Novela “Deus Salve o Rei”: desde que seus lapsos de memória ficaram frequentes e sua saúde piorou, a rainha Crisélia (Rosamaria Murtinho) vem preocupando o neto Rodolfo (Johnny Massaro). Ele caminha pelos corredores do castelo, quando recebe uma notícia: ninguém sabe o paradeiro da rainha! “Não consigo encontrá-la. Ela… desapareceu”, diz Rebeca.

Fonte Rede Globo – nos próximos capítulos da novela “Deus Salve o Rei”, Crisélia não acredita na morte do neto e ordena uma busca a Afonso pela floresta. Virgílio não percebe a presença de Afonso. Orlando e Petrônio percebem que Rodolfo tem medo de assumir o trono e tentam incentivá-lo. Em um momento de lucidez, Crisélia pede a Cássio que apoie Rodolfo. Istvan diz a Catarina e Augusto que se ausentará para resolver pendências em Córdona. Constantino pede abrigo e comida a Augusto e demonstra encantamento por Catarina. Constância avisa a Amália que ela não é obrigada a se casar com Virgílio. Lupércio encontra Crisélia na praça. Amália tenta impedir Afonso de voltar a Montemor, e os dois se beijam. Virgílio flagra Amália e Afonso se beijando.

Virgílio agride Afonso, deixando-o ainda mais debilitado. Rodolfo decide se preparar para assumir o trono, mas seu desempenho na Academia Militar é decepcionante. Catarina sente que Constantino compartilha de suas ideias a respeito de fortalecer o exército de Artena. Crisélia decide comunicar diretamente ao povo sobre a morte de Afonso e, para desespero de Rodolfo, avisa ao neto que ele fará um pronunciamento. Crisélia anuncia ao povo que Rodolfo será o novo rei. Amália agradece a Afonso por evitar seu casamento com Virgílio. Afonso jura a Martinho que sua intenção é fazer Amália feliz. Martinho demonstra não gostar que Amália tenha desfeito seu noivado com Virgílio, ao contrário de Constância. Afonso descobre por Amália que o príncipe de Montemor foi dado como morto.

Afonso parte para Montemor, e pede que Amália confie nele. Cássio avisa a Rodolfo que Crisélia ordenou que o exército entrasse em prontidão. Crisélia garante a Rodolfo que Montemor será atacada. Rodolfo desaprova a orientação de Cássio para decretar a interdição de Crisélia. Virgílio surpreende Afonso na floresta e o desafia. Catarina se encanta com a qualificação do exército de Constantino e pergunta ao duque como ela poderia melhorar as tropas de Artena. Afonso consegue vencer Virgílio e prefere poupar sua vida. Rodolfo desmaia ao saber que a rainha mandou atacar Artena. Mandingueira encontra Afonso na floresta e prevê que uma mulher que aparecerá em sua vida lhe trará discórdias e morte. Demétrio não entende o motivo de Constantino permanecer em Artena com seu exército. Crisélia vê um beija-flor na janela e toma uma decisão sobre sua vida. Rodolfo e Cássio se surpreendem ao encontrar Afonso.

Rodolfo constata que Afonso está vivo. Afonso sofre ao saber da morte de Crisélia. Augusto avisa a Catarina que eles irão ao funeral de Crisélia. Virgílio alerta Amália sobre Afonso. Rebeca entrega a Afonso uma carta escrita por Crisélia. Rodolfo demonstra interesse por Catarina. Olegário comenta com Lupércio que considera estranha a história contada por Afonso sobre seu sumiço. Rodolfo tenta impressionar Catarina. Diana fica intrigada com o interesse de Virgílio de querer melhorar a aparência de seu negócio.  Augusto e Catarina deixam Montemor após o funeral de Crisélia. Cássio conta a Afonso sobre o interesse que Catarina teve pelo exército de Montemor e relata as perguntas da princesa de Artena. Afonso se emociona ao ler a carta que Crisélia lhe deixou. Constantino e Catarina se beijam.

Catarina pede a Lucíola que não conte a Augusto sobre Constantino. Afonso revela a Cássio que está apaixonado por Amália. Amália comenta com Tiago que ficou intrigada ao ver Virgílio e Diana passeando juntos. Afonso ignora o pedido de Samuel sobre a mina de ferro, que sofre risco de desmoronamento. Catarina avisa a Constantino que não se casará com o marquês. Betânia comenta com Brumela que a tristeza de Afonso está associada à paixão por uma mulher. Afonso avisa a Cássio que irá a Artena resolver sua situação com Amália, sem revelar sua verdadeira identidade. Amália escreve uma carta para Afonso. Cássio alerta Afonso para a possibilidade de faltar comida para o povo por conta da escassez da água. Romero mente para Olegário, dizendo que Ulisses está indo bem na academia. Catarina finge comemorar a volta do marquês. O mensageiro retorna com a carta de Amália, e afirma que não há nenhum ferreiro em Montemor com o nome de Afonso.

Tiago tenta consolar Amália. Catarina pede explicações a Constantino sobre sua decisão de partir repentinamente de Artena. Cássio avisa a Samuel que não pode autorizar a parada temporária do trabalho na mina por decisão de Afonso. Virgílio finge se importar com o clima de desavença entre Diana e Amália. Amália conta a Constância que não existe nenhum ferreiro chamado Afonso em Montemor. Rodolfo avisa que decidiu criar a Lei da Justa Punição para fazer justiça a pessoas traídas por seus cônjuges. Ulisses estranha o incentivo de Romero para que ele seja amigo de Selena. Augusto avisa a Catarina que Artena ficará sob a responsabilidade da filha durante sua ausência. Ocorre outro desmoronamento na mina de ferro de Montemor. Amália avista Afonso montado em seu cavalo.

Amália hesita em ouvir as explicações de Afonso. Rodolfo fica nervoso ao perceber que ele poderá ser castigado pela lei que ele próprio criou. Rodolfo é salvo do castigo por um mensageiro que o avisa sobre o acidente na mina. Catarina dispensa Demétrio de suas funções até que Augusto retorne a Artena. Virgílio provoca Afonso ao vê-lo na barraca de Amália. Lucíola avisa a Catarina que o marquês está com febre. Catarina descarta o chá que o médico recomendou para Istvan e aproveita para cancelar o casamento. Catarina fica surpresa com a chegada de um curandeiro que veio a mando do marquês. Petrônio e Orlando acordam Rodolfo para estar presente no resgate e ser consagrado pelo povo. Rodolfo revoga a Lei da Justa Punição. Há um incidente com a carroça em que Amália está e Afonso corre para salvá-la.

Afonso consegue evitar que Amália caia no abismo. Martinho agradece Afonso por ter salvado sua filha. Catarina fica surpresa ao ver o marquês bem disposto. Rodolfo é saudado pelo povo. Julião tenta ameaçar Rodolfo ao descobrir que sua mulher o traiu com o príncipe. Afonso teme ser reconhecido por alguém de Montemor. Betânia diz a Brumela que há rumores de que Afonso foi atrás de uma mulher. Rodolfo pede a Osiel que faça um retrato pintado dele. Afonso pede Amália em casamento.

Afonso diz a Amália que ela precisa ir a Montemor, antes de responder ao pedido de casamento, para saber quem ele realmente é. Orlando e Petrônio tramam para prender Julião. Orlando diz a Rodolfo que descobriu um motivo para prender Julião. Amália parte para Montemor com Afonso. Romero fica surpreso quando Selena pede para usar a espada e demonstra mais habilidade que Ulisses. Demétrio tenta chamar a atenção de Istvan para o caráter de Catarina. Cássio lembra Rodolfo sobre o Dia do Perdão e avisa ao príncipe que um dos presos deverá ser agraciado pelo povo  e ganhar a liberdade. Selena fica surpresa com o talento de Ulisses na cozinha. O povo decide libertar Julião, para desgosto de Rodolfo. Amália constata que Afonso é o príncipe herdeiro de Montemor. Afonso se sente responsável pelo acidente na mina. Afonso diz a Rodolfo que pretende se casar com Amália.