globo – nos próximos capítulos da novela “Velho Chico”, Afrânio se decepciona ao descobrir que Encarnação não veio para sua formatura. Iolanda afirma a Afrânio que cansou de namorar às escondidas. Afrânio declara seu amor por Iolanda. Encarnação sofre pela ausência de Inácio e culpa Jacinto pela morte do filho. Jacinto sente uma forte dor no peito e não resiste. Piedade sente as dores do parto, mas não encontra Belmiro. Eulália comunica a Capitão Rosa o falecimento do Coronel Jacinto. Encarnação exige que Afrânio vá para a fazenda. Piedade revela a Belmiro que seu bebê irá nascer.

Piedade avisa a Belmiro que ele terá de fazer o parto de seu filho. Afrânio pensa em assumir seu romance com Iolanda para os pais. Nasce o filho de Piedade e Belmiro, e a mãe decide nomear o bebê de Santo. Afrânio chega à fazenda dos pais. Coronel Floriano insinua que Afrânio deve ocupar o lugar de Jacinto. Afrânio desabafa com Doninha. Capitão Rosa confronta Afrânio. Matilde tenta convencer Iolanda a desistir de Afrânio.

Afrânio se revela para Encarnação e afirma que voltou para cuidar do que é seu. Capitão Rosa encontra um bebê abandonado na plantação de algodão e Eulália cuida da criança. Piedade e Belmiro decidem deixar suas terras para proteger Santo. Clemente alerta Afrânio sobre a concorrência de Rosa. Afrânio nega trabalho a Belmiro. Piedade amamenta Luzia. Capitão Rosa aceita Belmiro e Piedade em sua casa, a pedido de Eulália. Afrânio sofre para se adaptar a sua nova vida. Belmiro flagra Clemente e seus jagunços ateando fogo no galpão de Rosa.

Belmiro avisa ao Capitão Rosa que viu o autor do incêndio. Rosa afirma que Belmiro trabalhará para ele. Afrânio teme que seu nome seja envolvido no atentado comandado por Clemente. O delegado inventa uma desculpa para não investigar o crime contra a fazenda de Rosa. Afrânio decide visitar outras fazendas. Leonor faz uma promessa a seu santo e afirma que deseja deixar sua casa. Afrânio se encanta por Leonor. Aracaçu conversa com Afrânio sobre Jacinto. Zilu surpreende Afrânio e Leonor juntos.

Afrânio se casa com Leonor. Encarnação conhece Leonor e briga com Afrânio. Capitão Rosa explica seus planos para Belmiro. Afrânio e Clemente lembram de Inácio. Encarnação ordena que Leonor seja devolvida à família, mas Afrânio confronta a mãe. Capitão Rosa convoca uma reunião com os produtores da região e Chico Criatura se preocupa. Floriano exige provas de que foi Afrânio quem ateou fogo no galpão de Rosa. Leonor comenta com Doninha sobre sua promessa a São Gonçalo. Encarnação exige que Padre Romão anule o casamento de Afrânio e Leonor.

Coronel Floriano alerta Afrânio sobre as acusações de Belmiro contra ele. Doninha repreende Encarnação em defesa de Leonor. Clemente revela a Afrânio os motivos pelos quais o povo respeitava seu pai. Eulália insinua a Capitão Rosa que ele está se tornando um líder popular. Padre Romão aceita celebrar a união de Afrânio e Leonor. Iolanda promete a Matilde que esquecerá Afrânio. Coronel Floriano reclama da administração de Afrânio com Encarnação. Afrânio pede que Doninha ajude Leonor a pagar sua promessa para São Gonçalo.

Encarnação ordena que Afrânio assuma o controle dos negócios da fazenda. Capitão Rosa comenta com Chico Criatura que teme as reações de Afrânio. Doninha conduz Leonor à roda para São Gonçalo. Leonor convida Afrânio para dançar na roda. Encarnação discute com Afrânio. Eulália questiona o desânimo de Capitão Rosa diante de suas conquistas. Piedade conforta Belmiro, que sente falta do sertão. Afrânio e Leonor se casam na igreja. Capitão Rosa é assassinado. Floriano saúda Afrânio como o novo coronel da fazenda.

Padre Romão conversa com Eulália sobre a morte de Capitão Rosa. Afrânio e Clemente comemoram a boa safra de algodão da fazenda. Leonor entra em trabalho de parto. Coronel Salgado tenta convencer Eulália a vender seu algodão para Afrânio, mas Belmiro defende a patroa. Encarnação desconfia de que o bebê de Leonor não seja filho de Afrânio. Leonor sofre durante o parto. Encarnação se decepciona ao constatar que o bebê é uma menina. Afrânio comemora o nascimento de sua filha. No bar de Chico Criatura, todos questionam a paternidade de Tereza.

Doutor Emílio avisa a Afrânio que sua esposa poderá falecer se engravidar novamente. Belmiro garante a Eulália que defenderá as terras de Rosa a seu lado. Passagem de tempo. Tereza brinca com Cícero. Afrânio é hostil com Leonor, grávida de sua segunda gestação. Clemente alerta Afrânio sobre a influência de Belmiro. Santo, Luzia e Bento brincam às margens do rio. Piedade repreende Santo por deixar Bento se banhar no rio. Encarnação e Doninha punem Tereza e Cícero por sua desobediência.

Tereza reclama de Encarnação e Leonor acalma o coração da filha. Tereza e Cícero se assustam ao invadir a capela da fazenda. Leonor sente fortes contrações e Encarnação e Afrânio se preocupam. Leonor dá à luz Martim, mas não resiste ao parto do filho. Tereza se desespera com a morte da mãe. Padre Romão estranha quando Encarnação compara o filho de Afrânio ao finado Inácio. Piedade tranquiliza Bento, que sofre com o susto que passou no rio. Belmiro pede que Santo cuide de Bento e Piedade. Afrânio conversa com Clemente sobre a morte de Leonor.

Doninha conforta Tereza. Bento sente ciúmes da admiração de Luzia por Santo. Belmiro comenta com Abdias que tem planos para as terras de Eulália voltarem a prosperar. Orientado por Doninha, Afrânio se aproxima de Tereza. Encarnação chantageia Padre Romão para que Tereza ocupe um lugar de destaque na procissão da igreja. Belmiro revela suas ideias de novos negócios para Benedito e Silvino e Clemente alerta Afrânio. Eulália se nega a vender suas terras para Afrânio. Encarnação anuncia a Doninha que Tereza participará da procissão da igreja.